“Alô, quero falar!”: resultado final da ação

  • Google+
  • LinkedIn

Quem nunca ficou sem sinal no celular na hora que precisava fazer uma ligação? Ou tentou acessar a internet pelo aparelho e não conseguiu?

Esses problemas foram alguns dos relatados no site Alô, quero falar!, que ficou disponível por 30 dias para que os usuários fizessem suas queixas.



O site recebeu 2.181 reclamações, feitas por clientes das principais operadoras do país: Claro, Nextel, Oi, TIM e Vivo.

Quais os problemas mais relatados?

Celular sem sinal, internet 3G que não funciona e cobranças indevidas foram os campeões de queixas no site.  Falhas no envio de mensagens e mau atendimento na central também apareceram na lista.

Será que a minha operadora foi a mais reclamada?

Confira o ranking de reclamações no site “Alô, quero falar!”:

Resposta das operadoras



A Nextel foi a única empresa que recebeu a equipe da Konkero pessoalmente, e enviou um comunicado à imprensa. A Tim enviou um comunicado por meio de sua assessoria de imprensa. As outras operadoras não quiseram se pronunciar sobre a ação.

Clique aqui e confira as respostas oficiais na íntegra.

Um prédio de 18 andares

O objetivo do “Alô, quero falar!” foi criar uma mobilização nacional para que as operadoras de celular melhorem seus serviços.



Em 30 dias, o site recebeu reclamações que formaram uma carta de 55 metros – correspondente a um prédio de 18 andares.

Veja também:
“Alô, quero falar!”: resposta das operadoras
“Alô, quero falar!”: soluções propostas pela Konkero





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.