Risco de crédito – O que é e o que significa - Konkero

Risco de crédito - O que é e o que significa

Entenda o que é o risco de crédito e como ele funciona em transações financeiras como empréstimos, financiamentos e até compras a prazo. 

Entende-se por risco de crédito a possibilidade que o credor tem de não receber o dinheiro por parte do seu cliente, tendo, assim, um prejuízo. Esse risco existe em toda e qualquer transação que envolva crédito, seja uma compra parcelada, um financiamento ou um empréstimo.

Investimentos financeiros também apresentam riscos de crédito, inclusive os de renda fixa, que proporcionam mais segurança ao investidor sobre seu rendimento. Nesta parte, os riscos de crédito podem ser divididos em duas classes: na primeira classe, a possibilidade de inadimplência é maior. Já na segunda, o risco é menor.

Em transações financeiras a prazo, é comum a parte credora fazer uma análise de crédito para saber quais são os riscos que poderá correr caso feche o negócio. Se por ventura a análise indique um nível alto de risco de crédito, o negócio pode ser impedido de ser fechado, protegendo a instituição bancária de não receber o que emprestado.

Risco de crédito: o que isso muda na minha vida

Dependendo do risco de crédito apresentado na análise de crédito, o negócio que você busca pode ou não ser fechado com sucesso. Por isso, é importante sempre cumprir com suas obrigações financeiras para que o risco associado ao seu nome ou empresa não seja alto.

No programa Minha Casa Minha Vida, por exemplo, não é feita a análise de crédito para famílias que se enquadram da faixa I de requisitos do programa, ou seja, famílias de baixa renda. Assim, mesmo que o indivíduo tenha o nome sujo, será concedido o subsídio habitacional a ele, que tem renda familiar de até R$ 1.800,00 mensais.

Se esse indivíduo, que não passou por análise de crédito para fazer parte do programa Minha Casa Minha Vida, não tiver condições de manter o contrato e fazer os pagamentos mensais pela moradia que recebeu, o Governo Federal terá um risco de crédito.

Para famílias que se enquadram na faixa II e III do programa, o risco de crédito passa a ser muito mais baixo, já que eles não são a prioridade do programa Minha Casa Minha Vida e passam por análise de crédito para conseguir o financiamento.

Veja também!