A importância de fazer um fundo de emergência

Um fundo de emergência pode te salvar em momentos difíceis. Descubra a importância dele!

A-importância-de-fazer-um-fundo-de-emergência

Imagine a seguinte situação: você começou a pagar as parcelas do seu carro novo, mas ficou desempregado. O que fazer agora? Imprevistos como este podem acontecer. Por esse motivo é tão importante se preparar financeiramente sempre que possível.

Um dos caminhos para isso é criar uma reserva de dinheiro que será usada apenas em situações inesperadas, ou seja, um fundo de emergência.

O que é esta reserva?

Sempre que você guardar dinheiro, pode definir com o que gastará esse valor. É possível economizar para dar a entrada em um imóvel, para pagar um curso ou um tratamento de saúde, por exemplo. Mas no caso do fundo de reserva, você guarda esse dinheiro com a intenção de cobrir um gasto inesperado.

“O fundo de emergência se trata de um dinheiro que será usado quando alguém perder o emprego ou precisar pagar uma cirurgia emergencial que o plano de saúde não cobre, por exemplo”, explica o vice-presidente da Ordem dos Economistas do Brasil, José Dutra Sobrinho.

Onde guardar o dinheiro

“A quantia do fundo pode ser aplicada em poupança, CDB ou títulos públicos, afirma o vice-presidente da OEB. Na hora de escolher onde guardar a reserva pense na opção que deixará você retirar o dinheiro com facilidade e sem pagar taxas.

O ideal é manter seis salários neste fundo. Mas, mesmo que não sobre tanto dinheiro por mês, procure depositar o máximo que puder para não passar nenhum sufoco.



Disciplina é fundamental

Para manter o fundo de emergência abastecido, você precisa manter o controle tanto na hora de depositar o dinheiro quanto na decisão de retirá-lo. Lembre que este valor tem uma finalidade: ser utilizado apenas em casos extremos. “Sacar o dinheiro para gastá-lo em uma liquidação de roupas, por exemplo, não é a melhor postura”, alerta o planejador financeiro Oswaldo Senna.

Se você costuma cair em tentação e quer sempre sacar o que guardou, que tal fazer o fundo de emergência em uma poupança separada daquela que normalmente usa? Dessa forma você dificulta o acesso e garante que deixará o dinheiro guardado até precisar realmente dele.




comentários