3 serviços telefônicos gratuitos que dão suporte em todo país

  • Google+
  • LinkedIn

Saiba a quem recorrer para ter apoio emocional ou receber orientações sobre o uso de drogas e os locais tratamento deste vício

Serviços telefonicos gratuitps



Se você tem um amigo que precisa de ajuda ou quer apoio emocional, saiba que existem suportes psicológicos gratuitos feitos por telefone em todo país. Alguns oferecem apoio tanto aos usuários de drogas quanto aos familiares, por exemplo. Assim como existem serviços que dão orientações psicológicas para quem está com depressão ou tem alguma doença grave. Conheça três serviços que prestam esse tipo de atendimento gratuitamente e não deixe de indicá-los para um amigo que precisa de ajuda. Afinal, você pode salvar uma vida.

1. Apoio aos usuários de droga: ligue no 132

Como é: Também conhecido como “Ligue 132”, esse serviço é anônimo e orienta sobre os riscos do uso de drogas e o efeito delas no organismo. Além disso, quem liga para esse atendimento recebe informações sobre a fase da dependência das drogas e sobre maneiras de se prevenir. Indicado tanto para o usuário de droga como para a família, o atendimento inclui a indicação de locais de tratamento e suporte presencial. Quem quiser pode pedir um acompanhamento frequente dos atendentes para receber orientações.

Horário do atendimento: 24 horas.

Quem está do outro lado: Os atendentes se dividem em consultores e supervisores. Os consultores são universitários da área de saúde que passaram por um treinamento específico de até dois meses para fazer o atendimento. Já os supervisores são profissionais graduados, também da área de saúde, e que fizeram ou estão fazendo especialização em dependência química.

Apoio presencial gratuito: Organizações Não Governamentais (ONGs) oferecem suporte aos dependentes gratuitamente. É o caso do Narcóticos Anônimos, presente em mais de 130 países, que faz reuniões periódicas de suporte psicológico e dá orientações sobre o uso de drogas. Os Alcoólicos Anônimos também atuam nessa área, basta encontrar o grupo de apoio mais próximo de você.

2.  Centro de Valorização da Vida – CVV: ligue no 141

Como é: “Como Vai Você?” Esse é o lema da ONG Centro de Valorização da Vida, que oferece apoio emocional por telefone. Nesse caso, os atendentes estão prontos para conversar sobre os sentimentos e os problemas de quem está com depressão, por exemplo, e perdeu a esperança na vida. O serviço telefônico é gratuito e está disponível também por chat.

Horário de atendimento: O período do suporte telefônico muda conforme a sua cidade, mas funciona em tempo integral na maioria das regiões. Algumas cidades no interior, por exemplo, possuem atendimento somente durante o dia das 7h às 23h. Já o chat funciona às segundas, quartas e quintas das 16h às 23h; às terças e aos sábados das 16h às 22h; às sextas das 18h às 21h; e aos domingos das 18h às 23h.

Quem está do outro lado: Os atendentes do CVV são voluntários maiores de 18 anos que tiveram a opção de fazer um curso específico para o atendimento. Para ser voluntário é preciso ter quatro horas por semana disponíveis para esse trabalho. Se interessou? Saiba mais no portal CVV.



3. Disque DST/Aids: ligue no 0800-162550

Oferecido pela Secretaria de Estado da Saúde desde 1983, o serviço foi uma resposta à epidemia de Aids e ao aumento das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) no início da década de 80. O atendimento telefônico orienta sobre as DSTs, além de indicar serviços especializados para realização de teste HIV e pontos de atendimento para quem mora no estado de São Paulo. É possível enviar dúvidas para o email [email protected], que serão respondidas no prazo de uma semana.

Horário de atendimento: das 8h às 18h.

Quem está do outro lado: Os atendentes são agentes de prevenção que passam por orientações específicas sobre as doenças no Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids (CRT).

Atendimento telefônico também serve para denúncias

Testemunhou uma ação suspeita ou viu algum assalto e não sabe como agir? Conheça o serviço de denúncia anônimo que pode ajudar a punir os criminosos e a diminuir a violência.



Disque Denúncia (181)

Este é um serviço da Secretaria de Segurança totalmente anônimo. Você pode ligar no 181 para denunciar formas de violência e delitos (assaltos e assassinatos, por exemplo), desde abuso sexual ou exploração infantil até maus tratos contra idosos e mulheres. Se você presenciou uma cena de assalto e sabe quem foi o criminoso, também pode usar esse número para fazer a denúncia de quem é essa pessoa ou do local onde ela se encontra.

Use o 181 com responsabilidade

Como a denúncia pode dar início um processo investigativo, é importante ter certeza dos fatos antes de fazer a ligação. Certifique-se de ligar somente quando tiver testemunhado o delito ou abuso, não se baseie em relatos de outros.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.