8 dúvidas sobre a compra da casa própria

  • Google+
  • LinkedIn

Dá para comprar imóvel sem entrada? O Minha Casa Minha Vida é um bom negócio? Vale mais a pena comprar imóvel na planta? Tire estas e outras dúvidas que você pode ter quando decide comprar uma casa.

FINANCIAMENTO_Os mitos da casa própria



Quem pretende comprar um imóvel precisa estar por dentro das ofertas do mercado e das opções de pagamento. Se você for financiar, por exemplo, além de ficar por dentro das regras dos financiamentos e das taxas cobradas pelos bancos, provavelmente terá outras dúvidas em relação à escolha do imóvel ideal. Nesta matéria você descobre alguns mitos e verdades sobre a compra da casa própria. Confira!

1. O governo dá casa de graça?

Não. O que ele oferece são facilidades no financiamento para quem tem renda baixa. O programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), por exemplo, é uma das alternativas mais indicadas para quem recebe até R$ 1.800 por mês. Nesse caso, o governo paga até 90% do valor do imóvel e o prazo para quitar a dívida é de até 10 anos, mas com parcelas que custem até 5% da renda mensal familiar. Para saber como o programa funciona, clique aqui.

2. O Minha Casa Minha Vida é ótimo para qualquer pessoa?

Não, principalmente porque não é todo mundo que pode participar do programa. O Minha Casa Minha Vida só está disponível para quem tem renda familiar mensal entre R$ 1.800 e R$ 6.500. Além disso, somente imóveis novos podem ser financiados pelo programa. “O MCMV tem duas vantagens: juros mais baixos e um subsídio que ajuda a pagar a entrada do imóvel”, ressalta o administrador de empresas e fundador da Konkero, Guilherme de Almeida Prado. “Quem tem renda de menos de dois salários mínimos pode perguntar na prefeitura se não existe algum programa que permite a compra de imóveis mais baratos”, sugere Guilherme.

3. Consigo comprar casa sem entrada?

Não, isso é um mito. A Caixa Econômica Federal financia até 90% do valor total do imóvel dependendo da sua renda, mas você ainda precisa pagar 10% à vista de valor de entrada. Em muitos casos, as corretoras vendem imóveis na planta afirmando que não é necessário dar entrada, mas cobram um valor alto na entrega da chave, que é o momento de fazer o financiamento. E esse custo é a entrada do imóvel.

4. Casas e apartamentos com menos quartos são mais baratos?

Nem sempre. Na verdade, não é quantidade de cômodos que define o valor do imóvel, mas a metragem que ele possui. “Por isso que casas e apartamentos com menos quartos passam a impressão de serem mais baratos”, explica Denis Levati, corretor de imóveis e coordenador de conteúdo imobiliário do portal de anúncios VivaReal.



5. Imóvel sempre valoriza?

Isso é mito. A valorização vai depender da localização do imóvel e das condições dele. “Às vezes, bairros que passam a sofrer com enchentes ou outros problemas de ordem natural desvalorizam os imóveis do seu entorno”, afirma Denis.

6. Imóveis que recebem mais luz do sol são mais valorizados?

Isso é verdade. “Mas a preferência de quanto o preço pode subir por esse motivo varia de cidade para cidade. Em alguns lugares, os imóveis que recebem o sol da manhã são mais procurados do que em outros, que preferem o sol da tarde, por exemplo”, conta o corretor.



7. Comprar imóvel na planta é sempre o melhor negócio?

Comprar na planta significa adquirir uma casa ou um apartamento que ainda está em construção. O que muitas pessoas veem como vantagem neste caso são as melhores opções de pagamento, pois o imóvel na planta custa mais barato do que se estivesse pronto. No entanto, é preciso levar em conta a sua disciplina financeira na hora de fazer essa escolha. “Comprar imóvel na planta é uma ótima opção para as pessoas que conseguem planejar, ou montar um fluxo de pagamento razoável durante o período de obras”, afirma Denis. Além disso, o negócio também é direcionado para quem não tem pressa em se mudar. “Comprar na planta é para quem está disposto e preparado para enfrentar possíveis problemas, como atraso na entrega, por exemplo”, completa o corretor. Se este for o seu caso, clique aqui e confira os itens que você precisa ficar atento na compra.

8. Reformar antes de vender valoriza o imóvel?

Sim! “Um imóvel reformado, com novas instalações e principalmente com elétrica e hidráulica novas são sempre mais valorizados, pois apresentam boas condições para quem irá habitá-lo”, explica Denis. Clique aqui para saber quais os outros itens que, reformados, ajudam a aumentar o valor do imóvel na hora da venda.

Veja também





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.