Fundo Garantidor de Crédito - O que é e o que significa

Descubra o que é o Fundo Garantidor de Crédito e para que ele serve.

O Fundo Garantidor de Crédito – FGC foi criado em 1995 pelo Conselho Monetário Nacional  a fim de proteger o sistema financeiro de investimentos no país. Com isso, as instituições financeiras de médio porte passaram a oferecer aplicações mais seguras em renda fixa com alto nível de investimento.

Para os investidores, o Fundo garante a restituição de parte do valor aplicado em caso de quebra da instituição financeira. No caso, o valor devolvido ao investidor atualmente é de até R$ 250 mil, tendo um teto máximo de R$1 milhão em um período de 4 anos.

O FGC é uma organização sem fins lucrativos mantida através de doações mensais dos bancos privados e seu estatuto pode ser visualizado clicando aqui.

O que isso muda na minha vida

Caso você aplique seu dinheiro em um investimento de renda fixa, como o LCI, LCA ou CDB, o Fundo Garantidor de Crédito – FGC pode te devolver parte do valor investido em caso de queda ou falência da instituição financeira onde o valor foi aplicado.



Atualmente, está previsto que a restituição seja no valor de até R$ 250 mil, tendo um teto máximo de R$1 milhão em um período de 4 anos para cada CPF ou CNPJ cadastrado. (válido para investimentos cobertos pelo FGC e contratados a partir do dia 21 de dezembro de 2017).

É importante lembrar que esse valor é liberado uma única vez para cada pessoa física que teve seu investimento afetado e, consequentemente, a instituição financeira que quebrou.

Veja também!


Precisando de dinheiro?
Solicite empréstimo pessoal online no ibi Digital.