Empréstimo pessoal: como fazer

  • Google+
  • LinkedIn

Apareceu um imprevisto e precisa de dinheiro rápido? O empréstimo pessoal pode ser a solução. Confira aqui como você pode conseguir este crédito.

dinheiro



 

O empréstimo pessoal é uma das formas mais populares de conseguir crédito, pois tem facilidade na aprovação. Além da liberação do dinheiro ser rápida, é uma opção melhor do que entrar no cheque especial.

Pegar um empréstimo pessoal deve ser uma decisão muito bem tomada, pois ele conta com uma alta taxa de juros, e isso pode vir a atrapalhar o seu orçamento. Além disso, caso você tenha dificuldades para realizar o pagamento deste empréstimo, vai precisar lidar com as ligações constantes das empresas de cobrança, corre grandes riscos de se enrolar com a dívida e criar um histórico ruim, o que dificulta que você consiga outro tipo de empréstimo ou financiamento no futuro.

Como fazer um empréstimo pessoal se você já tem conta em banco

É comum os bancos terem um limite pré-aprovado para seus clientes. Para descobrir se esse é o seu caso, você pode verificar no internet banking, mobile banking, terminais de autoatendimento e mesmo nos serviços por telefone do seu banco.

Se tiver o limite pré-aprovado basta solicitar por um dos canais de atendimento acima que o dinheiro ficará disponível e as parcelas serão cobradas automaticamente na sua conta de acordo com o valor pré-fixado.

Caso você não possua um limite pré-aprovado, o limite disponível for menor do que você precisa ou a taxa de juros estiver muito alta, você deve ligar para o banco ou ir pessoalmente a uma agência para negociar. Lembre-se de levar seu comprovante de renda atualizado, pois será importante na análise de crédito.

Como fazer um empréstimo pessoal em uma financeira

Se você não tem conta, abrir uma conta nova no banco não garante que você conseguirá um empréstimo. É muito comum o banco possuir um histórico de alguns meses com as transações na sua conta para daí poder aprovar algum empréstimo.

Nesse caso a opção é procurar por uma financeira. Lembre-se sempre de levar RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de renda atualizado. A financeira fará a análise de crédito na hora e, após aprovado, você receberá uma proposta. Negocie. É comum as financeiras terem planos mais baratos que não são oferecidos de primeira. Também compare com outras financeiras antes de fechar negócio.

Outra dica importante é pedir o valor total do empréstimo, com todas as taxas e impostos para não ter surpresas. Esse é o chamado CET – Custo Efetivo Total. Além disso, confira todas as cláusulas antes de assinar o contrato.



Caso sua análise de crédito não seja aprovada, você deverá procurar outra financeira.

Como fazer um empréstimo pessoal online

Atualmente, existem diversas empresas trabalham com  o empréstimo pessoal online. A grande vantagem é que você não precisa gastar tempo e pode comparar as condições da sua casa. Basta preencher seus dados para receber uma proposta gratuitamente. Se você gostar da proposta é só enviar os documentos necessários e assinar o contrato para receber o dinheiro.

As condições oferecidas variam bastante. Por isso, é importante comparar. Confira abaixo algumas empresas que trabalham com empréstimo online:

  • Simplic: oferecem créditos de R$ 500 a R$ 2.500. A liberação costuma ser rápida e são mais flexíveis na aprovação. Mas os juros costumam ser mais altos.
  • Bom Pra Crédito: possui parcerias com diferentes bancos. Feita a análise de crédito você receberá ofertas de bancos parceiros.
  • Lendico: oferecem créditos de R$ 2.500 a R$ 35.000.
  • Biva: empréstimo para pequenos empresários. Interessante para quem está no cheque especial ou no rotativo do cartão pois os juros costumam ser mais baixos (entre 1,5% e 4,0% ao mês).
  • Geru: oferecem créditos de R$ 5 mil a R$ 25 mil. Tem como  proposta oferecer empréstimos pessoais a taxas menores do que as praticadas do mercado mas costumam ser menos flexíveis na aprovação.

Como conseguir comprovar renda

Na maioria dos casos, para conseguir um empréstimo pessoal, é necessário que o cliente tenha uma forma de comprovar renda. Essa comprovação geralmente é feita através de holerites e comprovantes de pagamento, por isso, funcionários registrados costumam levar vantagem em relação a quem é autônomo na hora de pedir um empréstimo. Se a pessoa recolhe impostos ou declara tudo o que recebe, é mais fácil comprovar renda e aumenta as chances de aprovação na análise de crédito.

Outro ponto importante é o tempo de serviço que o trabalhador registrado tem naquela empresa. Caso você tenha acabado de conseguir o emprego e essa seja sua única renda, o banco pode ter restrições para liberar o empréstimo pessoal. No entanto, saiba que a sua declaração de imposto de renda e movimentação bancária dos últimos meses também podem ser usados como comprovante de renda, desde que o banco aceite esses documentos no momento da contratação do empréstimo pessoal.



Como conseguir empréstimo pessoal com restrição no nome

Possuir restrição no nome dificulta muito para quem precisa de um empréstimo pessoal. Poucas financeiras e quase nenhum banco fazem a liberação de crédito para pessoas nestas condições, e quando liberam, as taxas de juros são altíssimas. Por isso, o ideal é que você primeiro quite as suas dívidas para depois pegar um empréstimo.

Veja quais são as 5 alternativas para conseguir um empréstimo pessoal se você tem restrição no nome.




Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.