7 perguntas para fazer na cotação do seguro de carro

  • Google+
  • LinkedIn

Confira quais são as 7 principais perguntas para fazer na cotação do seguro de carro e faça um bom negócio!

O que perguntar durante a cotação de seguro de carro veículo



Fazer um seguro de carro deixa você prevenido caso se envolva em um acidente e tenha que pagar o conserto não só do seu veículo, mas de outros motoristas. Para essa proteção ser eficiente, você deve escolher um seguro que tenha todas as coberturas que você precisa. Como fazer essa escolha? Peça cotações em seguradoras diferentes. Este é o passo mais importante principalmente porque o valor costuma mudar entre as empresas.

Quando estiver com as propostas, veja quais informações você precisa saber sobre cada uma delas antes de tomar sua decisão:

O que perguntar ao fazer a cotação do seguro de automóvel

1. Qual o valor da franquia

A franquia é a taxa que a seguradora cobra para arrumar o seu carro. Ou seja, se você bater o veículo e quiser acionar o seguro para fazer o conserto, você terá que pagar esse valor para a seguradora. Por isso, sempre pergunte qual será a franquia em cada proposta e veja se ele está dentro do que você espera pagar quando precisar do seguro.

2. Se a franquia é normal ou reduzida

Quando a franquia é reduzida você paga menos para acionar a seguradora, mas o valor do seguro (ou prêmio) é maior. No caso da franquia normal, você paga mais barato no seguro e gasta mais se precisar usá-lo. O ideal é comparar os preços de propostas com o mesmo tipo de franquia para saber qual tem o melhor preço.

3. O tipo de indenização para perda total ou roubo do veículo

Nessas situações, alguns seguros pagam o valor do carro no mercado usando a tabela Fipe, outros têm um preço estipulado antes em contrato. O mais comum é fazer o pagamento de acordo com o valor do carro naquele momento, mas antes de assinar o contrato confira com seu corretor qual a escolha da empresa.

4. Se o seguro cobre incêndios, enchentes e outros desastres naturais

Por exemplo, a cobertura contra enchentes é um item adicional no seguro. Se você precisa dela, deve informar o corretor e cotar o preço com esse serviço adicionado.



5. Se o seguro cobre danos a terceiros

A maioria dos seguros também oferece esse serviço, mas ele é um item adicional. Com essa cobertura, a seguradora paga os danos que você pode causar em outros veículos no caso de uma batida. Vale a pena incluir esta opção na proposta.

6. O que o seguro não cobre

Os serviços que não serão cobertos estão no item ‘exclusão’ do contrato. Por exemplo, alguns não pagam a indenização se o motorista que provocou o acidente tiver menos de 21 anos. Pergunte ao corretor tudo que não está na cobertura da proposta para comparar com outros seguros e não ser pego de surpresa.



7. Se a seguradora instala o rastreador

Na maioria dos casos essa instalação é gratuita, mas nem sempre o corretor vai contar isso. Se este serviço existir, saiba que você deverá instalar o rastreador. Ele costuma diminuir o valor do seguro porque fica mais fácil de a empresa localizar o carro se ele for roubado.

Dica!

Lembre de desinstalar o rastreador quando for vender o carro ou você pagará uma taxa por isso.

Veja também





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.