O guia para escolher o chuveiro elétrico ideal

  • Google+
  • LinkedIn

4 dicas para você acertar na compra do chuveiro elétrico

O-guia-para-escolher-o-chuveiro-elétrico-ideal



Você precisa trocar o chuveiro da sua casa, vai até a loja escolher um modelo novo e a tarefa que parecia fácil de repente se torna complicada. Os produtos têm preços, marcas e funções diferentes. Qual a melhor opção? Chuveiro com duas ou quatro temperaturas? Que libera mais água ou menos? Que economiza energia ou que é mais bonito? De fato, a escolha depende muito do que você deseja. Mas existem algumas regras que você pode seguir para garantir uma boa escolha. Confira!

4 dicas na hora da compra

Veja se o chuveiro funcionará na instalação elétrica da sua casa
Antes de comprar, você precisa confirmar qual é a amperagem da instalação elétrica da sua casa. Para saber essa informação, olhe o disjuntor (que é o quadro de energia da casa) porque a amperagem deve estar escrita nele. “Normalmente varia entre 10 e 50 amperes”, indica o engenheiro do Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro, Alexandre Novgorodcev. Depois, escolha o chuveiro com esta amperagem. Isso porque se a potência dele for maior do que a instalação que a sua casa suporta, o chuveiro pode parar de esquentar a água no meio do banho. Caso não encontre a informação do disjuntor, chame um eletricista.

Cheque qual a potência do produto e quanto ele gasta
O chuveiro deve ter a etiqueta do Inmetro que mostra a potência dele. A régua vai de “A” a “G”, sendo que os mais próximos do “A” são os que economizam mais energia, mas que esquentam menos a água. “Por isso, quem mora em lugares frios como o sul não pode comprar chuveiros de etiqueta ‘A’, porque vai passar frio no banho”, conta o especialista. Da mesma maneira, se você mora no Nordeste, os produtos de etiqueta “A” valem mais a pena.

Confirme se a voltagem do chuveiro é compatível com a voltagem da sua casa
Você encontrará produtos com voltagem 110V ou 220V. Na hora da compra, prefira  aquele que segue a voltagem da sua casa. “Por exemplo, em São Paulo a maioria das casas tem voltagem 110V, mas em outros estados a 220V é a mais comum”, explica o especialista. É importante tomar esse cuidado porque o chuveiro pode queimar se você comprar o aparelho com voltagem de 110V e as tomadas da sua casa forem 220V.

Verifique se ele tem regulador de pressão
Se você mora nos andares mais baixos de um prédio, a água do chuveiro pode sair com muito mais pressão do que o normal. Por isso, verifique se o aparelho que você quer comprar tem uma peça que regula o quanto de água sairá por ele.



Cuidados durante a instalação

O chuveiro tem um manual com as instruções. Procure segui-las e instale apenas a quantidade de chuveiros que a fiação da sua casa permite. O que verificar na instalação:

O regulador de pressão: Se você mora em andares baixos, precisa instalar o regulador. Esta peça vem presa ao chuveiro.



Fio-terra: Lembre-se dessa etapa da instalação, pois torna o banho mais seguro. “Se houver uma queda de energia enquanto o chuveiro estiver ligado, é o fio-terra que protege você de levar um choque elétrico”, adverte Marcelo Rodrigues, franqueado da empresa Dr. Faz Tudo.

Os prédios têm o fio-terra instalado em cada apartamento, por isso procure pelo síndico para se informar melhor. O manual do chuveiro tem todas as instruções para instalar essa peça em casa, mas se ainda restar alguma dúvida, converse com um eletricista.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.