Novos players de serviços financeiros mudam visão de empresários sobre tomada de crédito

  • Google+
  • LinkedIn

Startups com ideias e processos inovadores estão revolucionando o processo de tomada de crédito por pequenos e médios empresários

BIVA

Em julho deste ano, a taxa Selic teve sua sétima alta seguida, chegando a 14,25% nos últimos 12 meses, maior patamar em nove anos.  Descontando a inflação do período, o Brasil tem a taxa de juros real mais elevada do mundo (5,16% ao ano, enquanto a da China, segunda colocada, fica em 3,55% ao ano).  Além disso, o mercado de crédito de pessoa jurídica é bastante concentrado em grandes bancos, tornando o crédito caro e restrito.

Entretanto, com a tecnologia, esse cenário começa a mostrar notícias mais positivas.

Novos modelos de negócios em serviços financeiros estão surgindo das mãos e mentes de start-ups. Novas ideias e inovação acelerada nos ramos de cartões, crédito e seguros estão e chamando a atenção de bancos tradicionais, que estão sendo obrigados a se adaptar para enfrentar essa nova realidade.

Apesar dessas empresas serem pequenas em comparação aos grandes bancos, elas começam a desafiar o cenário atual, por terem modelos de negócios inovadores.Uma dessas iniciativas é a Biva, que está atuando no mercado de peer-to-peer lending, focada em empréstimo para pequenas empresas. Na Biva, pequenos e médios empresários podem contratar empréstimos a juros muito mais baixos ao cobrado pelos players tradicionais de crédito.

A entrada desses novos players está para mudar um cenário desafiador no país.  A alta taxa de juros das últimas décadas afugentou muitos empresários, que deixaram de tomar crédito e de expandir seus negócios. Diferentemente de vários países, muitos empresários brasileiros têm uma visão negativa do crédito.



O crédito, no entanto, quando tomado de forma consciente, pode ser um grande motor de transformação e crescimento das empresas. O problema não está em pegar um empréstimo, mas sim em pegar o empréstimo correto com taxas de juros adequadas.

Educadora há mais de dez anos, a fundadora do Instituto Alpha Lumen (IAL), escola para crianças superdotadas em São José dos Campos, Nuricel, lidou com essa realidade ao precisar de crédito. “Eu precisava de investimento para ampliar a estrutura. Quando comecei a procurar apoio nas instituições financeiras, me assustei, tudo demandava infinitos demonstrativos e eu tive a impressão que não tinha valor como cliente”, afirma.

Nuricel buscou outras soluções no mercado e resolveu testar o peer-to-peer.“Com o peer to peer lending a história foi outra, bem diferente. A empresa foi parceira, acreditou no nosso trabalho e investiu no nosso sucesso. Não houve burocracia alguma.Eles estudaram nosso trabalho e acreditaram no nosso desenvolvimento. O investimento que conseguimos na plataforma foi crucial para alavancar oportunidades para a empresa. Estamos abrindo a segunda unidade e dobrando o número de estudantes atendidos pelo IAL.

Empréstimo online com juros baixos

A Biva oferece até R$ 50 mil em empréstimo para sua empresa. Solicite aqui




Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.