Tudo que você precisa saber para abrir um salão de beleza

  • Google+
  • LinkedIn

Cosméticos, instalações, funcionários… fique por dentro dos custos para inaugurar – e manter! – o seu próprio salão!

abrir um salao e beleza



Uma escova de cabelo e um secador não bastam. Quem pretende abrir um salão, seja em casa ou em um espaço alugado, tem que colocar no papel os gastos iniciais, as despesas fixas que serão pagas mensalmente e os possíveis custos com reformas. “O local que eu escolhi era um escritório dentário, então, gastei 65 mil reais só com reformas e instalações”, conta Rita Pinto Ribeiro, dona de um salão na Zona Sul de São Paulo. Este investimento inicial é necessário, mas você pode fazer as adaptações dos gastos conforme o seu orçamento. Para isso, é importante listar os custos e começar o planejamento do seu sonho.

Preparando o salão

Se você não quer ou não pode começar a trabalhar na sua casa, terá que escolher um espaço para alugar. Nem sempre este imóvel terá as condições ideais para um salão, por exemplo, cadeiras, balcões, espelhos etc. Nesse caso, existe um custo inicial somente na reforma. Sem contar uma fiação que resista a secadores ligados ao mesmo tempo e de um encanamento que alcance todos os lavatórios. E pense bem no ponto que você vai escolher. Diferentemente de outros empreendimentos, um salão de beleza é muito difícil de ser deslocado depois que você instala todos os equipamentos. Certifique-se de escolher um aluguel compatível com o seu rendimento! Rita, por exemplo, alugou um ponto perto de uma estação de metrô para aproveitar o movimento da região.

Além dos equipamentos e da fiação, é preciso ter os móveis certos! Sofá, mesa para revistas e cadeiras para as clientes são alguns dos gastos iniciais. Você pode procurar móveis usados em brechós e customizá-los, pois sai mais barato e ainda dá um toque personalizado ao ambiente. E não se esqueça dos materiais! Cosméticos, escovas, pentes e tesouras são essenciais para dar início ao seu empreendimento. Uma dica: coloque o valor dessa primeira compra na lista das despesas iniciais por mais que eles virem gastos mensais futuramente. “Atendo cerca de 160 clientes por mês e pago entre dois e três mil reais só em produtos de beleza”, revela a empresária, que treina as funcionárias para evitar o desperdício de produtos.

Os gastos para abrir um salão de beleza

Confira abaixo os custos que o salão Rita Ribeiro tem mensalmente e quanto a profissional gastou para começar este negócio. Mas saiba que estes gastos variam de acordo com a sua região e com o número de clientes que você atende.

Despesas iniciais

Valor

Reforma e instalações R$ 65 mil
Móveis R$ 2 mil
Materiais Entre R$ 2 mil e R$ 3 mil

 

Despesas mensais

Valor

Produtos R$ 2.500
Aluguel R$ 3.500
Contas (água, luz, telefone) R$ 1 mil

 



Lembre que, se você pretende ter funcionários, precisa colocar na tabela esse gasto – e ele será mensal. Considere também o pagamento do INSS como autônomo e pesquise sobre os tipos de formalização que você poderia ter para o seu negócio. Quem for cabeleireiro, por exemplo, pode abrir uma empresa como Microempreendedor Individual. Nesse caso, você paga um valor fixo por mês e está contribuindo para o INSS, além de pagar outros impostos cobrados pelo governo.

Está sem grana? Confira três maneiras de conseguir dinheiro para seu negócio.

3 dicas para turbinar a sua empresa da beleza!

Precisa de dinheiro para abrir o seu negócio? Solicite um refinanciamento de imóvel

1. Juntar a grana para começar

Evite surpresas! Procure juntar o dinheiro necessário para três meses de funcionamento sem considerar o lucro. Aluguel, contas, cosméticos são despesas mensais difíceis de cortar, então, nessa fase inicial é importante ter uma boa quantia guardada para garantir que os clientes serão encontrarão os serviços que querem. Que tal começar a guardar esse dinheiro hoje mesmo? Além disso, você pode baixar aplicativos gratuitos para economizar o quanto precisa!

Empréstimo online: solicite sem sair de casa
Simplic: empréstimos de R$ 500 a R$ 2.500.
Lendico: empréstimos de R$ 2.500 a R$ 35 mil.
BomPraCrédito: compare e contrate empréstimos de diferentes bancos

2. Montar o salão em casa no início

A rentabilidade do seu salão vai depender do número de clientes que você conquistar. E uma maneira de testar se você terá bastante cliente é começar atendendo. Assim, você experimenta quais serviços são procurados com frequência e quais não dão lucro. Essa estratégia ajuda a diminuir os riscos que virão quando você montar um salão em um espaço alugado. Sem contar que trabalhar em casa significa cortar o aluguel – mesmo que aumente o valor das contas de luz, água e telefone.



3. Fazer boas parcerias

Em vez de contratar uma manicure, por exemplo, veja se ela tem interesse em atender no seu salão de forma autônoma, sem que vocês tenham nenhum vinculo empregatício. Assim, ela tem um ponto fixo para receber as clientes, e estas mulheres podem se interessar por outros serviços do salão.

Gostou da ideia? Conheça a história da cabeleireira que fatura milhões.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.