O que fazer para resgatar o seguro de vida

Quando o segurado ou a família precisam pegar esse dinheiro, é necessário ligar para a seguradora, preencher o sinistro e enviar documentos. Saiba como pedir o resgate do seguro de vida!

Assim que você contrata um seguro de vida, tanto você quanto a sua família devem saber o que fazer para resgatar a indenização. E não se engane: dependendo da cobertura, o seguro não cobre somente a morte do segurado, mas pode ser resgatado em situações como invalidez temporária ou permanente, por exemplo.

O primeiro passo: saber quando pedir o resgate do seguro de vida

Normalmente, quem contrata um seguro de vida está se protegendo financeiramente caso fique inválido por um período ou não possa mais trabalhar. Se isso acontecer, é você que precisa contatar a seguradora e pedir a indenização. Já nos casos de morte natural ou acidental deste segurado, algum parente próximo, que tenha os dados do seguro, precisa entrar com o pedido de resgate para receber a indenização.

O segundo passo: saber acionar a seguradora

Ligue para o corretor ou para a assistência 24 horas do seu plano. Em seguida, preencha o formulário de aviso de sinistro. Esse papel é fornecido pela seguradora, e você vai escrever ali os dados do segurado e o motivo pelo qual você está pedindo a indenização. Por exemplo, no formulário de morte acidental, é necessário escrever qual foi o acidente e como o segurado faleceu.

No final desta etapa, cada seguradora vai pedir alguns documentos para liberar o dinheiro, sendo que esse valor foi previsto na apólice. Saiba quais são os documentos mais pedidos em cada situação.



Invalidez por acidente

  • RG, CPF e comprovante de residência do segurado;
  • Atestado do médico confirmando as sequelas deixadas pelo acidente e o grau de invalidez;
  • Cópia dos exames médicos realizados;
  • Cópia da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT), se esse foi o caso;
  • Boletim de ocorrência policial, se houver;
  • Cópia do benefício do INSS, se o segurado receber;
  • Carteira de motorista do segurado, se a causa da invalidez foi um acidente de carro.

Invalidez por doença

  • RG, CPF e comprovante de residência do segurado;
  • Atestado do médico confirmando as sequelas deixadas pela doença e o grau de invalidez;
  • Cópia dos exames médicos realizados;
  • Cópia do benefício do INSS, se o segurado receber.

Morte natural

  • Certidão de óbito do segurado;
  • Certidão de nascimento ou de casamento do segurado;
  • RG, CPF e comprovante de residência do segurado.

Morte acidental

  • Certidão de óbito do segurado;
  • Certidão de nascimento ou de casamento do segurado;
  • RG, CPF e comprovante de residência do segurado;
  • Boletim de ocorrência policial;
  • Laudo do Instituto Médico Legal (IML);
  • Carteira de motorista do segurado, se a causa da morte foi um acidente de carro.

Em quanto tempo a indenização do seguro de vida será liberada?

De acordo com o as regras da Superintendência de Seguros Privados (Susep), depois que os documentos forem entregues, a seguradora terá o prazo máximo de 30 dias para pagar a indenização.

Compare online o seguro de vida

Compare e encontre o melhor seguro de vida! Clique aqui e faça a sua cotação online com a Smartia.

Veja também!


Compartilhe