A mistura de talento e paixão virou uma fórmula de sucesso

  • Google+
  • LinkedIn

Manicure há 40 anos, essa artista transformou a paixão por criar cores de esmalte – as famosas misturinhas – em uma linha exclusiva que leva seu nome. E isso aos 78 anos!

GANHAR DINHEIRO_A mistura de talento e paixão virou uma fórmula de sucesso FOTO 1



Maria Helena Soares, a dona do talento em criar as misturinhas!

Maria Helena Soares é a prova de que nunca é tarde para ir atrás dos seus sonhos! Aos 80 anos, acredite, ela comemora a nova fase profissional: há dois anos comanda uma linha própria de esmaltes com cores exclusivas (criadas por ela!) que já está na quinta coleção. Nós conversamos com a empresária nessa semana e foi impossível não notar o otimismo, a tranquilidade e a felicidade dessa mulher tão inspiradora. Você confere aqui a trajetória de sucesso da manicure que virou empresária aos 78 anos e verá como faz diferença acreditar nos seus sonhos!

A misturinha sempre foi o diferencial

“As mulheres não buscam os esmaltes. O que elas procuram são as cores! E, felizmente, meu verdadeiro dom é criar esses tons”, comemora. E ela está certa! Quem nunca se encantou por uma cor que não tirava mais da unha? Desde o começo da carreira, quando trabalhava como manicure e não imaginava que teria a própria coleção, Maria Helena misturava cores dos esmaltes que tinha e criava tons exclusivos. “O que eu faço é juntar várias cores até chegar naquela que eu idealizei. E a minha inspiração está em todo lugar. Pode ser algum objeto que eu vi e gostei ou mesmo o tom de outro esmalte. Mas enquanto eu não alcançar o que eu imaginei, eu não sossego”, brinca.

Essa inovação logo fez sucesso no salão! “As clientes viam o talento e o dom natural que ela tinha, e ainda tem, para perceber cores e tons diferenciados. Então, elas sempre pediam as misturas que a Maria fazia”, lembra Liliane Lelis, 47 anos, uma das sócias da empresária. “E acho que foi essa procura das clientes o principal motivo para a Maria criar essa empresa anos depois”, conta a sócia.

Aproveitando boas parcerias

GANHAR DINHEIRO_A mistura de talento e paixão virou uma fórmula de sucesso FOTO 2
As sócias da marca. Da esquerda para a direita: Liliane Lelis, Maria Helena Soares e Ruchelle Crepaldi

A linha de esmaltes da empresária ganhou vida quando ela se juntou às duas sócias, Ruchelle Crepaldi, de 27 anos, e Liliane Lelis. Juntas, elas criaram a Maria Helena Misturinhas Limitadas, levando em conta o diferencial da manicure: criar as misturinhas. Então, desde 2012, o que era um serviço exclusivo feito por ela se tornou uma linha de esmaltes.


Os diferenciais dessa conquista

Assim que decidiram investir na produção, as três sócias foram pesquisar sobre a compra dos materiais, quais as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), como é uma fórmula de um esmalte, qual o valor mínimo de investimento etc. Naquele momento, somente uma coisa era certa: as cores teriam produção limitada para criar essa característica de exclusividade. Então, decidiram que somente 500 unidades de cada cor seriam produzidas.



– Preço X qualidade

Na hora de decidir a fórmula do produto, as sócias optaram pela produção de um esmalte sem substâncias tóxicas como tolueno e formaldeído. Esmaltes que têm essa química são mais baratos, então, elas sabiam que o produto da Maria Helena teria que custar mais. “Tivemos que fazer uma escolha entre o menor preço com uma qualidade inferior ou um produto mais caro que fosse vantajoso para as nossas clientes”, explica Liliane. Cada vidro custa R$ 18, mas elas defendem o valor: quem tem alergia pode usar esse esmalte, além de ser um produto com durabilidade maior. “A nossa fórmula não engrossa quando o esmalte chega na metade do vidro, então, as mulheres conseguem aproveitá-lo até o final”, explica a sócia da manicure. E o motivo são as substâncias que elas escolheram. “O que faz o esmalte comum engrossar é o contato com o oxigênio, mas quando usamos outra matéria-prima de qualidade, isso não acontece”, afirma Maria Helena.

– Sustentabilidade

Além da mudança na fórmula, Maria Helena quis construir uma marca que não prejudicasse o meio ambiente. “Sempre pensamos em trabalhar com algo bom, que considerasse o ser humano e a natureza”, explica a manicure. Então, cada ponto de venda tem uma caixa coletora para as embalagens vazias das clientes. E, a cada cinco vidros devolvidos, a marca entrega um esmalte novo gratuitamente.

– A primeira linha

Para o lançamento, a empresária criou um tom vermelho (que está na coleção permanente da marca) com o nome “felicidade”. Junto com o vidrinho estava a seguinte mensagem: “Felicidade. Feliz, não importa a idade”. Uma graça, não é? Atualmente, apenas algumas cores claras e os tons de vermelho ficam disponíveis na coleção permanente, enquanto as novas cores são criadas de tempos em tempos. “Fazemos isso porque a Maria Helena tinha muitas cores diferentes e novas. É uma estratégia de marketing, sem contar que a nossa história tem a ver com isso. Então, estamos sempre renovando, o que é um desafio para nós”, afirma Liliane.



Ela dá as dicas para o sucesso

Ao ser questionada sobre onde queria chegar, Maria Helena já sabia a resposta. “Até onde for possível”, disse. Se você também tem um sonho e deseja abrir um negócio nesse ramo, ela dá a dica. “É um passo difícil, você precisa gostar, ir atrás do que quer e não ter ideias negativas. É preciso, acima de tudo, acreditar em si mesmo e buscar conhecer sempre mais”, aconselha. Para Maria Helena, não ter dinheiro ou informação sobre o ramo do negócio pode complicar a trajetória, mas ainda dá para fazer acontecer. “Principalmente quando a dificuldade é maior que a gente precisa ter iniciativa e sonhar alto. Se você não chegar lá, tudo bem, o importante é saber que você fez algo para que desse certo. Temos que dormir e saber que fizemos o melhor de nós”, afirma a manicure, que ainda junta e mistura a paixão e o trabalho no salão de uma das sócias, na Rua Bahia, Bairro Higienópolis de São Paulo.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.