PEP Financiamento Estudantil: tudo o que você precisa saber

Veja tudo o que você precisa saber sobre o PEP financiamento estudantil e saiba se ele vale a pena.

PEP Financiamento Estudantil: tudo o que você precisa saber

Fazer um financiamento estudantil é uma boa opção para quem tem o desejo de ingressar em uma faculdade, mas não tem condições de pagar as mensalidades cobradas. Com essa linha de crédito, o pagamento fica mais flexível, permitindo que o estudante pague menos por mês, porém, em um prazo maior.

Diferente de uma linha de crédito, onde juros e encargos são cobrados, o PEP – Parcelamento Estudantil Privado é uma forma de pagar a faculdade de maneira parcelada que não sofre incidência de juros. Os contratantes conseguem parcelar até 70% do curso, podendo finalizar o pagamento após a formatura.

Conheça agora o PEP e veja tudo o que você precisa saber sobre o parcelamento estudantil privado sem juros.

Como funciona o PEP

O PEP – Parcelamento Estudantil Privado é um benefício oferecido por algumas faculdades que permite que o aluno parcele até 70% do valor do seu curso, pagando o restante depois de formado. O parcelamento pode ser contratado para todos os semestres da graduação e não sofre incidência de juros.

Para conseguir uma vaga no PEP, o estudante não precisa ter conta em banco e nem ter feito o Enem, bastando ter feito o vestibular em uma das faculdades participantes. Porém, caso ele tenha realizado o exame, ele poderá utilizar a nota para a matricula, não precisando fazer o vestibular.

Vale saber que apenas os cursos presenciais de graduação podem ser parcelados, e que o contratante deve apresentar um fiador para conseguir o parcelamento.

O parcelamento estudantil privado possui três modalidades diferentes, as quais oferecem condições diferentes de pagamento para o estudante, e que têm vagas limitadas. Conheça as modalidades abaixo.

PEP 25

Esta modalidade permite que o pagamento de 70% do curso seja feito somente após a conclusão da graduação. Desta forma, o estudante paga 25% do valor das mensalidades durante os dois primeiros semestres. A partir do terceiro semestre, o pagamento deve ser de 35% do valor da mensalidade, e depois da conclusão do curso, o pagamento é de 70% do valor da última mensalidade.

PEP 30

Nesta modalidade, o aluno paga 30% do valor da mensalidade nos dois primeiros semestres, 40% nos dois semestres seguintes (terceiro e quarto) e 50% no quinto e sexto. A partir do sétimo semestre, o pagamento é de 60% do valor da mensalidade, e este percentual permanece sobre o valor da última mensalidade para os pagamentos após a conclusão do curso.

PEP 50

Na modalidade PEP 50, é possível parcelar 50% de cada mensalidade do curso, sempre pagando somente 50% do valor cobrado originalmente. Após a conclusão da graduação, o estudante deverá pagar 50% do valor da última mensalidade, até a liquidação da dívida.

Vale saber que em todas as modalidades, seja a PEP 25, PEP 30 ou PEP 50, o saldo devedor sempre será atualizado anualmente de acordo com a inflação (IPCA).

Faculdades parceiras

As instituições de ensino parceiras do Parcelamento Estudantil Privado são a Anhanguera, Fama (Faculdade de Mauá), Pitágoras, Unic (Universidade de Cuiabá), Uniderp (Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal), Unime (União Metropolitana de Educação e Cultura), Unopar (Faculdades Integradas Norte do Paraná) e o Instituto Camillo Filho (ICF).

Como contratar o PEP

O primeiro passo para fazer o parcelamento estudantil do PEP é fazer o vestibular em uma das faculdades participantes. Com a aprovação na prova, no momento de realização da matrícula, o estudante deverá informar o desejo de aderir ao PEP. Caso haja vaga disponível para o curso selecionado, o parcelamento será feito.

No site do PEP, é possível fazer uma simulação e saber mais sobre como será o parcelamento. Para simular, basta acessar o site do PEP e clicar em “Simule seu parcelamento”. Depois, é só informar a instituição de ensino desejada, o valor da mensalidade, a sua renda mensal e o número de semestres a serem parcelados, e clicar em “Calcular” para ver o resultado.

Quem pode contratar

Para contratar, o interessado deve aderir ao PEP no momento da matrícula. Sendo assim, ele deverá ser um calouro, e não alguém que já está cursando determinada graduação em uma das faculdades parceiras.

Uma vez que o PEP pode ser contratado no momento da matrícula, estudantes que fizeram transferência para faculdades participantes também podem conseguir parcelar, desde que haja uma vaga disponível.

O PEP não pode ser feito por alunos já participantes de outros programas estudantis, como o ProUni e o FIES, nem por estudantes que vão cursar medicina ou cursos à distância; o parcelamento só é válido para o ensino presencial.

Veja também!





Solicite seu empréstimo

Julia Braz de Teves: jornalista formada em 2019 pela Universidade Nove de Julho. Já atuou na área de assessoria de imprensa, e já trabalhou como auxiliar administrativa-financeira, passando, inclusive, pelo departamento pessoal.


Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL