Como contratar funcionários sendo MEI

  • Google+
  • LinkedIn

Microempreendedor individual também pode fazer contratações, desde que siga algumas regras

Como-contratar-funcionários-sendo-MEI



Microempreendedor individual, ou MEI, é a classificação dada a quem trabalha por conta própria e legalizou a situação, passando a ser empresário. Para se tornar um microempreendedor individual, você precisa receber no máximo R$ 60 mil reais por ano com o seu negócio e estar classificado em uma das 469 profissões que podem ser registradas como MEI. Quem atende estas duas condições e abre o registro como MEI, pode fazer uma contratação. Fique por dentro das regras e condições para ter um funcionário na sua empresa.

O que saber sobre a contratação

Quem se tornou MEI conquistou o direito a ter um trabalhador contratado, mas somente um. Confira os direitos do seu funcionário:

1. A remuneração não pode ser menor do que o salário mínimo ou o piso da categoria;

O pagamento feito ao funcionário tem que ter o valor de pelo menos R$ 788, valor atual do salário mínimo, ou respeitar o piso da categoria que ele trabalha. Por exemplo, o piso salarial de marceneiros no estado de São Paulo é de R$ 820.

Precisa de dinheiro para abrir o seu negócio? Solicite um refinanciamento de imóvel

2. Ele deve ter 3% do salário recolhido para o INSS;

Uma quantia correspondente a 3% do salário deve ser recolhida para o INSS, que vai constituir a aposentadoria do seu funcionário. Por exemplo, se ele recebe R$ 1 mil de pagamento, você deve multiplicar esse valor por 0,03. Então, será recolhida para o INSS uma quantia de R$ 30. Veja só:

R$ 1.000 (salário)     x     0,03 (3% do salário) = R$ 30 para o INSS



3. Uma quantia igual a 8% do salário do funcionário deve ser depositada como FGTS.

O Fundo de Garantia (FGTS) é outro direito de quem é contratado. Nesse caso, você deve depositar uma quantia correspondente a 8% do salário dele. Para encontrar o valor certo, multiplique o pagamento por 0,8. Por exemplo:

R$ 1.000 (salário)      x      0,08 (8% do salário) = R$ 80 para o FGTS

Saiba que o FGTS não é descontado do salário do funcionário, essa é uma quantia depositada a parte pelo microempreendedor individual.

Vale a pena ser MEI!



O empresário que opta por esta formalização consegue reduzir bastante a burocracia para abrir o negócio e também diminui a quantidade de impostos pagos pela empresa. O processo de formalização é online e libera o microempreendedor de pagar uma série de impostos federais. Além disso, o seu cadastro no MEI facilita a emissão de notas fiscais, a liberação de empréstimos bancários e abertura de contas. Para conhecer todos os benefícios garantidos para o microempreendedor individual, clique aqui.

Ficou com alguma dúvida? Confira 12 respostas sobre MEI.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.