Invista em cupcakes e ganhe o dobro do que gastou

  • Google+
  • LinkedIn

Descubra o que fazer para mandar bem na produção do bolinho que já virou tendência e prepare-se para ser o Cake Boss da sua região!

Cupcakes1



Cupcake de Red Velvet com a massa vermelha e cobertura de Cream Cheese

O mercado de cupcakes está em alta! Justamente por isso, as franquias que vendem esses famosos bolinhos estão cobrando preços bem salgados. Mas comemore, pois esta é uma ótima oportunidade para vender cupcakes como autônomo e desbancar toda a concorrência! Quer mandar tão bem quanto o Cake Boss? Um dos segredos é: manter a qualidade do produto e cobrar um preço justo, mas que também traga lucro. Fique por dentro de tudo que você precisa saber para ganhar dinheiro fazendo cupcakes.

COMECE PELO BOLSO

O primeiro passo é levantar a grana para investir na produção inicial dos bolinhos. Segundo a confeiteira Stephanie Vapsys, o custo dos ingredientes para uma fornada de 100 cupcakes fica entre 150 e 180 reais, desde que você comece com uma receita simples.

Nesse caso, a especialista passou as quantidades necessárias para a produção de cupcake de baunilha com buttercream tradicional, um creme americano a base de manteiga que é usado como cobertura. “Apesar de ser simples, este ainda é o sabor mais pedido”, revela.

O que usar para uma fornada de 100 cupcakes simples

INGREDIENTES QUANTIDADE
Farinha 1,2 kg ou dois pacotes
Fermento em pó 50 g ou 1 pote pequeno
Sal 100g ou 1 pacote
Manteiga sem sal 3 kg de manteiga sem sal ou 6 pacotes
Açúcar 1,8 kg ou 2 pacotes
Açúcar de confeiteiro 3,5 kg ou 4 pacotes
Ovos 20 unidades
Leite 1,9 litros ou 2 caixas
Essência de baunilha 80 ml ou 1 vidrinho
Forminhas de papel 100 forminhas ou 4 pacotes com 25 unidades cada
Custo médio Entre R$ 150 e R$ 180

 

Para ter lucro, Stephanie cobra R$ 4,50 a unidade, mas diminui o preço para R$ 4 quando a encomenda ultrapassa 20 bolinhos. “Na hora de calcular o preço, eu faço a conta aumentando 100% o que gastei, incluindo os ingredientes, a embalagem da entrega e os gastos com gás, luz e transporte”, revela. Ou seja: ela ganha o dobro do que gasta! “Sem duvida, é um negócio que dificilmente trará prejuízo se você fizer um bom trabalho!”, comemora.

Onde comprar os ingredientes

As lojas próprias de confeitaria costumam ter estes produtos em versões maiores e com um preço mais barato quando comparados a um mercado comum, além de serem específicos para o preparo de doces e bolos. “Tomo muito cuidado com a qualidade e, infelizmente, isso anda junto com o preço elevado. Então, eu gasto um pouco mais com os ingredientes, mas é um custo que vale a pena, pois o cupcake fica bem diferente! Se este é um padrão de qualidade que eu posso oferecer, por que não fazer isso?”, ressalta.

Em relação à cobertura, também vale ficar atento! Uma receita simples de baunilha ou chocolate não pede ingredientes muito difíceis de encontrar, sendo que o mais caro costuma ser a essência de baunilha. Em um mercado tradicional, por exemplo, você gasta mais de seis reais em um vidrinho de 100 ml, que sairia mais barato em uma loja especializada. “Existem as receitas mais complicadas em que a cobertura não é feita com buttercream, então, tenho que usar emulsificante de sorvete para ficar concentrado. Tem também o famoso RedVelvet, que todo mundo ama, mas que leva cacau em pó e cream cheese, que são ingredientes mais caros e chatos de achar”, conta Stephanie.

