Como ganhar dinheiro cuidando de crianças

  • Google+
  • LinkedIn

3 dicas básicas para você ganhar a partir de R$ 200 cuidando de crianças

Babá como se preparar para cuidar de crianças



Cada vez mais mulheres decidem trabalhar fora para ajudar a reforçar o orçamento da casa e, por conta disso, sobra menos tempo para cuidar dos filhos durante o dia. E essa mudança na sociedade fez mercado de babá tornar-se uma ótima oportunidade para você também aumentar a sua renda. Às vezes, o começo será informal e sem tantos planejamentos, por exemplo, ao sugerir tomar conta das crianças do vizinho em algum final de semana ou fazer um favor para uma amiga que precisava sair. Apesar disso, existem grandes chances do bico virar um trabalho fixo – e você pode seguir as dicas abaixo para profissionalizar este trabalho. Confira!

Três dicas para organizar o seu trabalho como babá ou cuidadora de crianças

1. Tenha as informações dos clientes e das crianças

Anote em um caderno o nome dos pais das crianças, além de um endereço e mais de um telefone para contato. Esse controle vai ajudá-la na sua organização, além de deixá-la preparada no caso de alguma emergência. Outra dica importante é saber as principais informações sobre as crianças, por exemplo, se elas estão em tratamento de alguma doença ou se têm alergia a algum tipo de alimento.

2. Transforme o bico em rotina

Estabeleça um período específico do seu dia a dia para tomar conta das crianças levando em conta a necessidade dos seus clientes. Mantenha essa agenda em dia porque, dessa forma, você consegue pegar outros bicos nos dias livres. Por exemplo, se você sabe que terá duas crianças para cuidar a cada quinze dias, já pode ir atrás de outros clientes para preencher os dias que sobraram. E mais: saber exatamente o período de trabalho ajuda você a calcular o preço de acordo com o número de horas que fica com a criança.

3. Saiba usar o espaço da sua casa

Se você decidir cuidar das crianças dentro da sua casa – seja porque os pais fizeram essa escolha ou porque você cuida de várias crianças ao mesmo tempo – confira se o ambiente está seguro. Por exemplo, cubra tomadas, quinas de móveis e coloque objetos perigosos fora do alcance das crianças. Além disso, pense em brincadeiras para distrair os pequenos e separe um espaço confortável e seguro para deixá-los dormindo.





Quem paga a creche às vezes também precisa de babá

Mesmo que as suas vizinhas deixem as crianças nas creches, isso não significa que não existem oportunidades nesse mercado para você. “Eu tenho um filho que fica na creche todos os dias até as 16h30. Mas como eu ainda não voltei do trabalho, tenho uma babá que vai buscá-lo nesse horário e que cuidará dele até as 18h30”, conta Irani Oliveira Vieira, 39 anos, que já trabalhou como babá. O valor cobrado? “Pago R$ 200 por mês para que ela cuide do meu filho durante essas três horas por dia”, revela. Isto mostra que se você conseguir ocupar mais três horas do seu dia cuidando de outra criança, o bico trará R$ 400 no final do mês! É um bom começo, não acha?

Ser babá passou de diversão para profissão

Rita de Cássia Farias, 34 anos, começou a trabalhar cuidando de crianças quando veio morar em São Paulo (SP), aos 17 anos. “Sempre gostei muito de criança, então, pensei que cuidar dos pequenos era algo que eu realmente sabia fazer”, lembra Rita. Ela, que não tinha filhos, começou a trabalhar em uma casa de família longe do lugar onde morava. Logo foi contratada e manteve essa profissão por quase 10 anos. Ganhando uma média de R$ 1.200 por mês, Rita não divulgou seu trabalho como cuidadora dentro do bairro onde morava, mas acredita que seria uma saída interessante para ganhar uma grana extra. “Nunca pensei em desenvolver o negócio no meu bairro, mas talvez as pessoas de lá precisassem desse tipo de serviço”, comenta Rita.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.