Fundo de emergência ou empréstimo pessoal: o que escolher para pagar as dívidas

  • Google+
  • LinkedIn

Utilizar o seu fundo de emergência guardado em poupança ou pedir um empréstimo pessoal? Descubra como funciona e qual deles é o ideal para pagar suas dívidas.

Fundo de emergência ou empréstimo pessoal o que escolher para pagar as dívidas



Muitos consultores financeiros defendem a importância de guardar dinheiro para criar um fundo de emergência. E eles têm razão. Colocar na poupança o que sobra é uma segurança caso você precise cobrir um gasto que não estava programado.

Mas nem sempre vale a pena deixar esse dinheiro parado na poupança, principalmente quando você está endividado.

Por causa das taxas de juros, as dívidas crescem muito em pouco tempo. Então, quitar as contas atrasadas com o dinheiro que você tem guardado é um caminho melhor do que entrar no cheque especial ou no empréstimo pessoal.

Veja só um exemplo

Vamos supor que você tenha R$ 1 mil numa poupança para emergências e tenha acumulado R$ 1 mil em contas atrasadas. Você então pensa em pegar R$ 1 mil no crédito pessoal para pagar em três meses porque tem medo de usar todo o fundo de emergência. Será que é a melhor decisão?

Como a taxa média do empréstimo pessoal é de 7,01%, o valor cresce bem rápido.

Então, após três meses, você pagará R$ 1.225,23 neste empréstimo pessoal.

Veja abaixo:



Valor Taxa de juros ao mês (a. m.) Valor final em 3 meses
R$ 1.000,00 7,01% R$ 1.225,23

 

Agora, o dinheiro que você deixa guardado na poupança não rende tanto assim. Após estes mesmos três meses, os R$ 1 mil guardados virariam R$ 1.012,63, como mostra a tabela abaixo.

Valor Rendimento ao mês (a. m.) Valor Final em 3 meses
R$ 1.000,00 0,63% R$ 1.012,63

 

Ou seja, em três meses, você estaria com uma conta de R$ 1.225,23 para pagar, e teria R$ 1.012,63 guardados. Por isso, sempre vale a pena usar o dinheiro do fundo de emergência e quitar logo a dívida. Mesmo que você gaste todo seu fundo de reserva, você não deve mais nada e pode organizar seu orçamento outra vez.



Tome essa decisão sem medo. Apenas saiba que você precisa voltar a guardar tudo que sobra para construir um novo fundo de emergência.

*As taxas de juros utilizadas na simulação para empréstimo pessoal foram informadas pelo Banco Central, no dia 14/03/2016, e o rendimento da poupança é referente ao dia 14/03/2016, segundo o Valor Econômico.




Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.