7 passos para montar um currículo chamativo

  • Google+
  • LinkedIn

Aprenda em 7 passos como montar um currículo claro e objetivo e ganhe destaque nos processos seletivos!

como_fazer_currículo



Quando você decide entrar no mercado de trabalho, precisa apresentar para as empresas um currículo. Você pode fazer o seu currículo no Word ou, se não tiver o programa, pode baixar o Open Office gratuitamente e montar o documento no Writer. Mas como organizar todas as informações?

A Konkero preparou um passo a passo para você fazer um currículo claro e objetivo e também separou algumas dicas para caprichar na hora de montar o seu, pois é preciso ter alguns cuidados. “Um em cada quatro currículos é descartado por conter fotos inadequadas, erros de português e letras coloridas”, conta Luis Guilherme Teste, gerente de estratégia do portal de vagas Catho. Confira:

1. Comece pelos seus dados pessoais

Assim que começar a fazer o seu currículo, escreva, no topo, as suas informações pessoais: nome completo, idade (ou data de nascimento), bairro e cidade onde reside, telefone e e-mail. Não é necessário incluir número de documentos, nem estado civil.

Exemplo:

Carolina Almeida

32 anos

Jardim Europa – São Paulo/SP

Telefone: (11) xxxx-xxxx

E-mail: [email protected]

Dica: se o seu e-mail é um apelido engraçadinho, crie um apenas com seu nome. Gatinho@, vampirinha@ não pegam bem.

2. Coloque seus objetivos profissionais

Abaixo dos seus dados, você já pode inserir as metas que está buscando na sua carreira. Escolher diversas áreas é ruim, pois o recrutador procura quem tem interesse em áreas específicas. Agora, se a empresa abrir vagas para mais de uma área, escolha a que você tem mais interesse. Caso você não tenha definido os seus objetivos profissionais, ainda assim é importante listar alguns, mesmo que generalistas.

“Se não tiver a área de interesse no currículo,  provavelmente o candidato não será convidado para nenhum processo seletivo”, afirma Edna Bedani, vice-presidente de conhecimento e aprendizagem da Associação Brasileira de Recursos Humanos de São Paulo (ABRH-SP). “A maior parte dos recrutadores liga somente para quem enviou cv com objetivos ou experiência claros”, conta Danielle Desan Silva, HR Business Partner da organização global Group SEB.

Exemplo:

Objetivos profissionais

Atuar em serviços gerais administrativos.

3. Inclua seu histórico profissional  do emprego mais recente para o mais antigo

Chegou a hora de inserir todos os locais onde você já trabalhou. Caso você ainda não tenha nenhuma experiência profissional, pule esta parte. Se você já trabalhou em mais de um lugar, ordene do seu emprego mais recente para o mais antigo. Caso tenha trabalhado em muitos locais, inclua apenas as experiências mais recentes.

Escreva o cargo, em seguida a empresa e o site dela, caso tenha (isso é importante para o recrutador conhecer onde você já trabalhou), o período em que você trabalhou lá e um breve resumo do trabalho que você realizou na empresa. “Mas deve-se tomar cuidado para não transformar em uma descrição de cargo, com descrição de todas as tarefas que a pessoa faz”, destaca Danielle.

Exemplo:

Experiência profissional

Editora de conteúdo do portal Konkero (konkero.com.br)

Setembro de 2013 – atual (escreva “atual” caso você ainda trabalhe na empresa)

Trabalho realizado: elaboração e edição de matérias sobre finanças pessoais.

4. Insira a sua formação acadêmica em ordem decrescente

Em seguida, insira os locais onde você estudou e os determinados anos. Não precisa incluir os colégios que você frequentou, escreva a partir da graduação. Caso você já tenha feito pós-graduação, especialização, etc, inclua essas informações primeiro. Comece pelo último curso que você fez, ok? Caso tenha algum que você ainda não terminou, escreve entre parênteses previsão.

Exemplo:

Formação acadêmica

Faculdades Integradas Alcântara Machado

Administração

2014 – 2018 (previsão)

5. Inclua os idiomas que você fala e informe o  nível de conhecimento

Não é necessário incluir os locais em que você tenha estudado. Insira apenas as línguas que você realmente saiba falar, e com o seu grau verdadeiro de conhecimento. Mentir nos níveis de idioma é uma das farsas mais comuns nos currículos. E tentar enganar o recrutador faz com que você se queime não apenas na empresa em que estava disputando a vaga, mas também em futuros processos seletivos, sabia? Clique aqui e conheça os riscos de mentir no currículo.

Exemplo:

Idiomas

Inglês – avançado

Espanhol – intermediário

6. Acrescente os cursos complementares

O importante aqui é inserir os cursos que você tenha feito (ou esteja fazendo) e que combinem com a vaga que você está se candidatando. Não precisa inserir todos os que você já fez.



Exemplo:

Cursos complementares

Pensamento sistêmico na prática

Senac São Paulo – maio de 2014

Dica: quer fazer mais cursos para turbinar a carreira? Clique aqui para conhecer alguns online e gratuitos e aqui os ministrados por universidades internacionais que você pode fazer da sua casa!

7. Você pode incluir informações complementares de acordo com a vaga

Esta é a última parte do seu currículo. Aqui entram participações em congressos, palestras, eventos, trabalhos desenvolvidos em laboratórios da faculdade, viagens de intercâmbio, etc. Para saber o que incluir como informação complementar, pense com a cabeça do recrutador e insira algo que você tenha feito que tenha a ver com a vaga. Por exemplo: se você está disputando uma vaga na área social, destaque algum trabalho voluntário que tenha feito.

