Empréstimo Pessoal: tudo o que você precisa saber

  • Google+
  • LinkedIn

Empréstimo pessoal é um tipo de crédito que bancos ou financeiras fazem sem impor tantas condições aos clientes. Confira!

tudo sobre o empréstimo pessoal



O que é empréstimo pessoal

O crédito pessoal é um tipo de empréstimo que bancos e financeiras  oferecem sem impor tantas condições aos clientes. Normalmente, você passa por uma análise de crédito para garantir que tem condições de pagar esse empréstimo e, se for aprovado, o dinheiro é liberado na sua conta corrente. Por ser facilitado, o crédito pessoal conta com uma alta taxa de juros, que o caracteriza como um dos empréstimos mais caros disponíveis no mercado.

Quando pegar um empréstimo pessoal

1. Para quitar uma dívida no cheque especial: Isso só acontece quando você compara o cheque especial do banco onde tem conta com o empréstimo pessoal deste mesmo banco. Então, se você entrou no cheque especial e quer quitar a dívida, vá ao seu banco e negocie um crédito pessoal. Na dúvida, compare o Custo Efetivo Total (CET) deles e confirme se o empréstimo pessoal está com essa taxa menor.

2. Quando aparece uma emergência cara: Se alguém da sua família precisa de um tratamento médico e você sabe que não terá como quitar essa dívida no próximo mês, prefira contratar o crédito pessoal no seu banco em vez de usar o limite do cheque especial. Dessa forma você paga o custo da emergência à vista e fica com as parcelas mensais para quitar a dívida.

Vantagens do crédito pessoal

1. Liberação do dinheiro é rápida: Depois da aprovação, o crédito cai na sua conta em até um dia. Em alguns casos, o banco deixa um valor pré-aprovado para você que será liberado pela internet no caixa eletrônico.

2. É melhor do que entrar no limite do cheque especial: Principalmente para quem tem conta em banco e paga tudo em dia, o crédito pessoal costuma sair mais barato do que usar o cheque especial da sua conta. Se precisar cobrir uma emergência, negocie com o seu gerente.

3. Quem está com o nome sujo consegue pegar o dinheiro: Existem financeiras que fazem crédito pessoal para negativados – o que não acontece nos bancos. Mas fique atento, porque essa saída é mais cara.

Desvantagens do crédito pessoal

1. Ele tem uma das taxas de juros mais altas do mercado: A média da linha de empréstimo pessoal fica em 7% ao mês, de acordo com o Banco Central do Brasil. Mas esse número aumenta bastante dependendo da instituição.

2. Se você fizer o empréstimo em uma financeira vai pagar muito caro: O Custo Efetivo Total (CET), que mostra todas as taxas cobradas pelo empréstimo, é mais alto na financeira do que nos bancos. Isso significa que a dívida feita na financeira será mais alta no final se você comparar com o mesmo empréstimo nos bancos.

3. Como é um crédito fácil, cuidado para não levar mais do que precisa: Se o atendente da financeira ou do banco oferecer mais dinheiro para você, fique apenas com o valor que você precisa. Lembre-se que quanto mais dinheiro você pegar, mais terá que pagar no final.

Quem pode pegar um crédito pessoal

Empréstimo pessoal no banco

Se você for ao banco, precisa ter mais de 18 anos e ser titular de uma conta corrente que está sendo usada atualmente. Isso porque o banco vai analisar o seu histórico antes de liberar o dinheiro para saber se você é ou não um bom pagador. A vantagem: os juros são um pouco menores do que nas financeiras, pois o banco entende que o risco de você não quitar o crédito pessoal é menor.

Empréstimo pessoal na financeira

você precisa ter mais de 18 anos e comprovar renda. O comprovante de renda pode ser um holerite, contracheque, declaração de imposto de renda ou o extrato bancário. A desvantagem: os juros são mais altos porque a financeira não conhece seu histórico de pagamento e entende que o risco de inadimplência é maior.

