Título do Tesouro Direto - O que é e o que significa

Entenda o que são os títulos do Tesouro Direto e saiba mais sobre como funciona esse tipo de investimento!

O Tesouro Direto negocia títulos públicos que são vendidos a investidores e costumam ter a rentabilidade maior do que a poupança, além de contar com riscos quase nulos, em comparação com outras formas de investimento.

Os títulos do Tesouro Direto, também chamados de títulos públicos, são comprados pelos investidores interessados e, após o prazo determinado pelo tipo de título adquirido, podem ser resgatados.

Portanto, investir no Tesouro Direto é como uma forma de emprestar dinheiro ao Governo, e este deverá, dentro do prazo escolhido pelo investidor, devolver o dinheiro com o rendimento de juros.

Títulos do Tesouro Direto

Existem alguns modelos de títulos do Tesouro Direto que trabalham com rentabilidade e prazos diferentes. Conheça os três títulos do Tesouro Direto mais comuns e entenda melhor como eles funcionam.

Tesouro Prefixado

Este título oferece ao investidor a possibilidade de saber qual será a rentabilidade do seu investimento desde o início dele, por possuir taxas de juros prefixadas. Mas é importante tomar cuidado com o momento em que você vai realizar o investimento neste título, afinal, quando você compra um título prefixado, a taxa de rendimento fica congelada naquele valor que você comprou. Por isso, lembre-se: o ideal é comprar um título prefixado quando as taxas de rendimento estiverem altas, afinal, não existe garantia de que elas não vão recuar ou subir com o passar do tempo. Ou seja, você pode comprar um título prefixado a uma determinada taxa de rendimento hoje, e esse mesmo título oferecer taxas de rendimento muito mais altas no dia seguinte.

Para entender mais sobre a taxa de juros prefixada, basta clicar aqui.

Tesouro Selic

Neste tipo de investimento, não dá para saber qual será sua rentabilidade antes de comprar o título público. No caso do Tesouro Selic, o rendimento é medido diariamente de acordo com a variação da taxa básica de juros, conhecida como Selic. Sendo assim, caso a Selic tenha um aumento, a rentabilidade do investimento aumentará e, caso diminua, o rendimento também diminui, mas você conta com a garantia de que isso pode mudar a qualquer momento. Esse é um título em que o investidor que está começando no Tesouro Direto pode optar. Além disso, nesse tipo de título do Tesouro Direto é possível fazer o resgate do valor investido a qualquer momento.

Para entender mais sobre como funciona a Taxa Selic, basta clicar aqui.

Tesouro IPCA

Da mesma forma que acontece com quem investe em um título do Tesouro Selic, ao comprar um título do Tesouro IPCA o investidor não consegue saber ao certo qual será o valor que receberá ao final do prazo do título. Neste caso, os rendimentos seguirão a variação do IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo – , um índice de inflação que tem alterações mensalmente. Esse é o título ideal para quando existe uma expectativa de aumento na inflação, fazendo com que o investidor consiga ganhos mais altos do que em outras formas de investimento.

Para entender mais sobre os índices de inflação, basta clicar aqui.



O que isso muda na minha vida

Caso você tenha interesse em deixar de guardar dinheiro na poupança para começar a fazer investimentos no Tesouro Direto, conhecer quais são os títulos oferecidos é muito importante, afinal, se você comprar um título público em que não se pode resgatar o dinheiro antes do final do prazo e, mesmo assim, fizer o resgate do valor investido, poderá perder boa parte do dinheiro que aplicou. Por isso, conhecer o funcionamento e, principalmente, as regras de cada um dos títulos do Tesouro Direto pode te trazer tranquilidade nos investimentos, além de uma boa rentabilidade.

Veja também!




comentários