Como consultar MEI pelo CPF - Konkero
ATENÇÃO! Nunca solicitamos depósito ou pagamento para liberação de empréstimo. Isso é ilegal.

Como consultar MEI pelo CPF

Pelo Portal do Empreendedor-MEI, os profissionais conseguem emitir o certificado de microempreendedor pelo CPF. Entenda mais! 

O microempreendedor individual, o MEI, é um profissional autônomo que gerencia o seu próprio negócio e trabalha por conta própria. Com o registro de MEI, o empreendedor garante um CNPJ para o seu negócio, facilitando a abertura de conta corrente para pessoa jurídica e a contratação de empréstimos, como capital de giro para a empresa.

Para tirar o registro de microempreendedor individual, o autônomo precisa seguir algumas regras. Ele não pode ser sócio ou responsável por outra empresa ou estabelecimento e deve contratar apenas um funcionário. O faturamento anual do negócio não pode ultrapassar R$ 81 mil e os ganhos mensais deverão ser de, no máximo, R$ 6.750.

Na hora de comprovar sua atividade como MEI em bancos ou demais órgãos públicos, você pode emitir um comprovante do Portal do Empreendedor utilizando o seu CPF. Veja como emitir o documento!

Consultar o MEI pelo CPF: como fazer

Quando o profissional resolve fazer o cadastro para atuar como MEI e garantir um CNPJ, ele precisa fazer a inscrição no cadastro único do governo. A formalização é feita no Portal do Empreendedor no item “Formalize-Se”, como na imagem a seguir.

Na página seguinte, o site pedirá o cadastro feito no governo. Ele é o mesmo para consultar a carteira de habilitação pela internet e acompanhar extratos e informações gerais sobre a aposentadoria. Caso você ainda não tenha aberto uma conta, você deverá escolher a opção “Crie sua conta”.

Para efetuar o cadastro, o empreendedor deve informar alguns dados pessoais: o CPF, nome completo, telefone celular e um e-mail. Lembre-se de aceitar os termos de uso e de privacidade do site.

Após a habilitação e confirmação da senha pelo celular ou no e-mail, basta retornar à página de acesso do cadastro único do governo, colocar o CPF e senha e consultar o MEI. Após a criação da conta na plataforma do governo federal, você pode acessar quando quiser seu registro de microempreendedor no Portal do Empreendedor-MEI.

Conheça os direitos do Microempreendedor Individual (MEI)

Quando o autônomo regulariza sua atividade como MEI, ele passa a ter alguns direitos concedidos aos trabalhados com CLT. Por isso é importante levar em conta a formalização do seu negócio. Entre os benefícios estão:

  • Aposentadoria  por idade;
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Auxílio-doença;
  • Salário-maternidade;
  • Pensão por morte.

Como o microempreendedor está registrando uma empresa, ele poderá emitir notas fiscais, fazer contribuições ao INSS e ICMS com custos mais baixos e contar com o apoio técnico do SEBRAE para MEIs.

Quais os custos para ser um MEI?

O microempreendedor individual precisa fazer o pagamento mensal do Documento de Arrecadação Simples, a DAS. O preço desse documento varia conforme o ramo de atividade do profissional autônomo. Em caso de atuação em comércio ou ramo industrial, o MEI faz o pagamento mensal de R$ 52,25. Já como prestador de serviço, o profissional tem a taxa de R$ 57,25 por mês. Agora se o MEI exercer uma atividade no comércio e também fazer a prestação de um serviço pra fora, a mensalidade será de R$ 58,25.

Veja também!