Cheque Devolvido: saiba como limpar seu nome

Nessa situação, é preciso entrar em contato com o seu banco e com a pessoa ou loja que recebeu o seu cheque. Saiba mais!

Cheque Devolvido: saiba como limpar seu nome

Quando você dá um cheque para alguém ou alguma empresa e ele volta, o seu nome fica sujo. Para resolver essa situação e limpar o nome, é preciso ter as informações do cheque devolvido e pagar a dívida, para depois comprovar que o débito realmente foi pago. Veja mais detalhadamente como esse processo deve ser feito.

Os 5 passos para limpar o nome por conta de cheque devolvido

1. Entre em contato com seu banco

O primeiro passo é ligar no banco onde você tem conta e pedir que ele forneça algumas informações sobre o cheque devolvido, como número, valor e data.

2. Verifique o canhoto que está com você no talão

Depois, você precisa comparar estas informações com os dados da folha que marcou no canhoto do seu talão e descobrir para quem esse cheque foi entregue.

3. Procure a loja ou a pessoa que recebeu o cheque

Em seguida, vá até a loja ou encontre a pessoa que recebeu o pagamento. Como ela não conseguiu compensar o valor, você deve acertar o pagamento para conseguir pegar o cheque de volta. Lembre-se de pedir uma comprovação de que a dívida foi paga. O melhor é fazer um recibo de que você pagou determinado valor e, em troca, recebeu o cheque de número tal de volta. Esse recibo deve ser assinado tanto por você quanto pela pessoa que recebeu o pagamento

4.  Escreva uma carta informando que fez o pagamento da dívida

Redija uma carta com data e assinada por ambas as partes confirmando o pagamento da dívida. Depois, pegue a folha de cheque que foi devolvida e vá ao banco entregar estes papéis. Você ainda terá que pagar a taxa cobrada pelo banco para regularizar a situação – isso vale para cada cheque devolvido. Vale saber que a taxa varia conforme a instituição.

5. Confirme com o banco se a dívida foi quitada

Depois, é responsabilidade do banco tirar o seu nome do cadastro de emitentes de cheques sem fundo (CCF) e do Serasa ou do SPC. O prazo para estar com a situação resolvida é de cinco dias úteis.

Empréstimo online: compare em diferentes bancos
Acesse nosso comparador de empréstimos e receba ofertas de várias financeiras.

E se o cheque sumir?

Perder ou rasgar a folha, infelizmente, costuma ser uma situação frequente entre quem foi negativado por cheque devolvido. Nesse caso, existe uma recomendação dos especialistas: fazer um depósito em juízo, ou seja, pagar a dívida em um Juizado Especial Cível. “É importante depositar em juízo porque às vezes o cheque é emitido em outra cidade, então, o consumidor teria que contratar uma agência de cobrança. Mas, fazendo esse tipo de pagamento, ele resolve essa dor de cabeça e limpa o nome dele”, conta Donizét Píton, presidente da ANDIF, Instituto Nacional de Defesa do Consumidor do Sistema Financeiro. Se optar por essa alternativa, basta ir a um Juizado Especial Cível, quitar o que deve e pedir a comprovação do pagamento da dívida.

Por que o cheque é devolvido?

Quem tem uma conta corrente pode ter um talão de cheques, e entregar uma das folhas do talão preenchida como pagamento. Assim, o valor da folha é descontado da conta corrente à qual ela está vinculada. Ao dar um cheque para uma pessoa ou empresa, é necessário, antes, verificar o saldo total da conta. Caso a conta esteja vazia ou o saldo disponível não seja o suficiente para o valor descrito na folha, o cheque ficará sem fundo.

Em outras palavras, como não há saldo para bancar o cheque que foi dado, a folha não pode ser usada como pagamento e a dívida fica em aberto. Dessa forma, o titular da conta acaba com o nome sujo.

Saiba como preencher corretamente uma folha de cheque

O cheque é um documento de pagamento, logo as informações registradas em folha devem estar corretas para que tudo dê certo e o documento não seja devolvido. Por isso, veja como preencher um cheque sem erros.

Veja também!





Solicite seu empréstimo

Guilherme Prado: graduado e mestre em administração de empresas pela EAESP-FGV. Empreendedor há 21 anos, escreve sobre finanças pessoais há 8 anos.


Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL