O guia da manutenção do seu carro

  • Google+
  • LinkedIn

A manutenção do carro é uma coisa inevitável mas, com algumas dicas, você pode se antecipar a ela. Confira o guia da manutenção do seu carro!

O-guia-da-manutenção-do-seu-carro



Um dos custos de ter um automóvel com certeza é a manutenção. Isso porque conforme a quilometragem rodada ou o período de tempo entre os consertos, você precisa levar o carro à oficina novamente. Por isso, para te ajudar a fugir de surpresas com a manutenção do veículo, nós criamos este guia com dicas simples para você acompanhar tudo o que acontece com o seu carro. Confira!

1. Na dúvida, confie no manual

Decorar quando acontece cada troca de peças é um trabalho complicado. Por isso, os carros têm um manual com as informações completas sobre a manutenção. O diretor do Sindicato de Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo (Sindirepa), Cesar Samos, dá uma dica importante: consulte este material sempre. “Caso fique com dúvidas sobre o que precisa ou não fazer, quem dita a regra é o manual do proprietário”, ensina ele.

2. Manutenções com troca marcada

Se você perdeu o manual ou comprou um veículo usado que veio sem ele, veja as dicas a que valem para qualquer modelo.

Óleo do motor

Cada modelo de carro usa um tipo de óleo, e cada óleo tem uma duração. Por isso, geralmente a troca deve ser feita entre 5 mil e 10 mil quilômetros rodados. Se o carro não sai muito da garagem, a troca pode ser feita anualmente. “E sempre que for trocar o óleo, troque o filtro”, ensina Cesar.

Calibragem dos pneus

Faça toda semana ou no máximo a cada 15 dias. Pneus que não estão calibrados fazem o carro gastar mais combustível do que deveria.

Alinhamento e balanceamento das rodas

A manutenção não é medida por tempo e sim por quilometragem: a cada 10 mil quilômetros rodados.

Radiador

Faça a checagem da água do radiador a cada 15 dias para saber se está acima do limite. Faça isso com o motor frio e desligado, caso contrário, a água fervente pode queimá-lo.

Ignição e injeção eletrônica

Devem ser verificadas a cada 10 mil ou no máximo 20 mil quilômetros.

Fluido de freio

O líquido absorve a umidade com o tempo e isso pode afetar a eficiência da frenagem. Por isso, a troca deve ser anual.

Ar-condicionado

A recomendação é que o filtro de ar seja trocado todo ano. Para ajudar na manutenção, é preciso ligar o ar no mínimo uma vez por semana. “Mesmo no inverno, procure deixá-lo ligado por 20 minutos. Isso evita que as peças por onde o ar passa fiquem ressecadas”, orienta o especialista.

Luz dos faróis

Verifique a cada quinze dias se as luzes dos faróis e lâmpadas das lanternas estão funcionando. Andar com lâmpadas queimadas pode trazer uma multa de R$ 85 e infração de quatro pontos na carteira.



Extintor

A maioria tem vida útil de um ano. Por isso, fique de olho no prazo de validade.

3. Preste atenção nos sinais que seu carro dá

Alguns componentes do carro não têm duração definida, mas avisam que estão falhando. Saiba como verificar 6 peças que podem dar problema no futuro.

Troca de pneu

O pneu tem um indicador de desgaste chamado indicador TWI. Ele fica para dentro dos sulcos do pneu e, conforme o carro roda, o desgaste vai chegando até a altura desse marcador. “Quando chegar naquela área, você precisa fazer a troca”, alerta Cesar.

Limpador de para-brisa

Quando você precisar das palhetas, e o vidro não ficar 100% livre da água, é sinal de que ele não está conseguindo limpar tudo tão bem. Talvez seja hora de trocar as palhetas, principalmente se você vai pegar a estrada com este carro.

Uma boa dica é estar com as palhetas novas na época em que você vai precisar bastante delas. “O verão é a época de muitas chuvas. Por isso, prefira trocar este acessório quando entrar nesta estação”, sugere o especialista.

Suspensão

Em estradas esburacadas o impacto pode entortar a suspensão e afetar o volante, que fica duro. Se você perceber essa diferença na direção, vá ao mecânico de sua confiança para checar a peça.

Embreagem

Se os pedais estiverem duros ou a troca de marcha emperrar com frequência, pode ser um problema na embreagem.

Correia dentada

A troca depende muito do carro. O ideal é checar toda vez que for ao mecânico. Essa manutenção é preventiva, ou seja, precisa ser feita antes de dar problema, e custa entre R$ 300 e R$ 400. Quando ela quebra, pode danificar outras peças, e o valor para consertar tudo passa de R$ 3 mil.



Rolamentos

Caso você escute um ruído anormal no carro, como um ronco, é sinal de que algum dos rolamentos está com problema. Fique de olho!

Você pode se preparar para os imprevistos contratando um seguro. Confira quais são os 9 cuidados que você deve tomar ao contratar o seguro auto.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.