Nome sujo atrapalha empréstimo ou financiamento?

  • Google+
  • LinkedIn

Entenda o que acontece na hora de fazer um empréstimo ou  financiamento se você está com o nome limpo mas já esteve com nome sujo.



Você quer fazer um financiamento para comprar uma casa ou um veículo. O problema é que já teve o nome sujo antes e está com medo do crédito não ser aprovado. E agora?

Realmente, nenhuma financeira é obrigada a fazer empréstimos para ninguém – é por isso que existe a análise de crédito. Mas o fato de você ter tido o nome sujo um dia não quer dizer que seu financiamento será negado.

Como funciona a análise de crédito?

Se a dívida já foi paga, seu nome não consta mais na lista de devedores da Serasa ou do SPC. Ou se você parcelou a dívida e já começou a quitá-la, também não precisa se preocupar – seu nome será limpo. Isso significa que o banco ou financeira não se negará a fazer o empréstimo por esse motivo específico. Agora, se não pagou a dívida que fez em determinada empresa e está tentando fazer o financiamento por essa mesma empresa, pode ter problemas.

Um exemplo: você ficou com o nome sujo em um banco, pagou a dívida e agora está tentando financiar seu carro nesse banco. Mas ele sabe que você já teve uma dívida antes e poderá se negar a fazer o empréstimo. Por isso, o melhor sempre é não deixar a dívida pendente. E, se o pior acontecer e o seu nome ficar sujo, tente regularizar a situação o quanto antes!

Vale para empréstimo, financiamento de imóvel e financiamento de veículo?

Sim. A regra é a mesma. Se você está com o nome limpo o banco não tem como saber que você já esteve com nome sujo. A não ser que a dívida que você teve era do próprio banco onde você estava tentando pegar empréstimo ou fazer um financiamento.



Estou com nome limpo mas não consigo aprovar o empréstimo ou financiamento

Essa é uma situação comum. O fato de você não ter nome limpo, não significa que você terá o empréstimo aprovado na análise de crédito. Mas ter o nome sujo, praticamente inviabiliza pegar empréstimos e financiamentos.



Além do nome, os bancos e financeiras usam uma série de outros fatores na aprovação. Confira abaixo alguns deles:

  • Renda: quanto maior, melhor.
  • Comprovação de renda: quem é empregado CLT, funcionário público ou tem empresa formal consegue comprovar renda e, por isso, têm mais chances de ter crédito aprovado. Se você é autônomo, não tem conta em banco e recebe tudo em dinheiro, dificilmente conseguirá comprovar renda e, por isso, tem grandes chances de ser reprovado na análise de crédito. Emprego recente também pode prejudicar na liberação do empréstimo.
  • Movimentação bancária: outra forma de comprovar renda é seu extrato bancário ou os gastos no cartão de crédito.
  • Declaração de imposto de renda: se você declara imposto de renda, isso ajuda na comprovação de renda.
  • Local onde mora: as empresas de análise de crédito conseguem medir os locais onde existe um percentual maior de inadimplentes e isso acaba influenciando sua análise de crédito.

Confira tudo o que você precisa saber sobre o financiamento de imóvel.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.