Os melhores sites para comprar do exterior e economizar!

  • Google+
  • LinkedIn

Confira as dicas, pegadinhas e como comprar do exterior em alguns sites

Compensa comprar do exterior



Quem compra na internet em sites que vendem produtos estrangeiros pode se perguntar quais são os mais seguros, e como comprar neles. Para entender mais sobre esse mundo, conversamos com a estudante Vanessa Bizzarro, que faz compras de produtos do exterior há dois anos. Também falamos com o editor do site Compra no Exterior, Fabrício Torres. Confira!

Conheça 4 sites confiáveis para comprar do exterior:

AliExpress

Sobre o “Ali”, Vanessa diz que o adora pela variedade de produtos e porque é possível tratar diretamente com o vendedor caso tenha alguma dúvida. Outro aspecto positivo do site é que dá para fazer o pagamento com seu cartão de crédito ou pedir para pagar no boleto (para quem não tem cartão). “Se tiver pouca estrela ou muitos comentários negativos, é melhor ficar com o pé atrás e procurar outro vendedor. Geralmente tem mais de dois vendendo a mesma peça”, explica Vanessa.

Uma dica que ela dá é sobre o tamanho das peças. Afinal, a maioria é da China e as chinesas costumam ser bem magras. “Considere que todas as suas compras serão pelo menos um número a mais que o normal e dependendo do material ou tecido, até dois”, explica Vanessa.

Amazon

Segundo Fabrício, este é o site mais indicado aos “marinheiros de primeira viagem” para comprar do exterior pela internet, isso porque ela é uma loja conhecida, fácil de usar. Com ela, existe garantia de entrega e assistência a quem compra, independentemente do lugar que estiver no mundo.

Porém, ele só envia para o Brasil itens como Livros, DVDs, CDs, vinil e livros. Ao comprar outros itens é bem capaz que seja necessário usar um site avulso para enviar os produtos ao Brasil, como o Envio direto. Esse é o ponto que pode dificultar um pouco.

Envios Diretos

Para Vanessa Bizzarro, esse site é bom porque envia produtos de outros endereços na internet que não permitem entregas para o Brasil. “Um exemplo disso é a Forever 21. Antes de abrir a loja física no país, não tinha como comprar se você não viajasse para fora”, explica Vanessa.

Pelo o site, eles te mandam um endereço dos Estados Unidos e você manda sua compra para lá. Ou seja, ao comprar um pacote, você coloca o endereço fornecido pelo site Envios e, quando a entrega chega até eles, o site manda uma foto para ver se está tudo ok com o produto. Só então encaminham para o endereço certo no Brasil. “Eles cobram uma taxa, mas geralmente é pequena. Por isso, sai mais barato do que comprar por aqui”, afirma Vanessa.

Ebay

Esse site é para o público que já está mais acostumado a comprar do exterior em sites de leilões. Assim como no AliExpress, você vai procurar um produto e achar uma lista deles. Não se arrisque no valor mais barato sem antes olhar o status do vendedor, ou seja, a porcentagem positiva dele e o número de vendas feitas. Por exemplo, se tiver 100% positivo e apenas três vendas feitas, desconfie e leia os feedbacks dos consumidores.

É normal também encontrar produtos muito mais caros do que a média. Nesses casos, o frete costuma ser de graça, pois já está incluído no preço do produto. É aconselhável procurar produtos da lista “Buy it now” ou vendedores com status de “Top-rated seller”, que são mais confiáveis.

O ebay possui uma versão em português também, para saber mais como comprar no Ebay Brasil, clique aqui.

Siga algumas dicas na hora de comprar do exterior!

Para comprar do exterior com mais segurança veja as dicas:

1. Comparar preços



Procure o que você precisa e verifique se o frete acaba pesando no final da conta. Assim, você fica atento se a importação é realmente vantajosa. Muitas vezes, a diferença de preços entre o Brasil e o exterior é pequena e não traz grande vantagem.

2. Procure não depender da garantia do produto

Por exemplo, se você comprar um celular e ele der algum problema ou chegar com algum defeito, você terá que mandar arrumar no exterior. Isso pode sair mais caro do que o próprio produto.

3. Fique atento na quantidade de produtos que comprou

Um dos maiores erros é comprar muito. “Esses artigos acabam sendo barrados pela Receita, pois são classificados como comércio e pessoas físicas não podem importar com objetivos de revender”, explica Fabrício.

4. Prefira sites conhecidos e respeitados

“É melhor pagar 5% a mais no site Amazon do que tentar comprar 10% mais barato em uma loja totalmente desconhecida e sair no prejuízo”, afirma Fabrício. Ele também alerta para desconfiar de sites com design muito amador ou desorganizado: boas lojas geralmente são bem construídas na internet.

5. Escolha formas seguras de pagamento

Segundo Fabrício, é sempre bom comprar em lojas onde é possível escolher formas seguras de pagamento, como o Paypal, o Google Wallet e o cartão de crédito. “Nunca se arrisque naquelas que têm formas desconhecidas, isso é um grande indicativo de fraude”, explica.



6. Verifique o endereço da página

Se nas páginas em que for digitar o número do seu cartão existe o formato “HTTPS://” no link e um cadeado fechado ao lado, indicando que a página é segura. Isso garante que os dados que você fornecer serão transmitidos com segurança pela internet.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.