Cupcakes 4

Stephanie Vapsys, confeiteira que trabalha há três anos com cupcakes

TURBINE A COZINHA

Quem não tem os utensílios necessários para a produção inicial dos bolinhos, precisa colocar no primeiro orçamento os gastos com estes materiais. Batedeira, assadeira de cupcake, forminhas, saco e bico de confeitar são suficientes para você produzir uma receita simples, como o cupcake de baunilha com cobertura de buttercream tradicional. Com o tempo, você aumenta o investimento e começa a criar receitas diferentes se o negócio der certo. “Hoje em dia eu faço receitas de cobertura que só dão certo em uma batedeira planetária profissional, que custa mais caro. E as receitas com frutas, por exemplo, geralmente precisam de um processador ou espremedor. Também faço recheios que precisam de liquidificador, e por aí vai”, conta ela.

Confira uma média do custo inicial que você vai ter para turbinar a sua cozinha!

Materiais Preço
Batedeira De R$ 58 a R$ 502
Assadeira de cupcake De R$ 21 a R$ 112
Forminhas de papel (100 unidades) De R$ 3,50 a R$ 29
Saco de confeitar De R$ 7 a R$ 159
Bico de confeitar De R$ 29 a R$ 109
Custo médio De R$ 118,50 a R$ 911

 

Se você não tiver forno em casa, inclua esse gasto no primeiro orçamento! Além disso, saiba que os preços destes materiais mudam muito conforme o lugar onde você decidir comprá-los. Então, não deixe de pesquisar as marcas e as promoções tanto em lojas físicas quanto virtuais.

Cupcakes 2

Modelo simples de cupcake de baunilha, líder nas vendas

Dica da especialista: como a maioria dos sacos de confeitar é vendida com um modelo de bico, você não precisa comprar outros. Invista nesse acessório apenas se quiser fazer texturas diferentes na cobertura do seu cupcake.

MÃO NA MASSA!

Agora que você já tem os utensílios necessários e os ingredientes, aprenda com a confeiteira Stephanie Vapsys as melhores dicas para arrasar na massa e na cobertura do seu cupcake.

Tipos de massa

“Acredite, o cupcake não é só mais um bolinho tradicional! O que faz esse doce ser diferente de um muffim é a massa. Se ela ficar mais leve, com a textura mais lisa, você fez um cupcake!”, ensina. O motivo? A receita da massa tem muito mais manteiga do que é pedido em um cupcake. Mas a confeiteira garante: não existe massa certa, pois tudo depende da sua escolha. “Existem truques quando a receita é de chocolate, por exemplo, em que o óleo ocupa o lugar da manteiga. Outras massas precisam de claras em neve e, por isso, ficam mais macias. Já as receitas vindas dos Estados Unidos, por outro lado, são mais secas. No fim das contas, tudo depende de qual receita você vai seguir”, explica Stephanie.

Dicas de chefe para a massa ideal!

– Procure peneirar todos os ingredientes secos da receita. “Desse jeito, você uniformiza todos os grãos e garante uma massa mais homogênea e fofinha”, explica Stephanie.

– Também existe um ponto certo para saber quando levar a massa ao forno. “Retire uma colher da mistura da massa e jogue-a de volta no pote. Se em três segundos essa colherada se misturar com o restante, a massa está no ponto ideal! Se misturou antes de três segundos, ainda falta farinha. E, se misturou depois de três segundos ou não se misturou, é preciso colocar mais algum dos ingredientes molhados (leite, ovo, óleo)”, revela a confeiteira.

– Preencha a forminha com a massa até completar 2/3 do espaço e nunca ultrapasse essa quantidade. Caso contrário, ela vai transbordar e prejudicar a aparência final do seu cupcake.

Tipos de cobertura

A tradicional é o buttercream, uma cobertura americana à base de manteiga. “Ela é feita com manteiga, açúcar de confeiteiro, leite e essência de baunilha. Aí existem as variações, por exemplo, se for de chocolate tem que acrescentar chocolate em pó, se for de frutas, acrescentar a fruta batida.” explica Stephanie. Além do buttercream, os cupcakes também podem ser decorados com chantilly, ganache de chocolate (uma mistura cremosa de chocolate e creme de leite), coberturas com emulsificante (produto usado em sorvetes para dar volume) ou pasta americana.

Dicas de chefe para a cobertura certa

“Treine bastante o seu buttercream!”, recomenda a confeiteira! Quem faz essa cobertura com qualidade também consegue fazer uma variedade de sabores de cupcake, pois basta adicionar os ingredientes diferentes nesta receita de baunilha original. Além disso, a apresentação do buttercream faz toda a diferença entre um cupcake amador e um profissional! Por isso, pratique bastante a aplicação da cobertura na massa, usando o saco de confeitar.

5 dicas para turbinar o sucesso da sua receita!

1. Saiba lidar com os imprevistos

Eles acontecem e costumam trazer muitas lições. Por exemplo, não existe problema algum em testar receitas, mas escolha os momentos certos para essas experiências. “Eu queria testar uma receita de cupcake de chocolate e aproveitei para fazer isso no aniversário da minha avó. Como a massa rendeu, coloquei mais do que deveria dentro de cada forminha. Quando os bolinhos assaram, todos ultrapassaram os buracos da assadeira e se juntaram em uma coisa só! Eu tive que cavar para tirar, e até estava gostoso, mas muito feio! Como não era uma encomenda, todo mundo em casa comeu”, conta Stephanie. Se fosse uma fornada para um cliente, por exemplo, ela teria que fazer uma nova receita e perderia dinheiro com isso.

2. Tenha atenção nos detalhes básicos

O creme de leite e o chantilly não podem ficar fora da geladeira. Da mesma forma que deixar a cobertura muito tempo no congelador compromete o sabor. Então, se a sua cobertura levar um destes ingredientes, aplique-a no bolo pouco tempo antes da entrega. E mais! “Se o cupcake tiver recheio, é importante recheá-lo quando o bolinho já estiver assado! Nunca asse os dois juntos, pois o recheio será prejudicado”, alerta a profissional.

Cupcakes 3

Tipo de cupcake para as festas de fim de ano!

3. Escolha bem os sabores

Procure produzir uma quantidade maior dos sabores que sempre vendem bem. E não se preocupe: com o tempo você percebe quais fazem mais sucesso em cada região onde vende os bolinhos. Teste também as novidades que você gostaria de produzir, mas não deixe de perguntar aos clientes o que eles querem comer. Você pode, por exemplo, fazer enquetes nas redes sociais e na sua Fanpage de encomendas para descobrir qual sabor é o mais votado! Esse é um ótimo canal para divulgar os produtos, os lançamentos e as promoções, além de permitir um contato direto com o público.

4. Invista em cursos

Stephanie não dispensa cursos de confeitaria, pois eles valorizam o profissional dentro do mercado e aumentam a confiança do confeiteiro. “Eu prefiro os cursos com aulas que duram de três a cinco horas, pois eles não saem tão caros e ainda entregam apostila com diversas receitas. É uma boa dica para quem não tem muito dinheiro ou tempo no momento”, orienta.

5. Lembre-se da divulgação!



Postar fotos atrativas dos cupcakes é um meio de tornar o seu trabalho conhecido! Além da página no Facebook, a Stephanie também tem um blog para compartilhar receitas e dicas. Mas preste atenção na divulgação no momento da venda, pois ela faz muita diferença! “Não se esqueça de colocar o telefone para contato na parte de trás da caixinha do cupcake. Assim, o cliente que leva o bolinho para casa pode entrar em contato com você novamente. É uma divulgação gratuita!”, orienta Stephanie.

Gostou dessa ideia? Confira outros seis tipos de negócio que você pode montar em casa.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.