As vantagens de entrar no Fies

O Fies oferece um prazo longo para você quitar a faculdade e deixa as mensalidades do curso mais baratas. Confira os detalhes e outras vantagens aqui!

fies_financiamento_estudantil

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um apoio do governo que está disponível para quem entrou em uma faculdade particular e tem renda mensal familiar menor que três salários mínimos por pessoa. Mesmo assim, quem tem renda familiar de até cinco salário mínimos por pessoa ainda pode participar do P-Fies, que oferece outras propostas de taxas de juros e pagamentos.

Todos os estudantes que se encaixam nessas condições e escolheram faculdades que têm acordo com o programa podem se inscrever no portal do Fies e tentar um financiamento do curso. Além das rendas familiares obrigatórias, o candidato deve ter prestado o Enem a partir de 2010, ter obtido nota acima de 450 nas provas e não ter zerado a proposta de redação do exame.

O passo a passo para pedir a inscrição no financiamento exige bastante paciência, mas mesmo assim vale a pena fazer parte deste programa. Quer saber os motivos?

3 vantagens de entrar no Fies

1. Ele é uma alternativa à bolsa da faculdade

Se você não conseguiu uma bolsa de estudos, isso não significa que você perde a chance de estudar. Dependendo da renda da sua família, o Fies financia entre 50% e 100% o valor do seu curso. O candidato também consegue estender o pagamento da dívida para depois da conclusão do curso.

2. Você paga uma mensalidade menor do que pagaria sem o Fies

Vamos supor que você conseguiu o menor financiamento disponível no programa, que é um financiamento de 50% do valor do curso. Nesse caso, você pagará no máximo metade da mensalidade cobrada pela faculdade enquanto estuda, e vai pagar o restante e os juros  menores somente depois que se formar. Ou seja: tem um grande apoio para bancar os estudos.

3. O prazo longo para quitar o curso

Isso porque a maior parte da faculdade será paga depois que você se formar. Existe um prazo de 18 meses após a conclusão do curso para você começar a quitar as maiores parcelas deste financiamento. A ideia do governo é que nesse tempo você já estará estabilizado financeiramente e poderá pagar as parcelas com mais tranquilidade. E o prazo deste parcelamento varia conforme a duração da sua faculdade. Um curso de quatro anos, por exemplo, terá um prazo de 12 anos.

Alternativa ao FIES

Nem todo mundo está apto a receber benefícios do FIES. Nesses casos, uma ótima opção para conseguir fazer faculdade sem ter que bancar uma mensalidade salgada, é buscar programas de Bolsas de Estudo como o Quero Bolsa. É possível encontrar bolsas para milhares de cursos tanto de Graduação, como Pós-graduação com descontos.

Financiamento estudantil nos bancos: como funciona

Além do financiamento estudantil do governo, os bancos também facilitam o pagamento das mensalidades para quem quer ingressar na faculdade. Geralmente, a renovação do financiamento é semestral e os bancos estendem o pagamento por até 12 meses. Dependendo da instituição bancária, o aluno consegue estender a dívida para depois da conclusão do curso, o que pode ajudar o universitário até conseguir um emprego estável. Clique aqui e conheça o financiamento estudantil em quatro bancos!

Veja também!





Solicite seu empréstimo

Guilherme Prado: graduado e mestre em administração de empresas pela EAESP-FGV. Empreendedor há 21 anos, escreve sobre finanças pessoais há 8 anos.


Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL