7 dicas para escolher o seguro da sua moto - Konkero

7 dicas para escolher o seguro da sua moto

Confira as dicas que a Konkero separou para você escolher bem o seguro da sua moto.

 

Quem compra uma moto tem o objetivo de fazer uma locomoção mais rápida até o trabalho, a faculdade e para outras atividades de lazer. Entretanto, pilotar uma motocicleta no trânsito requer cuidado e atenção redobrados. Para obter uma segurança maior em caso de possíveis colisões e acidentes, o seguro de moto é uma opção na hora de cobrir sinistros.

Por isso, antes de fechar a compra da moto e levá-la para casa, é importante pesquisar os seguros que existem no mercado e escolher qual deles tem a cobertura que você precisa.

Como existem muitas ofertas por aí, experimente usar os sete passos abaixo como um guia na hora de avaliar cada proposta de seguro de moto. Confira!

Os cuidados para contratar um seguro de moto

1. Pesquise preços em várias seguradoras

Cada empresa tem a sua própria tabela de preços, por isso vale a pena comparar. O mesmo modelo de moto pode ter diversas cotações em lugares diferentes. Um fator que também implica no preço do seguro são as coberturas adicionais que podem ser colocadas na apólice. Elas variam conforme a seguradora escolhida, portanto é fundamental pesquisar os valores.

2. Verifique se os corretores estão habilitados para fazer a venda

Para isso, ele deve estar cadastrado na Susep, que é a Superintendência de Seguros Privados. Essa busca pode ser feita pela internet, clicando aqui.

3. Veja se o perfil descrito no contrato é o que você pediu

Cheque se as informações, como número de condutores, idade e cidade estão corretas na apólice do seguro de moto. Se algo estiver diferente, peça que corrijam as informações e passem o novo valor da proposta.

4. Confirme o valor da franquia

A franquia é o dinheiro que você terá que pagar para a seguradora, caso precise acionar o seguro da sua moto. Por isso, peça para essa informação estar clara no contrato.

5. Cheque se o seguro tem assistência 24 horas

Assim você sabe que pode solicitar os serviços do seguro a qualquer hora do dia, principalmente em caso de acidentes. As seguradoras podem incluir na apólice serviços de reboque, chaveiro, manutenções mecânicas e transporte até em casa ou local de trabalho se o veículo sofrer danos maiores.

6. Fique atento ao item “exclusão”

Nele estará escrito tudo o que o seu seguro de moto não cobre.  Se você achar necessário ter alguns dos itens não cobertos, negocie com o corretor. Uma maneira de identificar possíveis itens que serão necessários no seguro é saber o quanto a moto irá circular diariamente.

Exemplo: se o motociclista utiliza a moto para ir e voltar do trabalho todos os dias e transita por avenidas e ruas com movimento mais intenso, é conveniente que ele tenha cobertura para terceiros, em caso de danos corporais e materiais decorrentes de acidentes.

7. Antes de assinar qualquer documento, leia tudo com atenção

E não tenha medo de perguntar caso fique com alguma dúvida ou encontre no contrato algo diferente daquilo que você conversou com o corretor.

Fique atento!

Depois que você escolher e fechar com a seguradora, não se esqueça de pedir uma cópia do seguro. Com ela você comprova o que contratou e tira dúvidas sempre que precisar.

Veja também!