Como fazer a portabilidade de crédito

  • Google+
  • LinkedIn

Saiba como fazer a portabilidade de crédito e procure as melhores condições de pagamento para o seu financiamento imobiliário!



Quando você pede a portabilidade de crédito para algum banco, o que você faz é tirar a dívida de onde ela está agora e levá-la para outro banco que cobra menos juros.

Como funciona a portabilidade de crédito

Assim como acontece em qualquer operação deste tipo, o novo banco precisa aprovar a transferência do crédito – afinal, é ele que vai assumir a sua dívida. Por isso, para realizar a transação, o primeiro passo é procurar o gerente do novo banco, informar que você deseja fazer a portabilidade (também chamada de refinanciamento de dívida) e informar o valor que você deve atualmente.

Saiba que nos casos de empréstimo consignado, em que o dinheiro das parcelas da dívida sai diretamente da sua conta, você terá que ser correntista do novo banco. E nesse momento podem entrar custos para abrir a esta conta – e são valores que você precisa considerar no gasto final da portabilidade.

Quando a mudança for aprovada, procure o seu gerente atual e avise que você quer fazer a portabilidade de crédito (ou o refinanciamento da dívida). Ele não pode negar a transferência e nem cobrar nada por isso. Sem contar que o banco tem o prazo máximo de 15 dias para disponibilizar as informações sobre a sua dívida.

O que será cobrado na portabilidade de crédito

Se você não for cliente da instituição que vai aceitar a sua dívida, talvez precise pagar uma tarifa de cadastro para início de relacionamento. Para consultar o valor em cada banco, clique aqui.



E em caso de portabilidade de crédito imobiliário?

Nesse tipo de portabilidade, saiba que será sua responsabilidade pagar os custos da documentação em cartório e da vistoria do imóvel, que deverão ser feitas pelo novo banco. Por isso, coloque todos os gastos no papel para ter certeza de que transferir a dívida entre os bancos será realmente um negócio vantajoso.



Veja também

 

 





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.