É possível fazer um empréstimo pessoal estando negativado?

Sim, mas nem todos os bancos aceitam essa condição. Normalmente, são as financeiras que emprestam o dinheiro para quem está negativado, desde que você apresente como garantia um cheque de um terceiro que esteja com o nome limpo. Essa pessoa será sua garantia de pagamento e deverá assinar o contrato de empréstimo como seu fiador.

O que acontece se eu não pagar o crédito pessoal?

Você receberá uma notificação da Serasa ou do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) avisando que tem um prazo para quitar a dívida. Caso contrário, seu nome será negativado e isso vai dificultar a aprovação de outros tipos de empréstimos ou de compras parceladas. Como o crédito pessoal tem uma das maiores taxas de juros entre os créditos disponíveis atualmente, a dívida cresce muito se você deixar de pagá-la. E, por isso, você corre o risco de perder o controle dessa conta.

Quanto dá para pegar emprestado?

O valor máximo depende da sua renda. Se você é correntista de algum banco, normalmente a agência já tem um limite pré-aprovado de crédito pessoal. Nesse caso, daria para pegar um valor dentro desse limite. Caso tente o empréstimo pessoal em outro banco, dependerá da análise de crédito feita por eles.

É possível ter mais de um empréstimo pessoal ao mesmo tempo?

Sim, mas isso depende da análise de crédito feita por bancos e financeiras. Quanto mais empréstimos você tiver, menores são as chances de o banco ou a financeira aprovarem um novo crédito.

Compare os empréstimos antes de escolher onde fazer

Principalmente em relação às taxas de juros cobradas e ao valor final que você pagará por esse dinheiro. Um caminho é pedir o Custo Efetivo Total (CET) em diferentes bancos e olhar em quais lugares esse valor ficou menor. Quanto mais alta a CET, mais taxas você está pagando para ter o crédito.

Prazo de pagamento do crédito pessoal

Costuma ser de no máximo 48 meses. Vale saber que, no caso de um empréstimo pessoal com cheque, as instituições financeiras darão um prazo entre 45 e 60 dias para você quitar a primeira parcela.

Taxa de juros

Ela muda dependendo do banco, da loja ou da financeira que emprestar o dinheiro. A porcentagem varia entre 3,43% e 20,33%, sendo que as taxas mais altas são cobradas em lojas, onde não é exigida uma comprovação de renda para conceder o empréstimo. Em seguida, estão as financeiras e, por último, os bancos.

Onde fazer um empréstimo pessoal

Na hora de pegar um empréstimo pessoal, as opções são muitas: banco, financeira, lojas de departamento.

Bancos ou financeiras

Vá primeiro ao banco porque as financeiras costumam cobrar mais pelo mesmo empréstimo. O motivo? Como elas liberam crédito para todo tipo de cliente, até para quem está com o nome sujo, tendem a cobrar taxas de juros mais altas – o que deixa a dívida maior. Então, se puder escolher, vá primeiro ao seu banco e peça uma cotação do crédito pessoal que eles têm.

Lojas de departamento

Redes como a Marisa, a Renner e a C&A também fazem empréstimo pessoal. Essas lojas têm acordos com bancos e financeiras para liberar o dinheiro para clientes que usam o cartão da rede. Por ser um crédito pessoal como qualquer outro, você pagará juros por isso.

Crédito pessoal nos 6 maiores bancos

Banco do Brasil

Limite de empréstimo: definido de acordo com a análise de crédito.
Taxa de juros cobrada por mês: 4,73%.
Prazo de pagamento: até 60 meses.
Condições gerais: possuir conta no banco e ter limite de crédito disponível.
Pagamento das parcelas: debitadas automaticamente.

Bradesco

Limite de empréstimo: definido de acordo com a análise de crédito.
Taxa de juros cobrada por mês: 6,63%.
Prazo de pagamento: até 40 meses.
Condições gerais: ser titular de conta em banco e ter mais do que 18 anos.
Pagamento das parcelas: debitadas automaticamente.

