8 passos para começar a guardar dinheiro hoje mesmo!

  • Google+
  • LinkedIn

Colocando em prática algumas dicas que não tomam muito tempo dá para economizar um pouquinho todo dia! Quer ver?

guardar dinheiro



Guardar dinheiro costuma ser um desafio para muita gente. Mas organizar o orçamento da sua casa é o principal caminho para comprar algo que você deseja ou até fazer a viagem dos seus sonhos. Anime-se: com hábitos simples e pequenas mudanças no dia a dia você pode economizar! Veja só como mudar a sua vida financeira seguindo oito passos simples.

1. Você quer ou você precisa?

Sempre que estiver com vontade de comprar algo, faça uma pergunta a si mesmo: “eu quero ou eu preciso disso?”. Se a resposta for a primeira opção, pense melhor antes de fazer a compra. Muitas vezes você pode cair no impulso de comprar algo que não precisa e, por isso, gastar mais do que deveria com esse imprevisto. Mas se você resistisse a essa compra, poderia guardar o dinheiro no porquinho, que tal?

2. Emocional x racional

Quantas vezes na semana você passa em frente a uma loja e vê algo que gostaria de comprar? Quando isso acontece, é preciso tomar cuidado para não se deixar levar pela simples vontade de querer aquilo sem ter uma razão. O psicólogo da Universidade Estadual Paulista, Lucas Faria Gonçalves, explica o motivo dessa atenção. “A partir do momento em que decidimos economizar, temos que ser muito racionais. Quando vemos algo que queremos comprar, existe a chance de satisfazer o desejo comprando aquele produto, que é uma forma emocional de agir. No entanto, é preciso pensar e analisar as consequências que virão com a compra”. E identificar quando uma decisão é racional ou emocional pode ser mais simples do que você imagina. “Uma dica é se perguntar ‘eu vou ter dinheiro para pagar?’. Se você optar pela compra e pensar ‘depois eu vejo o que eu faço’, você está agindo de forma emocional”, explica o psicólogo.

3. Pague mais em dinheiro

Faça mais  pagamentos em dinheiro ou no cartão de débito, principalmente nas compras menores e que acontecem todo mês. “Sem contar que comprar à vista é sempre vantajoso, tanto porque você pode ter desconto quanto porque não perde o controle dos seus gastos”, sugere Lucas. Então, se você quiser comprar algo que custa mais caro e precisar pagar no crédito, pergunte quais os juros desse parcelamento. Dividir o pagamento de um gasto que não é frequente é uma boa opção quando você sabe não fará essa compra no mês seguinte. “Uma das principais dicas que eu sigo é usar o dinheiro que eu tenho ou que com certeza terei no mês seguinte”, conta o psicólogo, que já conseguiu comprar um carro e fazer viagens internacionais só com as economias.

4. Estabeleça uma quantia para guardar

Especialistas em finanças afirmam que, para economizar, é preciso guardar no mínimo 10% do salário todo mês. Se ainda não dá para economizar esse valor, não tem problema! Comece com economias pequenas e guarde tudo aquilo que sobrar, por exemplo. Então, no mês seguinte, você verá se consegue guardar mais um pouco de dinheiro.



5. Vá a lugares mais baratos

Se você costuma sair muito aos finais de semana, uma dica é diminuir a frequência desses programas e trocar por alternativas igualmente divertidas em casa! “Quando estou sem dinheiro, chamo as minhas amigas para ver um filme ou fazer uma reuniãozinha em casa”, conta a estudante Wivian Ramos, que está guardando dinheiro para viajar nas próximas férias. Mas, calma! Você não precisa ficar trancado em casa sempre! Que tal sugerir aos amigos um lugar mais barato ou algum programa gratuito? Assim, todo mundo se encontra, se diverte, sai de casa, e ainda não gasta tanto!

6. Na ponta do lápis

Para se organizar melhor, uma dica é fazer anotações. Marque tudo que você gasta e recebe mesmo que seja uma tarefa chata. Esse hábito é muito útil porque mostra quanto você pode poupar todo mês. “Anotar é essencial, e o bom e velho caderninho pode ser tão eficiente quanto uma planilha sofisticada”, afirma a consultora financeira Gabriela Vale, da consultoria Libratta. “O mais importante é tomar a atitude de cuidar do próprio dinheiro e, então, achar o meio mais confortável para isso”, completa. Você pode fazer uma tabela simples anotando a quantia que recebe por mês e, logo abaixo, os valores dos gastos e os motivos. Por exemplo, “almoço: R$ 25 e cinema: R$ 14”, e assim por diante. Ver o que, onde e quanto você gasta vai te ajudar a cortar o desnecessário!

7. Economizar para quê?

Guardar dinheiro não é fácil, especialmente porque a razão em economizar está, muitas vezes, em realizar uma compra futuramente. Quando os objetivos são a longo prazo, é comum adiar o momento de começar a economizar. No entanto, quanto antes você começar, melhor! Por isso, estabeleça seus objetivos e deixe-os visíveis para você. Se o seu sonho for guardar dinheiro para uma viagem à Disney, cole uma foto dos parques no seu mural ou na sua geladeira. Visualizar o sonho todos os dias dará uma motivação maior.



8. Guardar e render

Se você ainda pensa no porquinho de barro quando alguém fala em guardar dinheiro, você não está errado! Toda economia vale a pena porque você está criando um hábito difícil de ser conquistado. Porém, também é importante ter uma forma de investimento para guardar o dinheiro que você economiza. Uma das formas mais comuns costuma ser a poupança. Lá, o dinheiro fica guardado no banco e tem um rendimento que não teria se você deixasse tudo guardado em casa ou na carteira. Gostou da ideia? Então, procure saber como funciona a poupança.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.