Pedala, menino!

  • Google+
  • LinkedIn

Um empresário largou a carreira e montou uma franquia que faz entregas usando… bicicletas! Inspire-se com essa conquista e veja como Cristian Trentim encontrou uma forma de ganhar dinheiro sendo sustentável

GANHAR DINHEIRO_Conheça a história da Ecobike - Cópia



Cristian Trentim, 30 anos, fundou uma empresa que junta sustentabilidade com lucro

Com mais de 60 mil entregas desde a criação desse negócio, a Ecobike Courier já percorreu uma distância equivalente a duas voltas ao mundo e deixou de eliminar oito toneladas de gás carbônico na atmosfera. Esses são os números da empresa que lançou o modelo delivery sustentável no país. Fundada em 2011 por Cristian Trentim, em Curitiba (PR), a Ecobike começou com apenas três ciclistas e, atualmente, consegue atender a demanda de clientes como Amil, WiseUp e Banco Itaú. Se você tem uma ideia de negócio sustentável e quer acreditar que isso é possível, inspire-se com a história do empresário que não abriu mão dos lucros, mas ficou de mãos dadas com o meio ambiente!

Uma ideia verde

Cristian trabalhou durante oito anos com computação, mas aos 27 anos quis mudar de vida e investir em uma ideia: diminuir as entregas feitas com motos e substituí-las por bicicletas. “A intenção não era só reduzir o custo, mas eu também pensava nas pessoas que deixariam de ir para o hospital por conta de acidentes com motos, sem contar o tanto de poluição que seria evitada com essa mudança”, explica o empresário.

Na semana de abertura, a Ecobike Courier ainda precisava de funcionários. “Como era uma ideia totalmente nova, foi difícil encontrar pessoas dispostas a fazer as entregas de bicicleta porque ninguém entendia muito bem como isso ia acontecer”, explica Cristian. A saída foi procurar bicicletários e conversar com quem estava por lá. Essa tentativa deu certo: Cristian contratou os três primeiros funcionários! Hoje, três anos depois do lançamento, a contratação deixou de ser um problema – e o processo seletivo ficou bem rigoroso. “Atualmente, tem uma fila de interessados em trabalhar com a gente!”, comemora. Mas não é só de pedaladas que vive a Ecobike! Qualquer veículo que não polui o meio ambiente pode fazer parte da empresa, como triciclo, patinete e skate.

Quer ser sustentável?

Você pode montar uma Ecobike Courier na sua cidade ou contratar os serviços da empresa. Há oito meses, Cristian lançou um sistema de franquias e abriu uma filial em São Paulo. “Temos dois modelos: escritório e autônomo. Se a cidade fica no interior e tem poucos habitantes, nós franqueamos o próprio ciclista, que passa a fazer as entregas no nome da empresa”, explica o empresário. O custo desse modelo autônomo é de 5 mil reais, sendo que a bicicleta deve ser providenciada pelo próprio franqueado. Mas existe uma ajuda de custo da empresa para a manutenção da bike.

“Somos uma empresa como qualquer outra, que gera rendimentos e está no mercado, mas que existe para melhorar a vida das pessoas. Sustentabilidade e qualidade de vida são possíveis de se alcançar”, Cristian Trentin, fundador da Ecobike Courier

Para os clientes, Cristian pensou um acordo diferente. É possível fazer um contrato fixo mensal, as entregas avulsas ou as campanhas empresariais. “Uma cliente do Rio de Janeiro, por exemplo, queria que a entrega dos convites de casamento dela fosse feita por ciclistas de smoking. Nós topamos e deu super certo!”, ressalta ele.

As pedras no caminho



Muitos imprevistos podem acontecer quando você coloca algo novo no mercado. No caso da Ecobike, conquistar os clientes foi um passo difícil. “Às vezes eles ficavam com receio de contratar o serviço achando que a entrega demoraria mais por ser feita de bicicleta ou pensavam que o material sofreria danos em dias de chuva”, lembra Cristian. Mas o suporte dado aos funcionários ajudou a mudar essa opinião. “Foi uma questão de tempo até assimilarem a proposta, sem contar que nós damos mochila impermeável e capa de chuva, por exemplo, para que o funcionário faça as entregas normalmente. Ano passado nevou em Curitiba, e mesmo assim as entregas não pararam. Aqui não tem tempo ruim”, conta.

O que você pode aprender com a Ecobike
Fique de olho nas três principais atitudes que ajudaram essa nova marca a conquistar seu espaço

1. Investimento aos poucos

Apostar no novo foi um diferencial dessa empresa. Cristian investiu R$ 30 mil para montar a empresa, mas começou com pouco: apenas três ciclistas. Com o tempo, conforme o rendimento aumentava, a Ecobike investiu na compra de uniformes, equipamentos e rastreadores para os clientes, o que profissionalizou o negócio.

2. Empresa dentro da lei

Desde a abertura da Ecobike, os ciclistas eram contratados e registrados regularmente. “Fazer tudo seguindo a lei vai poupar problemas no futuro. Regularizar a contratação do funcionário, por exemplo, nem sempre é uma realidade dos motoboys que fazem entrega. Mas essa era uma exigência que eu queria ter na minha empresa”, revela o empresário.



3. Uma boa reputação

Não é porque sustentabilidade está na moda que a empresa deu certo. Segundo Cristian, o fato da Ecobike andar de mãos dadas com o meio ambiente chama a atenção de grandes clientes que também buscam a sustentabilidade além da qualidade no atendimento. “Você cria uma marca com a qual eles gostariam de estar associados”, explica. E assim, você ganha espaço no mercado.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.