Novo RG: como funciona e onde emitir - Konkero
ATENÇÃO! Nunca solicitamos depósito ou pagamento para liberação de empréstimo. Isso é ilegal.

Novo RG: como funciona e onde emitir

A carteira de identidade ganhou um novo formato. Veja o que mudou no RG e saiba como tirar o seu! 

O RG é o principal documento de identificação utilizado pelos brasileiros. Também conhecido como carteira de identidade, o registro reúne informações sobre o seu titular, incluindo uma  numeração única e intransferível, nome completo, data de nascimento, nome dos pais e a assinatura do seu portador.

Para fazer cadastros em alguns locais e programas, a apresentação do RG para confirmar as informações é obrigatória. É importante sempre levar o documento na carteira e apresentar nos locais em que for fazer alguma inscrição, contratar algum serviço ou comprovar a identidade.

Desde o final de 2019, o RG ganhou um novo formato que traz mais informações sobre o titular, incluindo a numeração da CNH, do título de eleitor e da certidão militar. Veja abaixo como solicitar o novo RG e descubra outras mudanças do documento!

Novo RG: onde fazer

O RG é emitido em postos de atendimento autorizados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), como unidades do Poupatempo e do Detran. Esses locais continuam responsáveis pela emissão do documento e a grande maioria já está fazendo o novo RG com os padrões aprovados pelo governo.

Os interessados em emitir o novo RG precisam comparecer até uma unidade de atendimento e fazer a solicitação. Alguns pontos permitem que o titular do documento faça o agendamento pela internet. O Poupatempo de São Paulo e o Departamento de Trânsito do Rio de Janeiro, por exemplo, disponibilizam o agendamento online para que o cidadão escolha o melhor dia para tirar o seu novo RG. Em alguns locais, o titular precisará comparecer diretamente em um dos postos autorizados pela SSP da sua região e solicitar o RG.

Quais documentos devo levar para tirar o novo RG?

O RG possui informações importantes sobre o seu portador, incluindo data de nascimento, nomes dos pais, local de nascimento, registro da impressão digital e data de emissão da via do documento. Além desses dados, o novo RG trará informações complementares sobre o seu titular. São elas:

  • Título de Eleitor;
  • NIS / PIS / PASEP;
  • Certidão Militar;
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Carteira de Trabalho (CTPS);
  • Carteira Nacional de Saúde (CNS);
  • Tipo sanguíneo;
  • Código Internacional de Doenças (CID).

Veja abaixo um exemplo do novo RG:

Para inserir todos os dados citados acima no novo RG, o titular precisa apresentar os documentos e cópias de ambos. O CPF já era anexado ao modelo anterior do RG e também continuará presente na carteira de identidade.

É obrigatório tirar o novo RG?

O RG antigo continua valendo normalmente como identificação para fazer cadastros e inscrições. No momento, a emissão do novo RG só é obrigatória para quem perdeu o documento ou a via atual está danificada e ilegível. Nesses casos, o ideal é que o titular vá até um posto de atendimento e emita o novo padrão do RG. Lembre-se de levar os outros documentos e cópias que deseja acrescentar no RG.

Fique atento! Mesmo com a inscrição de outros documentos presentes no RG, a apresentação dessas identificações pode ser obrigatória. Portanto, dependendo do local, prefira levar a identificação original, como a CNH ou a carteirinha do SUS.

Veja também!