Exemplo:

Informações complementares

Participação no 3° Encontro de Conhecimento Integrado: empreendedorismo, inovação e mercado de trabalho

Senac São Paulo – outubro de 2014

E lembre-se: sempre que você vai se candidatar a uma vaga, é importante ler o seu currículo novamente antes de enviá-lo. Pode ser que você possa retirar ou acrescentar informações que não tinha antes, de acordo com o processo seletivo. “O currículo precisa ser direcionado para a vaga na qual estamos nos candidatando, portanto ele deve ser modelado de acordo com cada oportunidade para termos mais efetividade no resultado”, explica Edna.

Confira 6 dicas para arrasar no currículo!

1. Dobre a atenção na gramática

Ao terminar de escrever, releia seu currículo e fique de olho nos erros de português. Não importa a vaga, escrever certo é essencial!

2. De olho no tamanho

Um bom currículo não precisa ter mais do que duas folhas. O importante é ser verdadeiro e pontual! “Currículos concisos são mais apreciados pelas empresas pelo trabalho intelectual de lógica e de síntese empregados em sua produção”, destaca Luis Guilherme.

3. Escreva com fonte sem serifa, em tamanho adequado e em preto

Serifas são aqueles traços que algumas letras possuem no final. As fontes que possuem serifa são mais elegantes, porém mais difíceis de ler (exemplo: Times New Roman). Por isso, evite utilizá-las. Opte por fontes padrão como Arial ou Calibri. E deixe-as em um tamanho e cor que dê para o recrutador ler confortavelmente: 12 e preto, por exemplo. Também vale manter um parágrafo de distância entre uma informação e outra.

4. Fique atento à versão do Word

Se você montou o seu currículo no Microsoft Word, salve-o como documento do Word 97-2003. Nesta versão, o arquivo abre em todos os computadores que tenham o programa. Caso você esteja usando o Open Office, salve como 97/2000/XP – assim, o arquivo fica disponível em versões mais antigas e mais recentes do software. Outra opção é exportar seu currículo para PDF. Neste formato, ele abre em qualquer computador.

5. Salve o documento com o seu nome

Quando for salvar o seu currículo, não se esqueça de salvá-lo com o seu nome completo. “Isso facilita a vida do recrutador. Imagina receber 100 cvs nomeados como ‘currículo’?”, ressalta Danielle.

6. Adicione informação no email

Se tiver algum material relevante que tenha produzido, não se esqueça de mandar no mesmo e-mail do currículo. É sempre mais fácil para o empregador decidir se puder avaliar algum trabalho do candidato.

Como enviar um currículo por e-mail?

Se você for enviar um currículo por e-mail para uma empresa, também precisa caprichar na mensagem. Mas não se estenda muito, seja claro e objetivo: se apresente rapidamente e demonstre por que você se interessou pela vaga. Assim, o empregador já encontra os dados importantes e não perde tempo. E não se esqueça de enviar o seu currículo em anexo e também no corpo do e-mail. “Assim eu consigo ler o arquivo no corpo do e-mail (pelo celular) e o tenho em anexo para encaminhá-lo, caso seja necessário apresentar o candidato a alguém”, ressalta Edna. Observe este exemplo de e-mail escrito pela vice-presidente.

Exemplo:

Sr. ___,

Eu sou ______, um profissional experiente na área e soube que sua empresa está com uma oportunidade em aberto. Quero demonstrar meu interesse nesta oportunidade, pois acredito que minha experiência condiz com o perfil da mesma ou pode contribuir com os objetivos desta posição. Aproveito a oportunidade para anexar meu currículo para que conheça minha trajetória profissional e coloco-me à disposição para conversarmos.

Atenciosamente (aqui, não se esqueça de assinar e já deixar um telefone para contato).

Caso você esteja em início de carreira e ainda não possua muita experiência profissional, opte por um e-mail mais básico, mas sem abrir mão da formalidade, ok? Você pode seguir este modelo feito pela Danielle.

Exemplo:

Prezado ___,

Envio abaixo e em anexo meu currículo a fim de participar do processo seletivo da oportunidade ____.

Atenciosamente,

Nome completo

Telefone de contato

Precisa colocar uma foto minha no currículo?

Só se a empresa solicitar na descrição da vaga. Caso contrário, não é necessário incluir. Se for solicitado, tome alguns cuidados na hora da escolha da foto. Evite imagens em situações informais. “Pense no que você tem de melhor e tente transmitir isto na sua fotografia”, sugere o fotógrafo Marcelo Andrade, do estúdio H2O. Por exemplo, valorize os seus melhores ângulos, procure um local com boa iluminação para fazer a foto e com um fundo neutro.

Também não deixe de conhecer os sites em que você pode cadastrar o seu currículo gratuitamente e concorrer a vagas.



Além do impresso, o currículo online também pode abrir muitas portas no mercado de trabalho, sabia? Clique aqui e aprenda como fazer um.

Portfólio

Se você trabalha com artes ou comunicação, pode ser que encontre anúncios de vagas em que, para se inscrever, é necessário enviar currículo e portfólio. O portfólio é um apanhado dos seus melhores trabalhos dentro da área em que você atua. Quem trabalha com imagens, como fotógrafos e designers, costuma criar os portfólios online e enviar o link para os recrutadores, caso seja solicitado. Um dos programas que fazem isso é o Zuinn. É só fazer o cadastro gratuitamente que você já pode subir os seus trabalhos para a rede.

Veja também!





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.