Como refinanciar a sua casa

Pretende refinanciar sua casa? Conheça quais são os 6 passos para conseguir um empréstimo dando o seu imóvel como garantia de pagamento. 

O refinanciamento imobiliário é um crédito que usa um imóvel como garantia de pagamento. Isso significa que, se a dívida não for paga, você corre o risco de perder essa casa. Dependendo do banco, são aceitos como garantia tanto imóveis urbanos quanto rurais, comerciais ou residenciais, além de terrenos. O prazo também varia, mas normalmente a dívida pode ser quitada em até 30 anos.

Ao refinanciar a sua casa, você pode conseguir até 60% do que ela vale no empréstimo. Mas, por mais que estas condições pareçam boas, é preciso ter calma antes de pedir o refinanciamento. O empréstimo depende do valor do imóvel e também da sua renda. Por isso, o banco faz uma análise de crédito e avalia o imóvel ou o terreno que será dado como garantia. Somente depois destas etapas você saberá exatamente quanto pegará emprestado.

Os seis passos para conseguir um empréstimo com garantia de imóvel

1. Regularize os documentos do seu imóvel

Antes de procurar qualquer banco, o imóvel precisa estar em seu nome e com a documentação em dia. É necessário que você tenha em mãos uma cópia do RG e CPF, além de um comprovante de renda e de residência para a sua análise de crédito. Já para a avaliação do imóvel são necessários documentos como a Certidão de Matrícula do Imóvel (que contém o registro da propriedade no nome do cliente), a Certidão Negativa de Tributos Imobiliários (que atesta a regularidade no pagamento dos impostos) e uma cópia da capa do Imposto sobre Território Urbano (IPTU), que informa o endereço e a área total do imóvel.

2. Compare as taxas

Com os documentos certos, procure os bancos que refinanciam imóveis e pesquise quais cobram as menores taxas de juros. Esse cuidado faz bastante diferença no seu orçamento porque quanto maior for a taxa, mais caras serão as parcelas e o valor final da dívida. Você pode começar essa pesquisa agora!

Com juros a partir de 1,15% ao mês, o refinanciamento de imóvel da Creditas está entre as melhores alternativas do mercado. Solicite a sua proposta clicando aqui.

3. Procure o banco onde você tem conta

Não deixe de pesquisar as condições também do lugar onde você tem conta corrente, pois às vezes os clientes conseguem negociar taxas menores. Não se esqueça de pedir o Custo Efetivo Total (CET), pois esse documento mostra quanto você paga em todas as taxas, qual o valor das prestações e qual o custo final da dívida. Com ele, fica mais fácil comparar as condições de outros bancos.

4. Peça o refinanciamento de imóvel

Encontrou um banco com as melhores condições? Leve a documentação do seu imóvel e peça para refinanciá-lo. Antes de confirmar o empréstimo, o banco fará uma análise de crédito levando em conta a sua renda e o quanto você disse que o imóvel vale. Se você for aprovado nessa avaliação, o banco fará uma proposta de empréstimo e das parcelas.

5. Aguarde a avaliação do imóvel

Ser aprovado na análise de crédito ainda não garante que você conseguirá o refinanciamento. Antes disso, o banco avalia se o imóvel tem o valor que você informou e, somente depois deste processo, confirma a liberação do empréstimo. Mas essa operação tem custo, então pergunte ao gerente quanto o banco cobra para fazer a avaliação porque você pagará por ela futuramente. A localização do imóvel e a necessidade de reformas podem interferir na avaliação! Imóveis em áreas consideradas de risco pela Defesa Civil ou que estejam em fase de construção e reforma, por exemplo, costumam atrapalhar a liberação do empréstimo.

6. Receba o dinheiro do empréstimo

Quando tudo der certo e o crédito for aprovado, o dinheiro será depositado na sua conta em alguns dias úteis. Então, você começa a pagar as parcelas do refinanciamento.

Quer procurar o refinanciamento com as melhores taxas?

Agora é possível solicitar propostas para o refinanciamento de forma online. A Creditas oferece o refinanciamento de veículo e imóvel com taxas de juros competitivas. Clique abaixo para solicitar suas propostas agora:

Saiba mais




comentários