Vale a pena antecipar a restituição do Imposto de Renda?

Descubra quais são as situações em que vale a pena antecipar a restituição do imposto de renda e veja se esse é o crédito ideal para você.

Todo ano, o governo devolve dinheiro para quem pagou impostos a mais no ano anterior – que é a restituição do Imposto de Renda.

Esse valor começa a ser pago a partir de junho e vai até dezembro. No entanto, existe a possibilidade de receber a quantia antes do prazo dado pelo governo.

Os bancos antecipam até 100% do valor (com exceção do Bradesco, que disponibiliza até 80% para quem for cliente). Mas isso tem um preço, pois as instituições liberam o dinheiro na forma de um empréstimo e com juros mensais.

Além disso, a dívida deve ser paga em parcela única, na data que você receber a restituição.

Será que antecipar a restituição do Imposto de Renda compensa?

Como os bancos cobram juros para fazer o empréstimo, você vai pagar mais do que o valor que emprestou. Por isso, converse com o gerente e veja qual será o valor exato que você ficará devendo no final.

Veja quando compensa pegar o dinheiro antes do prazo:

Vale a pena se você quiser trocar uma dívida mais cara por uma mais barata. Se você tem uma dívida com juros maiores do que os cobrados na antecipação da restituição, é interessante usar o dinheiro para quitá-la. Assim, você ainda paga juros, mas menores que o da dívida anterior.

Não vale a pena se você quer esse dinheiro para comprar eletrodomésticos, móveis e outros bens, por exemplo. Nesses casos, converse com a loja e veja se você consegue pagar o produto a prazo, mas sem juros.

Fique atento!

Se a sua declaração de imposto estiver errada, o governo vai segurar o reembolso até você regularizar a situação.

Quando isso acontece, a dívida com o banco fica maior. Por isso, olhe com calma o contrato que você vai assinar antes de fazer o empréstimo e veja os juros e multas que serão cobrados se a sua restituição atrasar.

Veja também

Empréstimo online: solicite sem sair de casa
Simplic: empréstimos de R$ 500 a R$ 2.500.
Lendico: empréstimos de R$ 2,5 mil a R$ 35 mil.
BomPraCrédito: compare e contrate empréstimos de diferentes bancos.



comentários