Caixa Econômica Federal

Limite de empréstimo: definido de acordo com a análise de crédito.
Taxa de juros cobrada por mês: 4,75%.
Prazo de pagamento: de 1 a 48 meses.
Condições gerais: apresentar depósitos ou aplicação financeira
Pagamento das parcelas: debitadas em conta corrente.

HSBC

Limite de empréstimo: R$ 100 mil, mas depende da análise de crédito.
Taxa de juros cobrada por mês: 4,50%.
Prazo de pagamento: até 60 meses.
Condições gerais: ser titular de conta corrente.
Pagamento das parcelas: debitadas automaticamente.

Itaú

Limite de empréstimo: é o valor máximo pré-aprovado disponível no seu extrato.
Taxa de juros cobrada por mês: 5,58%.
Prazo de pagamento: até 57 meses.
Condições gerais: ser titular de conta corrente.
Pagamento das parcelas: debitadas automaticamente.

Santander

Limite de empréstimo: de acordo com a análise de crédito.
Taxa de juros cobrada por mês: 4,51%.
Prazo de pagamento: até 60 meses.
Condições gerais: ser titular de conta corrente.
Pagamento das parcelas: debitadas automaticamente.

Crédito pessoal em 5 financeiras conhecidas

BV Financeira

Limite de empréstimo: definido de acordo com a análise de crédito.
Taxa de juros cobrada por mês: 4,04
Prazo de pagamento: até 24 meses.
Condições gerais: apresentar RG, CPF, comprovante de renda e de residência.
Pagamento das parcelas: cheque ou débito em conta.

Crefisa

Limite de empréstimo: definido de acordo com a análise de crédito.
Taxa de juros cobrada por mês: 21,48%.
Prazo de pagamento: até 24 meses.
Condições gerais: apresentar RG, CPF, comprovante de renda e de residência e extrato bancário.
Pagamento das parcelas: cheque ou débito em conta.

Ibi

Limite de empréstimo: até R$ 10 mil.
Taxa de juros cobrada por mês: Não divulgada.
Prazo de pagamento: até 21 meses.
Condições gerais: apresentar RG, CPF, comprovante de renda e de residência.
Pagamento das parcelas: cheque ou boleto bancário.

Losango

Limite de empréstimo: definido de acordo com a análise de crédito.
Taxa de juros cobrada por mês: 10,71%.
Prazo de pagamento: até 24 meses.
Condições gerais: apresentar RG, CPF, comprovante de renda e de residência.
Pagamento das parcelas: cheque ou carnê.

Portocred

Limite de empréstimo: até R$ 35 mil, mas depende da análise de crédito.
Taxa de juros cobrada por mês: 12,38%.
Prazo de pagamento: até 36 meses.
Condições gerais: apresentar RG, CPF, comprovante de renda e de residência, além de ter renda mínima de um salário mínimo.
Pagamento das parcelas: cheque, carnê ou boleto bancário.

Observação:

Essa matéria pretende trazer informações adicionais que vão ajudar nossos usuários a tomarem as melhores decisões. Por esse motivo, ela nunca deve ser usada sozinha. As condições dos bancos e financeiras podem mudar. Por isso é fundamental que o usuário negocie com as diferentes instituições antes de fechar negócio. As taxas de juros dos empréstimos foram pesquisadas no site do Banco Central em junho de 2016 e estão sujeitas a alterações

Como escolher o crédito pessoal mais barato

1. Procure primeiro o seu banco: O banco cobra taxas menores do que as financeiras, pois conhece o seu histórico e sabe se você é ou não um bom pagador.

2. Veja todas as taxas do empréstimo: Para saber o valor que você vai pagar não basta olhar os juros. Pergunte qual o Custo Efetivo Total (CET) da dívida, que mostra todas as taxas que você terá que pagar nesse empréstimo, incluindo impostos e seguros.

