Aluguel de carros compartilhados: entenda como funciona

A economia colaborativa tem sido uma das formas mais usadas para conseguir renda extra, oferecendo serviços úteis e sem muita burocracia. Confira como funciona o aluguel de carros compartilhados!

16-respostas-sobre-o-consórcio-de-carro

Sabia que o seu carro parado na garagem pode te render uma grana extra? Se você tem um veículo que não usa todos os dias, ou viaja muito mas o carro fica em casa, saiba que existem algumas empresas que te ajudam a lucrar com isso de forma simples e sem muito esforço. É o chamado aluguel de carros compartilhados. Através dele você consegue grana para te ajudar a realizar sonhos ou mesmo para arcar com os custos do veículo.

Conheça como funciona o aluguel de carros compartilhados em 3 empresas e tenha mais uma alternativa para ganhar dinheiro extra!

Como funciona o aluguel de carros compartilhados

O compartilhamento de carros é uma nova modalidade da chamada economia colaborativa e funciona da seguinte forma: se uma pessoa tem um veículo que não utiliza durante todos os dias da semana, é possível alugá-lo para quem precisa de um carro por algumas horas, ou dias, por exemplo. Além de ser uma forma de conseguir renda extra, o aluguel de carros compartilhados também te ajuda a evitar problemas com o veículo, afinal, deixá-lo parado na garagem pode trazer alguns prejuízos.

Essa locação de veículos funciona de maneira parecida com a que acontece nas locadoras convencionais. O locatário encontra-se com o proprietário, ambos realizam uma avaliação de todas as condições do carro antes e depois da entrega das chaves. Caso algo esteja errado na entrega do veículo, fica por conta do locatário arcar com os valores do conserto. Além disso, o locador deverá entregar o veículo com o tanque cheio e o locatário precisa devolver da mesma forma.

Existem algumas empresas que te ajudam nesse negócio. Conheça três delas abaixo.

Fleety

Desde 2014, o Fleety vem com a proposta de atuar como intermediário entre proprietários de veículos disponíveis para aluguel e pessoas que precisam de um carro. A partir disso, o site reúne milhares de pessoas interessadas em alugar o seu veículo para alguém que precise e, além disso, ter uma renda extra seja para projetos pessoais e profissionais, ou até mesmo para cobrir os custos de manter o veículo. Os locatários podem conseguir um veículo por horas, dias ou semanas, encontrando os locadores mais próximos de sua residência.

Os serviços do Fleety estão disponíveis para as cidades de Curitiba, São Paulo, Florianópolis e Rio de Janeiro.

Pegcar

Criado em outubro de 2015, o Pegcar também atua como um intermediário entre pessoas com um veículo disponível para aluguel com quem precisa de um carro. Através do Pegcar, os clientes podem alugar veículos por hora, dia ou semana, com a facilidade de encontrar um proprietário próximo de sua residência e a segurança do seguro oferecido pela empresa, além de contar com uma avaliação feita por locadores e locatários, o que facilita para o cliente na hora de fazer um bom negócio.

A rede do Pegcar conta com carros em todas as regiões da capital paulista e outras 14 cidades da Grande SP, Baixada Santista e interior do Estado.

Parpe

Desde janeiro de 2016, o Parpe conecta pessoas que precisam de um veículo por horas, dias ou até mesmo por semana, com proprietários de veículos disponíveis para aluguel. Para oferecer uma maior segurança a quem tem dúvidas sobre o serviço, o site oferece uma avaliação feita pelos locadores e locatários e, em caso de uma má reputação, o usuário pode até ser banido.

Os serviços do Parpe estão disponíveis em todo o Brasil.

Aluguel de carros compartilhados é seguro?

Como essa modalidade de economia compartilhada ainda é nova, as empresas buscam passar mais segurança aos locadores e locatários através de algumas obrigatoriedades ao utilizar o site, como: cadastro de dados pessoais, fornecimento do número da CNH do proprietário, bem como a consulta ao RENAVAM, que é o código que apresenta o histórico do veículo e mostra suas características, dados do proprietário e também as multas. Ou seja, o veículo só pode ser disponibilizado para aluguel se estiver livre de qualquer problema.



Além disso, em todas as empresas citadas acima, locadores e locatários contam com o seguro auto que tem cobertura de 100% do valor do veículo de acordo com a tabela FIPE e também casos de roubo, furto, acidentes com ou sem danos a terceiros e responsabilidade civil.

Aluguel de carros compartilhados é mais barato?

As plataformas de economia colaborativa através do aluguel de carros particulares divulgam que seus valores são mais em conta do que os cobrados por locadoras comuns, mas nem sempre é verdade. Isso porque quem define o valor do aluguel do carro é o dono dele, assim, podem existir casos em que o aluguel sairá mais barato, ou mais caro. O ideal é pesquisar e comparar antes de fechar negócio!

Veja também!




comentários