Máquina de cartão: 7 cuidados para escolher um equipamento

Saiba quais informações avaliar antes de comprar uma maquininha de cartão para o seu negócio. 

Máquina de cartão: 7 cuidados para escolher um equipamento

Os pagamentos feitos com cartões são mais práticos e seguros, tanto para o cliente como ao negócio que recebe o valor. Como a transação é eletrônica e precisa apenas ser autorizada com o uso de senha, o cliente não precisar levar consigo e usar dinheiro em espécie, enquanto o vendedor não precisa depender tanto dos valores disponíveis em caixa.

Comerciantes com pequenos negócios e empresas em que o volume de vendas é maior podem contratar uma máquina de cartão para fechar mais vendas, no entanto, o responsável pela escolha do equipamento precisará ter alguns cuidados antes de comprá-lo. Veja abaixo quais informações observar e comparar para garantir a melhor maquininha para sua empresa.

7 cuidados para escolher uma máquina de cartão

1. Descubra as taxas cobradas pela empresa da maquininha

As máquinas de cartão cobram taxas sobre os valores recebidos dos clientes. O valor é diferente entre as empresas, porém, os pagamentos feitos com cartão de débito costumam ter taxas mais baratas, tendo em vista as compras pagas à vista ou parceladas com o cartão de crédito. Isso ocorre porque, os valores do cartão de débito são descontados diretamente da conta corrente, já o cartão de crédito realiza um pagamento que será coberto apenas na próxima fatura do cliente.

Na hora de escolher uma maquininha para o seu negócio, as taxas devem ser comparadas para descobrir onde as vendas fechadas com a maquininha terão mais lucros. Além disso, algumas empresas que oferecem as maquininhas trabalham com a cobrança de taxas a partir do plano de recebimento contratado pelo profissional, assim, quanto maior for a quantidade de dias para receber os lucros, menores serão as taxas, principalmente de pagamentos feitos no cartão de crédito.

Portanto, veja as máquinas que possuem taxas mais baixas e escolha o prazo de recebimento que trará mais lucros para sua empresa.

2. Conheça as condições de recebimento do valor das vendas

O valor das compras fechadas com a máquina de cartão podem ser depositados para os empreendedores de duas formas principais: uma conta digital será aberta com a compra ou aluguel do equipamento, onde o profissional poderá operar os valores por aplicativo e um cartão pré-pago, ou pela transferência direta dos valores à uma conta bancária do responsável pela maquininha.

A forma como os valores serão repassados ao profissional deverá ser avaliada, porque é a partir dela que o empreendedor organizará o seu fluxo de caixa e os lucros do negócio. Fique atento aos prazos de depósitos e disponibilidade do dinheiro para estabelecer quais serão os melhores períodos para comprar matéria-prima ou outros produtos para revender, sem desfalcar o seu capital de giro.

3. Veja os cartões e bandeiras aceitos pela  maquininha

No Brasil, a variedade de maquininhas à venda é grande, por isso, a pesquisa de um equipamento para o seu negócio é importante em diversos aspectos, como os cartões e bandeiras aceitos pelo equipamento. É importante escolher uma máquina de cartão que aceite a função de débito e crédito, sobretudo das principais bandeiras do mercado: Mastercard, Visa, Elo, Hipercard e American Express.

Quem trabalha com restaurantes, bares e lanchonetes deve levar em conta a contratação de uma maquininha que aceite voucher de alimentação. Uma boa parte dos clientes pode receber benefícios em cartões Ticket, Sodexo e Alelo. Para não perder a venda em seu negócio, procure um equipamento que aceite esses tipos de cartão.

4. Verifique as conexões do equipamento para receber valores

De uma forma geral, as máquinas de cartão podem funcionar e aceitar cartões de crédito e débito por conexão via Bluetooth, Wi-Fi ou plano de dados (3G ou 4G). Quando for escolher a maquininha, leve em conta o modelo do seu negócio para que o equipamento receba pagamentos sem problemas.

Em lojas e comércios físicos, o profissional pode investir na instalação de uma rede Wi-Fi para melhorar a operação do estabelecimento como um todo, incluindo o funcionamento de maquininhas que aceitam pagamentos utilizando a conexão.

Os empreendedores que tenham barracas de comida ou food truck em pontos públicos terão mais resultados se investirem na compra de uma máquina de cartão com conexão via Bluetooth, 3G ou 4G, pois poderão acessar os planos de dados de operadoras para validar a transação da compra.

5. Compare os preços e funções das máquinas de cartão

O preço das maquininhas devem ser comparados. Muitas vezes, equipamentos com funções semelhantes poderão custar mais caro em determinada empresa do que em outra. Por isso, pesquise em pelo menos três locais diferentes e compare os serviços inclusos na compra ou aluguel da maquininha.

Alguns modelos têm programas para monitorar o fluxo de caixa, estoque e receber pagamentos por aproximação (NFC). Dependendo da atividade do profissional, essas funções podem ser vantajosas para ter mais controle do negócio e receber mais vendas. Em outros casos, esses itens podem não ser utilizados pelo responsável da maquininha, o que terá sido um gasto desnecessário. Veja se utilizará essas funções no dia a dia antes de contratar a máquina de cartão.

Máquina de cartão: solicite sem sair de casa
Moderninha PagSeguro: sem cobrança de mensalidade e a máquina sai por 12 de R$ 59,90
SumUp: sem cobrança de mensalidade e a máquina sai por 12 de R$ 29,90

6. Escolha uma máquina com outros serviços para o seu negócio

As maquininhas podem fazer outras operações, além de aceitar os pagamentos de cartão de crédito e cartão de débito. Alguns equipamentos podem fazer recarga de celular e carregar outros serviços, como cartões e aplicativos de transporte, músicas e vídeos. Carregar valores desses outros itens pode ser vantajoso para o seu negócio.

Para ajudar no fluxo de caixa e capital de giro, as empresas de pagamentos que oferecem as maquininhas podem liberar empréstimos de forma mais fácil com depósito direto na conta digital do equipamento.  Conheça os serviços disponibilizados pelas empresas por meio das maquininhas e veja se não valerá a pena contar com as funções para eventuais necessidades.

7. Avalie o atendimento da empresa

Além das informações sobre as maquininhas oferecidas pelas empresas, é importante descobrir como é o atendimento das fabricantes com os profissionais que utilizam suas máquinas e serviços. Para descobrir essa informação, procure o nome da empresa no Reclame Aqui e veja a avaliação dos usuários sobre os produtos do local, incluindo os tipos de reclamações que foram registradas e se foram resolvidas pela empresa.

Veja também!





Solicite seu empréstimo

Leandro Oliveira: formado em Jornalismo pela Universidade Santo Amaro. Trabalha com produção de conteúdo há 2 anos, diretamente com pautas sobre finanças pessoais e produtos financeiros. Iniciou sua carreira como estagiário em produção de conteúdo na Konkero e, hoje, ocupa a função de Assistente na criação e atualização de pautas e matérias.


Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL