Imóvel em Leilão: 8 dicas antes de comprar

  • Google+
  • LinkedIn

Confira quais são os oito cuidados que você precisa ter ao comprar uma casa em leilão e faça um negócio seguro!

Comprar-imóvel-em-leilão



Comprar uma casa ou apartamento pagando menos que o preço de mercado é tentador! Esta oportunidade atrai muitas pessoas para o leilão, um tipo de negócio em que os imóveis são disputados pelos participantes e vendidos para quem dá o maior lance.

Mas, mesmo com a chance de gastar menos, comprar em um leilão de imóveis tem riscos e não é um processo tão simples. Confira oito informações importantes para evitar problemas neste tipo de negócio!

1. O edital do leilão de imóveis tem que ser lido com calma

Esse documento traz todas as informações que você deve saber sobre o imóvel, como o estado de conservação, a data e o local do leilão, o preço mínimo para lance, a comissão do leiloeiro (que é a empresa que organiza o leilão) e as formas de pagamento. Saiba que o valor mínimo do lance não pode ser menor do que 60% do valor que o imóvel foi avaliado.

2. É importante contratar um advogado

Isso pode parecer um custo a mais no começo, mas acredite: o apoio de um profissional especializado pode evitar prejuízos. “O advogado vai pesquisar se a compra que você pretende fazer é segura. Ele não precisa acompanhar o leilão, mas vai apoiar em tudo como prevenção”, analisa o presidente da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH), Leandro Pacífico.

3. Às vezes o imóvel tem dívidas

Contas atrasadas, como impostos e condomínio, são comuns principalmente se o imóvel foi a leilão por falta de pagamento. Para checar se o IPTU está em dia, peça uma certidão negativa de débitos à prefeitura. Quanto ao condomínio, é possível verificar se o antigo dono deixou dívidas perguntando ao síndico do prédio. Alguns leilões já preveem que parte do valor arrematado pagará essas contas. Por isso, tire todas as dúvidas com o advogado.

4. O imóvel leiloado pode estar ocupado

O que vai a leilão é a propriedade, não a posse da casa. Isso significa que você pode arrematar o imóvel, mas a família continua morando no local. “A partir disso, a responsabilidade de desocupar será do novo proprietário. Então ele precisa de uma ordem judicial para tirar essa família de lá”, afirma o advogado Leo Rosenbaum, que presta consultoria em leilões de imóveis.



5. Você vai gastar mais do que o valor do lance no leilão de imóveis

Afinal, não é só pagar e levar a casa. Quem arremata o imóvel ainda tem despesas, como Imposto de Renda, escritura, advogado e a comissão do leiloeiro.  Essa comissão costuma ser de 5% do valor que o imóvel for arrematado e deve ser paga à parte. Ou seja, se você pagou R$ 100 mil no lance, ainda terá que pagar mais R$ 5 mil para o leiloeiro.

6. Considere a necessidade de reformar o imóvel

Nem sempre dá para fazer uma visita e checar o interior do imóvel antes do leilão, principalmente quando ele está ocupado e o morador se recusa a abrir as portas. Uma saída, no caso de apartamentos, é procurar os vizinhos ou o síndico e perguntar sobre as condições de uso. Mas, mesmo assim, não há garantias de que o imóvel estará bom. Por isso reserve um valor a mais do que está disposto a oferecer no lance para reformar o que for preciso depois.

7. O leilão de imóveis pode ser anulado

Como todo processo que segue normas, o leilão de imóveis pode ser anulado se não respeitar a lei. “Se o morador não for avisado de que o imóvel será leiloado e mesmo assim isso acontecer, ele pode pedir para anular”, exemplifica Rosenbaum. Erros no edital também indicam que a compra vai dar errado depois. Por isso, confira tudo com o advogado.



8. O processo do leilão de imóveis pode demorar

Se o imóvel ainda estiver ocupado por outra família, pode levar meses ou até anos para que tudo seja regularizado e o novo dono se mude. “Quem está procurando um imóvel para morar de imediato não deve procurar em leilão”, avalia o presidente da ABMH. Por isso, analise todas as condições e feche o negócio apenas quando estiver seguro de que a compra valerá a pena.

Achou o leilão de imóveis um negócio arriscado? Confira 5 financiamentos para conquistar a casa própria!





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.