“Alô, quero falar!”: resposta das operadoras

  • Google+
  • LinkedIn

A Nextel foi a única operadora que recebeu a equipe da Konkero para entrega da carta. Após a visita, a empresa enviou um comunicado oficial:

Nota à Imprensa



A Nextel prioriza em sua estratégia de negócio a qualidade na prestação de serviços e o respeito ao consumidor. A empresa vem redobrando seus esforços e ampliando seus investimentos em treinamentos, processos e contratações dos canais de atendimento ao cliente, buscando manter o nível histórico de excelência e satisfação dos consumidores que sempre caracterizou a atuação da companhia.

A operadora esclarece também que realiza frequentemente testes de monitoramento de rede, investindo os recursos necessários para a melhoria de sua cobertura sempre que possíveis instabilidades são identificadas.

A TIM retornou o contato por meio de sua assessoria de imprensa:

Atualmente, a TIM possui mais de 69 milhões de clientes. Além de prover serviços de qualidade, um dos grandes desafios da companhia é atender aos seus clientes com eficiência e agilidade. Mais do que ter o foco no cliente, queremos ter o foco do cliente dando a ele canais alternativos de atendimento que supram sua necessidade.

Além do atendimento telefônico (1056 e *144), a empresa disponibiliza o Portal de Conteúdos *144# – um canal gratuito que possibilita ao cliente TIM ter acesso rápido à consulta de informações e solicitação de serviços por meio do próprio celular – e está presente nas redes sociais (Twitter e Facebook) e website (www.tim.com.br).



Todas essas iniciativas, alinhadas a uma comunicação transparente, colocaram a TIM como a segunda empresa com menos demandas nos PROCONs vinculados ao SINDEC, no qual a TIM é a operadora menos reclamada desde julho/2011).



Já as empresas Claro, Oi e Vivo não se pronunciaram sobre a ação.

Veja também:
“Alô, quero falar: resultado final da ação
“Alô, quero falar: soluções propostas pela Konkero





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.