Nota Fiscal Paulista: pedir ou não pedir?

  • Google+
  • LinkedIn

Esclareça quatro mitos sobre o cadastramento no programa Nota Fiscal Paulista e decida se vale a pena participar



Se você mora em São Paulo ou pelo menos já fez alguma compra dentro do estado, deve ter ouvido a pergunta: “CPF na nota?”

Ela se tornou comum depois da criação da Nota Fiscal Paulista (NFP), um programa que tem como meta combater a sonegação de impostos.

Colocando o seu CPF na nota, o governo devolve uma parte do dinheiro que você pagou em impostos na compra. E, ao mesmo tempo, a pessoa que está vendendo é obrigada a emitir a nota fiscal do produto – ou seja, ela não pode sonegar!

Mas você ainda tem dúvidas sobre se deve ou não pedir a notinha? Sem problemas! Confira abaixo tudo sobre esse programa e fique tranquilo quando for fazer as suas compras.

4 mitos sobre a Nota Fiscal Paulista (NFP)

1. Se eu me cadastrar, a Receita Federal vai rastrear meus dados.

Não é bem assim. A Nota Fiscal Paulista é um programa da Receita Estadual, e não da Federal – que é o órgão que fiscaliza nossa declaração de Imposto de Renda. Portanto, o programa não foi criado para cruzar esses dados.

2. Quanto mais cara a minha compra, mais dinheiro eu recebo.

Não necessariamente. Apesar de a restituição ser proporcional ao valor da compra, não são todos os produtos que recolhem o ICMS – que é o imposto utilizado pelo governo para reembolsar os consumidores. Os gastos com roupas e sapatos, por exemplo, restituem mais do que encher o tanque de gasolina.



3. É perigoso falar meu CPF em qualquer loja.

Como outro documento, você deve ter cuidado ao informar seu CPF. Mas em muitos lugares não é preciso falar em voz alta, basta digitar. Você pode imprimir o cartão da Nota Fiscal Paulista com o número do seu CPF e apresentá-lo nas lojas, quando quiser a notinha. Isso evita de ter que falar o CPF sempre. Para imprimir, clique aqui.

4. Só recebe os créditos quem for cadastrado na Nota Fiscal Paulista.

Mais ou menos. A partir do momento em que você pede o seu CPF na nota já está participando do programa. Mas para resgatar esses créditos, você precisará fazer o cadastro no site. Clique aqui para entender como fazer o seu. E saiba que não é sempre que você acumula créditos. Entenda por que você pode estar com o saldo zerado.

Sorteios



Gastou pouco? Ainda compensa pedir o CPF na nota! Em todas as compras, você concorre a sorteios de prêmios em dinheiro, independentemente de quanto você gastou. Caso vença, estes créditos entrarão no seu CPF e você poderá resgatá-los depois, com as demais restituições. Você pode ter o dinheiro depositado em conta corrente ou abatido do valor do IPVA.

Importante: cuidado com golpes! A Secretaria da Fazenda não envia SMS informando que você ganhou o sorteio da nota paulista. Caso receba uma mensagem desse tipo, fique atento, pois pode ser um golpe. Já acumulou créditos? Saiba como resgatar o dinheiro da Nota Fiscal Paulista (NPF).





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.