Quanto dinheiro é preciso ter para financiar um carro?

  • Google+
  • LinkedIn

Entrada, documentação e pagamento da primeira parcela são os principais custos que você precisa somar antes de pedir um financiamento de carro.

Quanto dinheiro é preciso ter para financiar um carro



Não basta querer comprar um carro financiado e fechar a compra. O banco sempre vai analisar sua situação financeira atual para decidir se vai liberar o financiamento. Um dos principais impedimentos para financiar um veículo costuma ser o pagamento à vista da entrada, que é exigido pela maioria dos bancos. Por ser um valor alto, quanto antes você começar a se organizar, mais chance terá de estar com essa grana nas mãos. Mas existem outros gastos que você precisa considerar na hora de pedir um financiamento. Veja como descobrir esses valores.

Valor da entrada do financiamento de carro

A entrada é de pelo menos 10% do valor do seu carro. Esta costuma ser a exigência da maioria dos bancos e concessionárias, ou seja, você não pode pagar menos do que 10% do preço do carro. Por exemplo, quem escolhe um modelo zero quilômetro no valor de R$ 29.985 terá que pagar no mínimo R$ 2.989,50 na entrada.

Dica: se puder pagar mais do que isso, melhor ainda! Quanto mais você quitar na entrada, menores serão as parcelas e a quantidade de juros paga. “Hoje o que manda é o percentual do valor de entrada. Quanto maior, mais garantia o consumidor dá para o banco, e as condições de pagamento serão melhores”, afirma Ilídio dos Santos, presidente da Associação Nacional dos Revendedores de Veículos Automotores (FENAUTO).

Que tal começar a guardar essa grana agora? Clique aqui e confira algumas dicas práticas para juntar dinheiro.

Valor gasto com documentos e IPVA no financiamento do carro

Com a documentação você vai gastar quase três mil reais para um carro de 30 mil.

Assim que você tem o financiamento aprovado e paga a entrada, falta pouco para receber o veículo. Antes, é preciso pagar os gastos com a documentação. Basicamente, você pagará o IPVA, ou Imposto sobre a propriedade de veículos automotores, seguro obrigatório (DPVAT) e o seguro do veículo, que é opcional. Considerando um veículo que custa 30 mil reais, os gastos com essa documentação ficam em torno de três mil. Você poderia não pagar o seguro opcional, mas seu carro estaria desprotegido, e tanto batidas quanto roubos teriam que ser pagos integralmente por você. Não deixe de pesquisar mais sobre os custos para manter um veículo.

Valor gasto com parcelas no financiamento de carro

Parcelas: depende do prazo do financiamento e da entrada.



Nesse caso, é preciso fazer uma simulação porque conforme o prazo, o valor do carro e as taxas de juros, as parcelas serão diferentes. Então, procure entrar em um financiamento com parcelas que você sabe que conseguirá pagar todo mês – ou seja, nada de assumir uma dívida muito maior do que o dinheiro que costuma sobrar.

Simule a entrada e as parcelas de um financiamento de carro

Que tal ter uma ideia dos valores que você pagaria no financiamento? Basta fazer uma simulação, aqui no simulador da Konkero, informando o valor do carro, da entrada, a taxa de juros (é sugerida a média do mercado) e em quanto tempo pretende financiar. Assim que você coloca estas informações, o resultado da simulação mostra o valor das parcelas e quanto você vai pagar no total (que é a soma das parcelas, considerando a taxa de juros).

Como a taxa de juros costuma mudar bastante, faça diversas simulações. Você pode usar as taxas médias que cada banco cobra e que foram informadas pelo Banco Central. Clique aqui para conhecer os juros dos principais bancos e montadoras.



Prepare-se para as parcelas do financiamento de carro

Depois que você fechou o negócio, fique atento às parcelas que terá que pagar mensalmente. No financiamento de um carro que custa R$ 29.985, com 10% de entrada e prazo de 48 meses para pagar, as parcelas serão de R$ 791,43. Ou seja, você precisará ter essa quantia todo mês. Lembre-se que ao atrasar o pagamento, você pagará multas e, pior do que isso, corre o risco de ter o carro tomado pelo banco.

Se a ficar com as contas apertadas, saiba que é possível vender um carro em financiamento. Você terá que encontrar um comprador para pagar o carro à vista e quitar a dívida ou tentar transferir o financiamento para o futuro dono do veículo.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.