3. Compare o CET em outros bancos: Mesmo que você simule o empréstimo no seu banco, pesquise e compare com as taxas do mesmo empréstimo em outros lugares. Assim você sabe onde é mais barato pegar o crédito e pode até negociar um desconto com o seu gerente.

4. Fuja das financeiras: Elas prometem dinheiro rápido e sem análise de crédito, mas são bem mais caras. Clique aqui e entenda por que não vale a pena contratar o empréstimo pessoal nessas instituições.

Saiba comparar
Quanto menor o valor do CET (Custo Efetivo Total), menor será o preço que você vai pagar pelo empréstimo pessoal. Por isso, antes de assinar o contrato, compare os percentuais. Se um banco tem o CET de 60% ao ano e o outro 48%, faça o empréstimo na instituição que tem o menor CET.

Documentos necessários para fazer um empréstimo pessoal

Os bancos exigem que você apresente CPF e comprovante de residência para solicitar o crédito. Se você está negativado, deverá ter um fiador com CPF regularizado, pois ele será a sua garantia de pagamento. Já as financeiras podem exigir que você comprove renda apresentando holerite ou extrato bancário, além do CPF e do comprovante de residência.

Todos os bancos que oferecem empréstimo pessoal

De acordo com o Banco Central do Brasil mais de 65 instituições trabalham com empréstimo pessoal (chamado de empréstimo pessoal não consignado). Confira abaixo:

BCO CCB BRASIL S.A.

BCO SOFISA S.A.

BCO BNP PARIBAS BRASIL S A

BCO TRICURY S.A.

BCO VOLVO BRASIL S.A.

BANCOOB

SENFF S.A. – CFI

BCO DA AMAZONIA S.A.

SOCINAL S.A. CFI

BCO RIBEIRAO PRETO S.A.

BRB – BCO DE BRASILIA S.A.

BANCO PAN

BCO BMG S.A.



FINANSINOS S.A. CFI

BCO CITIBANK S.A.

SOROCRED CFI S.A.

BCO DO EST. DE SE S.A.

SANTANA S.A. – CFI

BCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A.

BCO SANTANDER (BRASIL) S.A.

HSBC BANK BRASIL SA BCO MULTIP

BCO BANESTES S.A.

BCO DO BRASIL S.A.

CAIXA ECONOMICA FEDERAL

SANTINVEST S.A. – CFI

BCO DO ESTADO DO RS S.A.

BCO SAFRA S.A.

PORTOSEG S.A. CFI

ITAÚ UNIBANCO BM S.A.

BCO DO EST. DO PA S.A.

OMNI SA CFI

DIRECAO S.A. CFI

BCO BRADESCO S.A.

BCO MERCANTIL DO BRASIL S.A.

BV FINANCEIRA S.A. CFI

BECKER FINANCEIRA SA – CFI

BANCO INTERMEDIUM S/A

BANCO BRADESCARD

BCO A.J. RENNER S.A.

GOLCRED S/A – CFI

FINAMAX S.A. CFI

KREDILIG S.A. – CFI

CREDIARE CFI S.A.

BCO LOSANGO S.A.

GAZINCRED S.A. SCFI

BANCO SEMEAR

FINANC ALFA S.A. CFI

GRAZZIOTIN FINANCIADORA SA CFI

DACASA FINANCEIRA S/A – SCFI

ESTRELA MINEIRA

VIA CERTA FINANCIADORA S.A. – CFI

PORTOCRED S.A. – CFI

SAX S.A. CFI

AGORACRED S/A SCFI

NEGRESCO S.A. – CFI

PERNAMBUCANAS FINANC S.A. CFI

PARANA BCO S.A.

MIDWAY S.A. – SCFI

LECCA CFI S.A.

BANCO CBSS

FACTA S.A. CFI

BANCO CIFRA

AGIPLAN FINANCEIRA S.A. – CFI



CREFISA S.A. CFI

BCO DAYCOVAL S.A




Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.