Posso usar o FGTS para reformar um imóvel?

Não é possível usar o saldo do FGTS para reformas, mas o governo tem empréstimos exclusivos para esta finalidade. Confira!

Vale-a-pena-reformar-imóvel-alugado

Se você decidiu reformar a sua casa ou apartamento, saiba que não é possível usar o saldo do FGTS para pagar essa despesa. No entanto, o governo possui três empréstimos específicos para te ajudar a bancar esses custos. Confira mais abaixo.

Três tipos de empréstimo para reformar ou construir

Empréstimo para construção em terreno próprio

Este empréstimo é oferecido pela Caixa Econômica Federal e visa ajudar a quem deseja construir em um terreno próprio, usando o FGTS como parte do pagamento. Esse é um financiamento realizado pelo Sistema Financeiro de Habitação e que conta com a alienação fiduciária como garantia.

A Caixa não informa detalhes sobre o valor do financiamento, nem a taxa de juros. Segundo a empresa, o ideal é que o cliente preencha uma simulação para que possa ser feita a análise da documentação, renda e a possibilidade de usar o FGTS como parte do pagamento. Nesse momento é definido o valor do financiamento, prestações e prazo de pagamento. Para fazer uma simulação do empréstimo para construção da Caixa, clique aqui.

Fimac FGTS – empréstimo para quem tem FGTS

Este empréstimo do governo é exclusivo para quem recebe (ou recebeu) o pagamento do Fundo de Garantia por no mínimo três anos. O valor máximo financiado nessa linha é R$ 20 mil, sendo que o imóvel deve custar até R$ 500 mil. O prazo para quitar a dívida costuma ser de até 10 anos e você não tem acesso ao dinheiro do FGTS, pois ele será usado somente como referência para o banco ceder o crédito. Antes, verifique com a Caixa o saldo disponível do FGTS e veja se vale a pena fazer esse empréstimo.

Saiba mais sobre o Fimac FGTS!

Construcard da Caixa – empréstimo para comprar material de construção para a reforma

Outra opção para financiar a reforma ou a construção da sua casa é o Construcard, um cartão da Caixa que permite financiar a compra de material de construção. Nesse caso, qualquer um pode pedir o financiamento para a Caixa, tendo ou não o FGTS. O valor máximo do empréstimo depende da sua renda e o prazo para quitar a dívida é de até 240 meses. Com o Construcard, o cliente consegue comprar diversos itens para a casa, incluindo caixa d’água, telhas, pisos, objetos de iluminação, armários e até piscina.

Entenda o Construcard e decida se vale a pena pegar esse crédito.

Outras opções de crédito para reformas e construções

Além da Caixa Econômica Federal, outros bancos privados e públicos  e até administradoras de consórcios oferecem créditos e financiamentos para reformar, construir ou decorar a casa. O Bradesco, por exemplo, oferece o CDC Reforma de Imóveis, enquanto o Banco do Brasil tem o BB Crediário. Procure o seu gerente ou acesse o site do seu banco e saiba mais sobre essa opção!

Quem não quiser um crédito específico para reformas, também pode pesquisar outros tipos de empréstimos, como o consignado ou o refinanciamento.

Por que não posso usar o FGTS?

Mesmo esse dinheiro sendo seu, ele só pode ser resgatado em situação preestabelecidas, como quando você for comprar um imóvel ou quitar um consórcio imobiliário. No caso de reformas, a Caixa Econômica Federal não libera o saque desse fundo, mesmo que você tenha no mínimo três anos de depósito no FGTS.

Veja também!

Existem outras situações em que é possível sacar o FGTS – nenhuma delas para reforma. Confira as diferentes situações na qual é possível sacar o FGTS.





Solicite seu empréstimo

Guilherme Prado: graduado e mestre em administração de empresas pela EAESP-FGV. Empreendedor há 21 anos, escreve sobre finanças pessoais há 8 anos.


Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL