Refinanciamento de veículo ou empréstimo pessoal

Conheça as duas opções de crédito e descubra qual é a melhor para você.

Como refinanciar o seu carro

Em geral, a primeira opção para quem precisa de dinheiro é recorrer a um empréstimo pessoal, mesmo podendo escolher entre outras formas de crédito. A principal justificativa para este fato é a de que o dinheiro solicitado cai na conta de forma rápida e para consegui-lo você precisa apenas passar por uma análise de crédito.

Essa análise serve para confirmar se você está negativado ou não, já que o crédito pessoal não costuma ser liberado para quem possui o nome sujo. Mas será que o empréstimo pessoal vale mesmo a pena?

Confira abaixo as vantagens e desvantagens de optar pelo crédito pessoal e conheça uma alternativa a esse crédito, que pode ser a saída para fugir dos juros altos.

O empréstimo pessoal vale a pena?

O empréstimo pessoal é a forma de crédito mais conhecida no mercado e, para consegui-lo, é preciso apenas ter o nome limpo e ser maior de 18 anos. A vantagem do empréstimo pessoal e o motivo por ele ser tão procurado é que o dinheiro cai na conta em até 24 horas, porém, essa não é uma opção barata de crédito.

Perdendo apenas para os juros cobrados no rotativo do cartão de crédito e cheque especial, o empréstimo pessoal também é uma modalidade de crédito onde são cobrados juros altos pelas instituições financeiras, justamente porque não existe nenhuma garantia de que o dinheiro emprestado retornará aos cofres do banco.

Conheça um empréstimo mais barato

Se você precisa de dinheiro rápido e possui um carro em seu nome, existe uma outra alternativa de crédito que custa mais barato do que o empréstimo pessoal. Esse é o caso do refinanciamento de veículo.

Nessa modalidade de crédito, o seu carro será colocado como garantia pelo pagamento da dívida, assim, a instituição financeira consegue diminuir a taxa de juros, aumentar o valor do empréstimo e também o prazo para pagamento. No entanto, é importante lembrar que se a dívida não for paga, seu carro passará a ser de posse do banco ou financeira para ressarcir o prejuízo causado pelo dinheiro que foi emprestado a você.

Mas fique tranquilo: com um bom planejamento e o pagamento da dívida mês a mês, você não corre esse risco. Além do mais, caso aconteça um imprevisto que te impeça de pagar as parcelas do refinanciamento solicitado, você ainda pode tentar a renegociação da dívida com o banco.

O refinanciamento de veículo é interessante para valores maiores

Com o refinanciamento de veículo você pode conseguir um crédito com valores mais altos, se comparado ao empréstimo pessoal. Isso porque as instituições financeiras podem te emprestar até 90% do valor do seu carro e com prazos de até 60 meses para pagar.

No refinanciamento são cobradas, além da taxa de juros, outras taxas referentes a avaliação do seu veículo que podem pesar no seu bolso caso você precise de um empréstimo com valores pequenos.

Condições e documentos necessários para o refinanciamento de veículo

Para solicitar o refinanciamento de veículo é necessário que você possua um carro em seu nome, quitado e com até 10 anos de uso. No entanto, algumas instituições financeiras que aceitam o seu carro alienado como garantia para este tipo de refinanciamento, o chamado refinanciamento de veículo alienado.

Além dessas condições, confira quais os documentos que você precisa apresentar para a solicitação dessa modalidade de crédito:

  • Cópia do RG e CPF;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de endereço;
  • Certificado de Registro do Veículo (CRV);
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Então, qual escolher: empréstimo ou refinanciamento?

Confira abaixo mais sobre essas duas modalidades de crédito, assim como algumas de suas diferenças.

Empréstimo pessoal

O empréstimo pessoal pode ser a primeira opção que vem a cabeça de quem precisa de dinheiro, porém, de acordo com dados do Banco Central do Brasil, a taxa de juros para esse tipo de crédito pode chegar a 22,93% , dependendo da instituição financeira que você escolher.

Assim, esses dados demonstram que os juros cobrados sobre o empréstimo podem não ser vantajosos – principalmente se você precisa de dinheiro em valores altos. Com isso, caso aconteça algum imprevisto que te impeça de pagar alguma parcela, todas as outras parcelas poderão ficar mais caras, pois serão cobrados juros compostos – o que pode fazer você entrar na famosa bola de neve.

Além disso, o valor do crédito liberado para você será definido de acordo com a sua análise de crédito. Desta forma, em caso de aprovação na análise, o dinheiro fica disponível rapidamente em sua conta – em alguns casos, em até 24 horas.

Refinanciamento de veículo

Já o refinanciamento de veículo te possibilita pegar um empréstimo com até 90% do valor do seu carro, que é dado como garantia de pagamento, os juros são mais baixos e o prazo para pagamento também é maior (podendo chegar a até 60 meses). Porém, para consegui-lo você precisa estar dentro das condições citadas acima e com todos os documentos em dia.

Nessa modalidade de crédito os juros são mais baixos porque, com o seu carro dado como garantia de pagamento, a instituição financeira pode tomar o bem de você caso não quite a dívida através da alienação fiduciária.

No refinanciamento de veículo você também passará pela análise de crédito para verificar sua situação financeira, ou seja, se você tem o nome limpo para solicitar o crédito.

Para saber mais sobre o refinanciamento de veículo e tirar dúvidas comuns sobre o assunto, clique aqui.

Veja também!




comentários