Como tirar 2ª via da declaração de Imposto de Renda - Konkero

Como tirar 2ª via da declaração de Imposto de Renda

Existem três caminhos para recuperar a declaração de imposto de renda pessoa física de 2019 e dos anos anteriores: presencial, online ou usando o programa da Receita Federal.

Existem três alternativas para quem precisa tirar a segunda via da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física de 2019 e dos anos anteriores (IRPF 2018, 2017, 2016 ou qualquer outra data). Recuperar este documento é importante principalmente se você precisa corrigir as informações de alguma declaração de imposto de renda feita há muito tempo. Confira abaixo os caminhos possíveis para conseguir a segunda via da declaração do imposto de renda.

1. Segunda via do Imposto de Renda pelo atendimento online da Receita Federal

O Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (eCAC) é um portal da Receita Federal que guarda a segunda via da declaração de imposto de renda de todos os contribuintes. É necessário ter um código de acesso e um certificado digital para acessar o site, que está neste link. Se você não tem estes registros, é preciso gerar o código e solicitar o certificado. Assim que entrar no sistema, procure pela segunda via do Imposto de Renda e resgate o documento.

Importante! A área logada do eCAC deve ser utilizada por você ou por alguém com a sua autorização. Caso precise cadastrar um procurador, você pode usar a opção “Procuração Eletrônica”, disponível no próprio portal, mas o procurador e o contribuinte devem ter um certificado digital. Outra possibilidade é utilizar a opção “Solicitação de Procuração para a Receita Federal”, também disponível no eCAC. Nesse último caso, apenas o procurador precisa ter certificado digital. Todos os dados inseridos neste portal estão protegidos por sigilo fiscal.

2. Segunda via do Imposto de Renda pelo registro do Receitanet

Se você fez a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física por computador é possível recuperar nos arquivos do seu computador.

Primeiro, procure ver se o programa da Receita está salvo no seu computador. Ele se chama ‘IRPF’ e o ano da declaração. O programa de declaração de imposto de renda de 2019 se chama ‘IRPF2019’, por exemplo. Achando o programa, basta abri-lo e imprimir a declaração do imposto de renda e o recibo.

Se não achar o programa, você ainda pode tentar procurar o arquivo salvo. Para isso, dê um comando de localizar arquivo e digite o número do seu CPF sem pontos ou traços. Por exemplo, se o seu CPF é o número 123.456.789-00, dê um localizar por 12345678900. O arquivo do recibo da declaração tem a extensão “.REC” e o da declaração a extensão é “.DEC”. Tendo localizado o arquivo, reinstale o programa da receita para conseguir imprimir a declaração e o recibo do imposto de renda de 2019 ou de outro ano.

Imprimir a declaração de imposto de renda

Tendo localizado a declaração e o recibo de imposto de renda fica fácil imprimir uma cópia. Basta abrir o programa de declaração da receita, selecionar a opção “Declaração” no menu no alto a esquerda e a opção “Imprimir”. Aí basta selecionar “Declaração” ou “Recibo”. É importante saber que se você precisa da declaração de 2019 você deve abrir o programa da receita de 2019. Se for a declaração de IRPF 2016 ou de outros anos, você deve abrir o programa próprio do ano.

3. Segunda via do imposto de renda pelo atendimento presencial da Receita Federal

Se nenhuma das duas alternativas funcionou, nesse caso é necessário agendar o atendimento online na Receita Federal. Para ver como agendar, clique aqui. O agendamento também pode ser feito pelo telefone 146.

Importante: Leve um documento de identidade com foto para o atendimento porque ele será usado na checagem da sua assinatura. Não serão aceitos como documentos de identificação certidões de nascimento ou casamento, CPF, título eleitoral, carteira de motorista sem foto ou vencidas, carteira de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade, nem documentos que danificados.

Empréstimo online: solicite sem sair de casa
KeroGrana: oferecem créditos entre R$ 1 mil e R$ 20 mil.
Lendico: empréstimos de R$ 2.500 a R$ 50 mil.
Finanzero: compare empréstimos em diferentes bancos. Taxas a partir de 2,97% ao mês.

Comprove sua renda com outros documentos

Caso você esteja procurando a segunda via do imposto de renda para comprovar renda em algum banco, saiba que existem outros documentos que facilitam na hora de conseguir empréstimos e financiamentos. Extratos de bancos e holerites são alguns dos comprovantes que as instituições bancárias aceitam para efetuar a análise do seu crédito, além do seu CPF. Entenda mais sobre esse processo aqui!

Veja também!