CPF perdido: o que fazer? - Konkero
ATENÇÃO! Nunca solicitamos depósito ou pagamento para liberação de empréstimo. Isso é ilegal.

CPF perdido: o que fazer?

Se você perdeu o CPF, você precisará fazer um boletim de ocorrência e emitir uma nova via do documento. Saiba mais! 

Os documentos de identificação são muito importantes para o cidadão fazer cadastros em programas, compras, matrículas e solicitar serviços bancários, como abertura de contas e fazer empréstimos. Sem pelo menos o RG ou o CPF em mãos, é difícil comprovar os dados pessoais e conseguir o atendimento.

Por isso, em caso de roubo ou perda dos documentos, o titular deve ir até uma delegacia e registrar um boletim de ocorrência, o BO. O CPF está atrelado diretamente ao banco de dados da Receita Federal, portanto, o registro do BO ajuda a prevenir possíveis fraudes com o seu nome. Entenda mais sobre o que fazer em caso de perda do CPF!

Como abrir um boletim de ocorrência (BO)

O boletim de ocorrência garante que você registrou a perda dos documentos e comprova que o titular dos dados não realizou nenhuma compra ou cadastro a partir do dia registrado no BO. Para fazer o boletim, o dono do CPF deve ir até a delegacia mais próxima e informar o ocorrido com o máximo de informações possíveis, incluindo o local aproximado onde perdeu os documentos, quais  foram e, em caso de roubo, a descrição do assaltante.

Os moradores do estado de São Paulo conseguem registrar o boletim de ocorrência pela internet. O processo de preenchimento é semelhante ao presencial, mas só pode ser feito em alguns casos. De toda forma, procure registrar o ocorrido na polícia para comprovar que perdeu o seu CPF.

Como tirar segunda via do CPF

Como o CPF é um documento importante, o titular precisa levar consigo uma cópia ou a numeração dele. Se você o perdeu, mas sabe a numeração, a Receita Federal libera a emissão de um novo comprovante direto pela internet. Acesse o site da Receita e escolha a opção “Impressão Simplificada”.

Na página seguinte, insira as informações correspondentes ao titular do CPF: numeração do documento, nome completo, nome da mãe e a data de nascimento. Essa opção vale apenas para quem já tirou o título de eleitor e está com a situação regular junto ao TSE. Veja abaixo como é a tela de consulta:

Depois, basta clicar em “Enviar” e aguardar a liberação do comprovante eletrônico da Receita Federal, ou seja, a segunda via do CPF.

Não sei o número do CPF. O que devo fazer?

Nesses casos, o cidadão deve comparecer até um posto de atendimento da Receita Federal e solicitar a segunda via do CPF. O agendamento pode ser feito direto pela internet. Clique aqui e consulte as datas e pontos disponíveis da Receita. Quem não tem título de eleitor também precisa agendar um atendimento para emitir uma nova via.

Fique atento! O número do CPF também é anexado em alguns documentos de identidade, como no RG e na certidão de nascimento. Caso tenha perdido, veja se a numeração do seu CPF não está presente em um desses documentos!

Veja também!