Vale a pena reformar o imóvel que você aluga?

Entenda se vale a pena reformar o imóvel que você aluga e saiba quais os cuidados que precisam ser tomados com o contrato de aluguel.

Vale a pena reformar o imóvel que você aluga?

Reformar o imóvel alugado pode ser uma alternativa caso você queira deixar a casa ou o apartamento mais parecido com as suas preferências. Afinal, nem sempre o imóvel que podemos alugar está exatamente do jeito que imaginamos, não é mesmo?

Mas, quando vem a vontade de reformar, é preciso ter calma. Se você não pretende ficar por muito tempo no imóvel alugado, a obra não vale a pena. Neste caso, você vai aproveitar pouco o novo espaço, e os custos podem não compensar.

Além disso, fique atento ao que você pode ou não mexer na casa. Veja agora quando vale a pena fazer a reforma e saiba quais cuidados você precisa ter neste processo.

Reformar imóvel alugado: quando vale a pena?

Para deixar a casa ou apartamento do jeitinho que você quer, é possível fazer algumas reformas, como pintar as paredes ou colocar papel de parede, trocar o piso, trocar portas e janelas, além de construir ou derrubar paredes. Porém, isso só vale a pena em algumas situações.

Antes de fazer a reforma, lembre-se de que o imóvel não é seu. Portanto, é possível que em algum momento da sua vida você tenha que deixar o local. Neste caso, tudo o que você fez ficará para trás.

Além disso, converse com o proprietário para saber sobre os custos. Como a reforma pode valorizar o imóvel para ele, veja se tudo ficará por sua conta ou se ele vai pagar algum valor. No caso de você ter que arcar com tudo, veja se haverá algum abatimento no aluguel. Se isso não acontecer, não faça a reforma, pois você acabará perdendo dinheiro.

Fique de olho no contrato

Além de considerar em quais situações a reforma do imóvel alugado vale a pena, ainda é preciso verificar outras coisas. Em primeiro lugar, você terá que respeitar o contrato de aluguel, que é o documento que define as responsabilidades tanto do proprietário quanto do inquilino.

Geralmente, o dono do imóvel arca com mudanças como a construção de um novo quarto, mas não existe uma regra para isso. Por isso, confira o que está no contrato.

E o inquilino também tem suas responsabilidades. Ele precisa manter o imóvel nas condições em que o alugou, então todas as manutenções dentro de casa são por sua conta. 😉

Converse com o proprietário!

É muito importante conversar com o proprietário. Mesmo uma mudança simples, como pintar a parede, pode dar um problemão se for feita sem a autorização do dono da casa.

Ter uma boa relação com o dono do imóvel facilita acordos. Por exemplo: se for decidido que você irá pagar a reforma, dá para negociar que o valor seja descontado aluguel.

E se ele concordar com a reforma, deverá fazer uma autorização por escrito e anexá-la ao contrato. Assim você diminui as chances de reclamação no futuro!

Que tipos de reformas podem ser feitas?

Para modificar e melhorar a usabilidade do imóvel alugado, algumas mudanças mais comuns feitas pelos inquilinos são a pintura de paredes e a aplicação de papéis de parede, adesivos e espelhos. Ainda é possível trocar o chuveiro, as torneiras, o assento do vaso sanitário, e instalar prateleiras, cortinas e quadros.

Não são necessariamente uma reforma, porém, já modificam o ambiente. Além disso, esse itens podem ser revertidos quando o inquilino sair do imóvel. A pintura pode ser refeita, assim como o chuveiro pode ser trocado e as prateleiras, cortinas e quadros, retirados.

Modificações mais profundas, como a construção ou destruição de uma parece e até a troca do piso, exigem mais cuidado. Além de conversar com o proprietário e consultar o contrato de aluguel, também é preciso pedir a avaliação de um engenheiro, que dirá se as mudanças podem ser feitas sem prejudicar o edifício.

Hoje, há algumas opções no mercado que permitem a renovação do piso sem muito trabalho. Existem adesivos e pisos vinílicos que podem ser instalados sobre o piso já existente e que não danificam o chão. Além disso, eles também podem ser retirados e, dependendo do modelo, aplicados em outros espaços no futuro.

Portanto, se você está pensando em reformar a sua casa ou apartamento alugado, não se esqueça de tomar esses cuidados!

Veja também!





Solicite seu empréstimo

Guilherme Prado: graduado e mestre em administração de empresas pela EAESP-FGV. Empreendedor há 21 anos, escreve sobre finanças pessoais há 8 anos.


Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL