Conheça os gastos de matricular seu filho na escola particular

  • Google+
  • LinkedIn

Livros, mensalidade, alimentação… fique por dentro de tudo que é cobrado pelas escolas particulares

Conheça-os-gastos-de-matricular-seu-filho-na-escola-particular



Quem pretende colocar as crianças em uma escola paga precisa se programar o quanto antes para os gastos que virão. Segundo uma pesquisa feita em 2013 pela Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), até o ano de 2009 os gastos com ensino escolar ocupavam uma faixa de 26,35% do orçamento familiar mensal do brasileiro. A pesquisa considerou famílias que recebem até cinco salários mínimos, sendo que os gastos com a educação dos filhos tendem a aumentar com os reajustes nas mensalidades.

Para ajudá-lo a planejar melhor seu orçamento, a Konkero pesquisou os valores cobrados em uma escola particular na região central de São Paulo, o Colégio Santo Agostinho. Gastos com lanche, material escolar e uniforme são alguns dos exemplos desta lista que fará parte do seu orçamento em qualquer escola particular. Confira!

Info Escola particular

1. Mensalidade

Esse valor cobre as despesas da escola, como o salário dos professores e dos outros funcionários, equipamentos, reformas e material de limpeza. Fique atento: a mensalidade pode sofrer reajustes de um ano para o outro, mas a escola precisa avisar sobre esse aumento pelo menos 45 dias antes do fim das rematrículas.

Veja um exemplo dos valores cobrados para o ano de 2015 no colégio particular Santo Agostinho, em São Paulo:

Educação Infantil: mensalidade de R$ 961,27.
Ensino Fundamental: mensalidade de R$ 1.246.
Ensino Médio: R$ 1.475,34.

Taxa de matrícula: R$ 400 reais

Dica: muitas escolas particulares oferecem bolsas para os estudantes. Informe-se sobre as regras, por exemplo, se a bolsa é distribuída por desempenho (uma prova) ou por uma avaliação socioeconômica. Então, é só separar os documentos necessários para fazer o pedido e apresentá-los à instituição.

2. Apostilas e livros

A escola também cobra pelo material didático que será usado pelo seu filho ao longo do ano. Como a compra é feita na própria instituição, procure saber se eles parcelam esse valor para facilitar o pagamento.

Confira os custos no colégio Santo Agostinho:

Educação Infantil: não são exigidos livros.
Ensino Fundamental: R$ 310 reais.
Ensino Médio: R$ 470 reais.

Dica: muitos livros podem ser reutilizados, então, verifique com outros estudantes do ano seguinte se é possível ficar com esse material.

3. Material escolar

Na época de matrícula, as escolas enviam também uma lista do material que os pais precisam comprar. Os itens serão usados pelo filho durante o ano, como estojo, lápis de cor e cadernos.

Educação Infantil: R$ 275 reais
Ensino Fundamental: R$ 120 reais
Ensino Médio: R$ 40 reais



Dica: dá para gastar menos na compra do material. Confira nesse link como fazer essa economia.

4. Uniforme

Seu filho precisa usar o uniforme que o colégio exige. Para tentar reduzir gastos, procure saber se a escola tem uma lista das lojas que vendem uniformes na região. Pesquise em quantas puder para encontrar o melhor preço.

Média de gasto: R$ 320 reais (2 calças, 3 camisetas e 1 casaco).

5. Lanche

Ao contrário do que acontece nas escolas públicas, a comida nos colégios particulares é paga à parte. Procure saber os valores na cantina. No colégio Santo Agostinho, por exemplo, o salgado varia entre três e cinco reais. Assim, você faz as contas e descobre que custa menos preparar em casa o lanche que seu filho comerá no intervalo.

6. Atividades fora da escola

Para que o aluno participe de excursões e cursos extras, a escola cobra uma taxa. Como essas atividades são opcionais, a criança não precisa participar de todos os passeios caso a grana em casa esteja curta – e as notas dela não mudam por causa disso.

Média de gasto anual: R$ 200.

Gastos na Escola Pública

Escolas do Ensino Público possuem custos bastante reduzidos quando comparados às particulares. Custos com o transporte até a escola existem em ambos os ensinos, mas a pública está livre de despesas como mensalidade, material escolar, livros e alimentação, uma vez que esses itens são oferecidos pela própria escola.

O uniforme é um item que pode ser cobrado pela escola pública para identificação do estudante. No entanto, o aluno não pode ser impedido de assistir aula caso não esteja devidamente uniformizado. Segundo a lei n° 3919/83, é proibido que o estudante seja barrado na escola por não estar de uniforme, então a compra do item é uma escolha. O que não acontece nas escolas particulares, que têm essa exigência para a entrada do aluno.

Quanto você gasta indo da escola pública para particular?

O gasto na escola pública é definido unicamente pelo transporte, que varia de R$ 60 a R$ 120 por mês, dependendo do trajeto. Já na escola particular, o gasto pode variar de R$ 1.021,27 a R$ 1.595,34 por mês, considerando mensalidade e transporte, além da faixa etária em que o aluno se encontra.

O investimento inicial para a escola particular é o que sai mais caro, pois no início do ano é necessário fazer a compra de materiais, uniforme e pagar a taxa de matrícula. No colégio usado como exemplo, esse investimento varia de R$ 1.956,27 a R$ 2.905,34.



Então, os gastos com educação podem ir de R$ 60 do colégio público para R$ 1.595,34 no particular – um aumento de 26 vezes, sem contar o investimento inicial com materiais e uniforme. É importante avaliar se essa mudança cabe no seu orçamento, pois as despesas escolares têm um período longo de duração e tendem a aumentar conforme o aluno passa de ano.

Veja também!

Que tal pensar no futuro? Saiba mais sobre o consórcio e pague a faculdade do seu filho à vista.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.