Saiba como controlar os gastos com a taxa do condomínio

Descubra alternativas simples para você controlar os gastos com a taxa de condomínio do seu prédio. Confira!

Saiba-como-controlar-os-gastos-com-a-taxa-do-condomínio

Quem mora em apartamento precisa saber: todo mês será cobrada uma taxa do condomínio para cobrir custos da manutenção de elevadores, do pagamento do porteiro e da limpeza das áreas úteis.

O valor cobrado para os moradores pode sofrer aumento, mas esse reajuste não deve ser além do necessário.

Para controlar as contas do seu condomínio e valorizar o seu dinheiro, veja as dicas do vice-presidente da Associação de Administradores de Bens Imóveis, de São Paulo, Fábio Kurbhi:

1. Participe das assembleias de condomínio

Elas devem acontecer anualmente e com a participação dos moradores do prédio. É importante discutir os gastos do ano que passou e traçar a previsão do que será gasto no ano seguinte. Neste momento você descobre o que está incluso na taxa cobrada todo mês.

2. Desconfie de aumentos sem aviso

A taxa só pode ficar maior se esse aumento foi previsto na reunião da assembleia. Por isso, se você e os outros moradores estão pagando mais e não sabiam que isso poderia acontecer, vocês têm o direito de pedir uma nova reunião para discutir a diminuição da tarifa.

3. Cobre a prestação de contas em todo mês

Para acompanhar de perto para onde o seu dinheiro vai, peça um informe sobre os gastos mensais do condomínio. Com ele em mãos, você analisa se o pagamento está se transformando em melhorias para o seu prédio.

4. Sugira separar os gastos

Isso significa que cada morador pagaria o que consumiu de água e gás. Em muitos condomínios, esses custos são divididos entre todos os moradores, o que pode sair mais caro para você. Caso queira fazer essa mudança, proponha uma discussão sobre o tema na próxima assembleia.

5. Fique atento aos cortes no orçamento do condomínio

O valor da taxa precisa ser compatível com o bolso dos moradores mas também deve ser suficiente para cobrir os custos básicos do prédio. Por isso, se o corte for feito, veja se não vai faltar dinheiro no condomínio.




comentários



}); //fim script