Como calcular juros da máquina de cartão

Entenda como calcular os juros da maquininha de cartão e saber quanto você terá que pagar a cada venda efetuada.

Como calcular juros da máquina de cartão

Para quem trabalha com comércio, uma das maneiras de fazer o faturamento mensal aumentar é comprando ou alugando uma maquininha de cartão. Num cenário em que andar com dinheiro em espécie é cada vez mais raro, comerciantes que não aceitam cartão acabam perdendo oportunidades de vendas, o que acaba atrasando o crescimento do seu negócio.

Ao adquirir uma máquina de cartão, seja comprada ou alugada, o empreendedor se depara com taxas que incidem sobre o valor de cada venda realizada. Assim, sempre que for passado algum valor na maquininha, a empresa que forneceu a máquina de cartão fica com uma pequena porcentagem do valor.

Entenda como funciona a cobrança dessas taxas e como você pode fazer o cálculo delas sobre os valores vendidos.

Como funcionam as taxas das máquinas de cartão

São diversas as empresas que comercializam este equipamento para os empreendedores. Assim, cada uma tem a liberdade de definir se irá vender ou alugar a maquininha, e quais taxas serão aplicadas nas vendas no débito ou crédito. Normalmente, as taxas de vendas no débito são menores, mas tudo irá depender da empresa da maquininha e do plano que ela disponibiliza.

Os planos, por sua vez, não têm apenas as taxas diferentes, mas também o prazo de recebimento das vendas, em quantas vezes a compra pode ser parcelada, entre outras particularidades.

Na prática, a cada venda realizada, a maior parte do valor fica com o empreendedor, dono do estabelecimento ou negócio, e a porcentagem da taxa é destinada à empresa fornecedora da maquininha. Taxas de 2%, por exemplo, fazem com que uma venda de R$ 100 resulte em R$ 98 para o empreendedor, e o resto para a empresa da máquina.

Dependendo do plano, o contratante da maquininha recebe na conta bancária cadastrada o valor das suas vendas já com o desconto do valor destinado à empresa da máquina. Assim, ele não precisa fazer mais nenhum pagamento além do aluguel, se for o caso.

Como calcular os juros das vendas

Para saber quanto deve ser descontado do valor de cada venda realizada, basta multiplicar o valor que foi passado na maquininha pela porcentagem da taxa do equipamento. No momento de fazer a conta, saiba se a compra foi feita no débito ou no crédito e considere as respectivas taxas; normalmente, as taxas são diferentes para cada modalidade de compra, por isso, certifique-se antes de fazer o cálculo.

Por exemplo: foi realizada uma venda no débito de R$ 100, sendo a taxa da maquininha 1,99% por transação. Para encontrar o valor que será descontado, é preciso multiplicar 100 por 0,0199. Assim, o desconto será de R$ 1,99, e o valor a ser recebido será de R$ 98,01

Neste caso, o próprio empreendedor é quem irá arcar com as taxas da maquininha. Porém, se ele quiser, ele pode passar esses custos para o valor do produto, fazendo com que o cliente pague pela taxa. Nessa situação, o cálculo é mais complexo.

Para descobrir quanto você deve aumentar o valor do seu produto, você precisa considerar o valor da taxa que será cobrada e do valor do produto. Observe o cálculo abaixo:

(100 X valor do produto) / (100 – taxa) = Valor total a receber

Continuando com o mesmo exemplo dos parágrafos anteriores, para receber o valor integral de R$ 100, você terá que aumentar o produto em R$ 2,03.

(100 X 100) / (100 – 1,99) = Valor total a receber
10.000 / 98,01 = R$ 102,03

Você pode, ainda, fazer este mesmo cálculo quando fizer uma compra parcelada e ter um acréscimo de taxa sobre cada parcela. Basta encontrar a taxa total e fazer o cálculo demonstrado. Vejamos mais um exemplo:

Um comerciante realizou uma venda de R$ 300 parcelada em 3 vezes. A taxa da sua maquininha de cartão é de 3%, com acréscimo de 1% a cada parcela. Para encontrar a taxa total, some os 3% a 1% por parcela, sem considerar a primeira. Você encontrará o valor de 5%. Assim, basta colocá-la no cálculo.

(100 X 300) / (100-5) = Valor total a receber
30.000 / 95 = R$ 315,78

Neste caso, para receber os R$ 300 em sua totalidade, será preciso aumentar em R$ 15,78 o preço do produto vendido.

Qual maquininha tem a menor taxa?

Encontrar a maquininha que tem a menor taxa nem sempre quer dizer que ela é a melhor para o seu negócio. Há muitas empresas que comercializam este equipamento, e são diversos os planos oferecidos, sendo indicados para cada perfil de negócio. Confira aqui qual é a maquininha que tem a menor taxa e entenda como comparar as maquininhas e encontrar a melhor para você!

Veja também!





Solicite seu empréstimo

Julia Braz de Teves: jornalista formada em 2019 pela Universidade Nove de Julho. Já atuou na área de assessoria de imprensa, e já trabalhou como auxiliar administrativa-financeira, passando, inclusive, pelo departamento pessoal.


Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL