Seguro Desemprego: onde e como receber

  • Google+
  • LinkedIn

Ele é um benefício que o governo oferece para ajudar quem foi demitido sem justa causa. Veja onde você pode retirá-lo e como fazer isso!



O seguro-desemprego é um benefício oferecido pelo governo para ajudar quem foi demitido sem justa causa. Para dar entrada no pedido do seguro-desemprego você precisa atender à algumas exigências, clique aqui e saiba quais são elas.

Se você tem direito ao benefício mas não sabe por onde começar, tire suas dúvidas com a gente!

Onde receber o Seguro Desemprego

Você pode sacar o seguro desemprego nos seguintes locais:

1. Nas agências da CAIXA. Para saber a mais próxima da sua casa, clique aqui.

2. Na Delegacia Regional do Trabalho (DRT). Clique aqui para encontrar a mais próxima de você.

3. Nos Postos do Sistema Nacional de Emprego (SINE). Se você for morador de alguma capital, clique aqui para achar uma unidade próxima a você.

Como receber o seguro desemprego

Para ter direito ao benefício, você deve comprovar a necessidade de receber o seguro. Veja só os documentos que você precisa levar a um dos postos de atendimento:

– As 2 vias do requerimento do seguro-desemprego e o termo de rescisão do contrato. Esses documentos devem ser dados pela empresa quando ela faz a sua demissão;

– O cartão do PIS-PASEP (feito pelo empregador), o extrato atualizado ou o Cartão do Cidadão;

– A Carteira de trabalho com o registro e todas as atualizações feitas pela empresa (se tiver mais de uma, leve, pois pode ser que eles peçam para apresentá-la);



– Um documento de identificação, que pode ser seu RG, certidão de nascimento ou certificado de reservista;

– Os 3 contracheques dos últimos 3 meses de salário antes da demissão;

– O documento que mostra os seus depósitos do FGTS, o CPFGTS;

– Os comprovantes de residência e de escolaridade.

Caged

Ele é um formulário criado pelo ministério do trabalho, que as empresas devem preencher e enviar informando as contratações e demissões dos funcionários. Este é um meio do governo ter o controle de quantas pessoas estão empregadas, desempregadas ou recebendo o seguro-desemprego. Os chefes devem preencher um certificado digital que precisa ser enviado para o governo no mesmo dia que o funcionário foi admitido. Clique aqui para baixar o PDF com o formulário.

NÃO FAÇA ISSO: muitos trabalhadores tentam enganar os chefes mentindo sobre não receberem o seguro-desemprego apenas para poder continuar tendo o benefício. Alguns patrões concordam com essa situação para não registrar o novo funcionário e não precisar pagar direitos como INSS, FGTS, férias, 13º salário enquanto ele está recebendo o seguro-desemprego.

A pena para quem quebra essa regra do governo é de reclusão de um a cinco anos e multa que varia de acordo com a gravidade do caso. A pena aumenta um terço se o crime é cometido em uma empresa pública ou algo que se relacione com a economia popular, assistência social e beneficência.



Quanto tempo para receber o seguro desemprego

O pagamento da primeira parcela do seguro desemprego costuma ocorrer 30 dias após o requerimento e as demais parcelas são mensais, a contar da data do recebimento da primeira parcela. É bastante comum ocorrer atrasos no pagamento, por isso é importante não contar com o dinheiro antes de recebê-lo.

Quanto você irá receber de seguro desemprego

Para saber quanto você vai receber, acesse nossa matéria sobre o cálculo do seguro desemprego.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.