Quer cancelar um serviço? Saiba evitar os principais problemas

  • Google+
  • LinkedIn

Se você não documentar o pedido, a empresa pode continuar com as cobranças. Veja como evitar essa dor de cabeça!

Quer cancelar um serviço Saiba evitar os principais problemas



Ao solicitar o cancelamento de algum serviço, é comum pensar que apenas a conversa com o atendimento da empresa resolve o problema. Infelizmente, existem alguns cuidados que você precisa ter para sair de vez da empresa. Isso porque caso a empresa entenda que o cancelamento não foi feito, continuará cobrando pelo serviço. “Se o cliente não oficializou esse desligamento, a empresa pode cobrá-lo”, explica Donizét Píton, presidente da ANDIF, Instituto Nacional de Defesa do Consumidor do Sistema Financeiro.

Como garantir o cancelamento

Anote o protocolo: Este número serve para provar que, em meio a tanta gente, você fez contato com a empresa. “Anotar o protocolo é uma garantia que o cliente tem. Ele pode pedir para acessar a gravação da conversa, por exemplo, se for necessário provar a tentativa de cancelamento”, orienta o presidente da ANDIF.

Guarde e-mail: do mesmo modo que o protocolo será a sua garantia, as mensagens eletrônicas servem para provar que o cliente solicitou a ajuda da empresa.

Faça uma carta: algumas empresas pedem que o cliente escreva uma carta justificando o pedido do cancelamento. Mesmo que exista um registro telefônico ou por e-mail, ela tem direito a fazer esse pedido. Nesse caso, escreva à mão e coloque dados pessoais, como nome completo, RG e CPF. Coloque também a data, descreva que está cancelando o pedido e assine no final.

“Todas as formas são válidas para solicitar o desligamento da empresa, mas é muito importante documentá-las. Assim a empresa não tem como negar que o contato foi feito”, explica Donizét.

E se eu pedi, mas a empresa não cancelou?



Nesse caso, é preciso provar que você fez esse contato para o cancelamento. O primeiro passo é tentar conversar com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) daquela companhia. Se não der certo, peça a ajuda de órgãos de defesa do consumidor, como o Procon. “Em último caso, se nada funcionar, existe a opção de abrir um processo contra a empresa. E quando você pagou indevidamente pelo serviço que tentou cancelar, pode pedir a devolução do dinheiro. Em alguns casos, até um processo por danos morais pode ser aberto”, conta o especialista da ADIF.

Clique aqui para saber onde encontrar um advogado de graça por todo o Brasil.

O que você precisa saber!



– Depois que o cancelamento acontece, mesmo que o consumidor não tenha usado o serviço em períodos anteriores, ele não precisa mais pagar por isso.

– Muitas empresas tentam dificultar a vida do cliente que quer cancelar um serviço. O atendimento por telefone, por exemplo, costuma ser demorado. Por isso é ainda mais importante documentar o modo como o pedido de cancelamento foi realizado. “A justiça sabe que várias destas situações acontecem, mas se o consumidor não tiver provas de que foi desrespeitado fica difícil fazer a defesa dele”, alerta Donizét.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.